Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Cristina Nóbrega

Fado

Eternamente ligada à música, só no início de 2008 o Fado, descoberta e paixão da juventude, ressurge e faz com que assuma perante si mesma que precisa de cantar. Afinal, é neste género musical que encontra a forma mais profunda de expressão e a magia de cantar em português.

Cristina Nóbrega é natural de Lisboa. Canta desde sempre, num percurso solitário que passa por vários géneros musicais. Eternamente ligada à música, só no início de 2008 o Fado, descoberta e paixão da juventude, ressurge e faz com que assuma perante si mesma que precisa de cantar. Afinal, é neste género musical que encontra a forma mais profunda de expressão e a magia de cantar em português.

Em menos de um ano grava e apresenta uma maqueta a uma editora que dá origem à edição do seu primeiro trabalho (set/2008), um álbum “Amaliano” com os clássicos do fado. Estreia-se em Madrid a 14 de Setembro de 2008 na “Noite Branca”, a convite do Círculo de Bellas Artes. Em Maio de 2009, a Fundação Amália Rodrigues atribui-lhe o “Prémio Artista Revelação 2009”.

Neste percurso, apresentou a sua voz em vários palcos, em Portugal e no estrangeiro, com assinalável êxito.

Com uma necessidade de cantar temas seus, foi conhecendo ao longo destes dois anos, músicos e poetas que a agraciaram com poemas e composições inéditas e outros que selecionou, e que fazem parte do seu novo álbum “Retratos”, edição Sony Music.

Conheceu o talentoso compositor e produtor Luís Pedro Fonseca que juntou, aos poemas musicados por Fontes Rocha, Carlos Gonçalves, Mário Pacheco e Zé Manuel Martins, temas musicados por si que aguardavam uma voz para lhes dar vida.

Os poetas cantados no álbum “Retratos” são Miguel Torga, Fernando Pessoa, Florbela Espanca, Cabral do Nascimento, Vasco Graça Moura, António Gedeão, António Aleixo, José Fanha, Luís Pedro Fonseca, Augusto Gil, Fernando Vieira e Reinaldo Ferreira.

Em estúdio, Cristina Nóbrega teve o privilégio de ser acompanhada por Zé Manuel Neto na Guitarra portuguesa, na Viola de Fado por Rogério Ferreira e Pedro Festa no Contrabaixo.

Museu do Fado, acesso a 15 de abril de 2018

Partilhe
Share on Facebook
Facebook