flautista Catarina Valadas

Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Catarina Valadas

Flauta transversal

Catarina Valadas nasceu em Espinho em 1995. Iniciou os estudos musicais aos cinco anos na Academia de Música de Espinho. Em 2006, ingressou na Escola Profissional de Música de Espinho, na classe de flauta transversal de Angelina Rodrigues.

Durante o seu percurso académico, frequentou classes de aperfeiçoamento com os prestigiados flautistas Jorge Caryevschi, Pedro Couto Soares, Philippe Bernold e Nuno Inácio e trabalhou regularmente com os professores Jorge Salgado Correia e David Sousa.

A nível orquestral, apresentou-se com a Orquestra Clássica de Espinho, Orquestra Juvenil APROARTE, Orquestra de Jovens de Santa Maria da Feira, entre outras.

Foi premiada em alguns concursos de flauta, obtendo o 2º prémio na categoria “Kuhlau” do II Concurso Nacional de Flauta Transversal do Conservatório de Música de Aveiro Calouste Gulbenkian (2009); o 2º prémio no escalão juvenil do III Concurso Nacional de Instrumentos de Sopro “Terras de La-Salette” (2010); bem como o 3º prémio na categoria B do III Concurso Luso Galaico “Albertino Lucas” (2010).

Frequenta esporadicamente aulas de canto jazz, há cerca de três anos, passando pela Escola de Jazz Luiz Villas-Boas (Hot Club Portugal), Escola de Música Valentim de Carvalho – Porto e Conservatório de Música do Porto.
Trabalhou com os professores Joana Machado, Kiko Pereira e Manuel Linhares.

Desde então, apresenta-se como cantora e/ou flautista em diversas formações, desdobrando-se por vários estilos musicais distintos.

É co-fundadora e membro, desde 2012, do grupo vocal e instrumental Aquilo que vocês quiserem, colectivo de cinco elementos femininos cujo reportório se baseia em novas roupagens de bandas sonoras de filmes. De destacar as várias apresentações do grupo na Casa da Música desde Fevereiro de 2014, com os espectáculos “Bandas Sonoras de Bolso”, “Do Bolso de Walt” e “Pássaro de Fogo”, a convite do Serviço Educativo.

Em Setembro de 2017, actuaram como colectivo residente nas Young Audience Music 2017, com vista à criação de um novo espectáculo desenvolvido em parceria com os produtores Lilian Genn e Sune Skuldbøl Vraa, com estreia prevista para Outubro de 2018.

Também na Casa da Música, frequentou o XI Curso de Formação de Animadores Musicais orientado por Tim Steiner, Sam Mason, Duncan Chapman, Pete Letanka e Paul Griffiths. Nesse âmbito, desenvolveu trabalho de intervenção na comunidade.

Entre outros projectos com os quais colaborou (gravou/actuou) pontualmente, destacam-se: Stopestra, Vozes da Rádio, Prana, Aníbal, Tributo a Zeca Afonso, SONO, Tiago Nacarato, Tranglomango, entre outros. Participou ainda nos espectáculos ‘A Deriva dos Continentes’ de Carlos Clara Gomes e colaborou no desenvolvimento do projecto comunitário Terreiro dos Sons.

No início de 2017, foi considerada pela Time Out uma das artistas portuenses a acompanhar nesse ano.

Em Abril seguinte, apresentou-se como cantora convidada dos concertos de Mário Laginha com a Orquestra de Jazz de Espinho, no Auditório de Espinho e na Casa das Artes de Famalicão.

Actualmente, integra os colectivos Retimbrar (com o qual gravou o disco ‘Voa Pé’, 2016), Orquestra Fina (‘Valsa Torta’, 2017) e Aquilo que vocês quiserem (supracitado), actuando com regularidade nos mais diversos palcos de festivais e salas de espectáculo portugueses.  Mais recentemente, apresenta-se também com o projecto do cordofonista Daniel Pereira Cristo.

A partir de 2019, será parte integrante de uma nova criação músico-teatral da d’Orfeu, destinada ao público infanto-juvenil.

Partilhe
Share on Facebook
Facebook