Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Carolino Carreira

Fagote

Carolino Carreira terminou em 1987 o curso de Fagote do Conservatório Nacional de Lisboa.

Logo após fez uma pós-graduação no Royal Northern College of Music em Manchester, Inglaterra em 1988/89, tendo obtido uma bolsa de estudo da Fundação Calouste Gulbenkian, onde estudou com os Professores William Waterhouse e David Chatwin (1º Fagote da Orquestra Filarmónica da BBC).

Estudou também Contrafagote com o professor William Greenless, contrafagotista da Orquestra da BBC de Manchester.

Nos anos de 1988/89 integrou por diversas vezes a Orquestra Sinfónica, o Octeto de Sopros, bem como outras formações de musica de câmara no Royal Northern College of Music. Realiza também nessa instituição vários recitais a solo. Foi membro fundador do Ensemble Mistral com o qual, sob a direcção de Robin Canter, actuou na Conferência Anual da Double Reed Society que se realizou em 1989 em Manchester – UK. Entre 1987 e 1992 integrou a Orquestra Sinfónica do Teatro Nacional de S. Carlos. Integrou a Orquestra Regie Sinfonia do Porto como 1° Fagote na temporada 92/93. Desde que 1993 integra a Orquestra Sinfónica Portuguesa como 1º Fagote solista. Foi convidado, em 1997, a participar como solista na Sinfonia Concertante de Mozart, num concerto realizado pela Orquestra Sinfonica Portuguesa no Grande Auditório do Centro Cultural de Belém.

Em Dezembro de 2000 foi convidado a integrar o painel internacional de juris do 16º Concurso Internacional De Execução Musical da Provincia De Caltanisseta-Sicilia, Italia Em conjunto com o flautista Nuno Ivo Cruz, o oboista Ricardo Lopes, o clarinetista Jorge Trindade, o trompista Paulo Guerreiro forma o “Quinteto Flamen”, com o qual tem efectuado concertos, tournées e gravações para a rádio e televisão. Tendo obtido formação de fagote antigo com os professores Alberto Grazzi, Marc Vallon e Alfredo Bernardini, desenvolve intensa actividade no campo da música antiga, quer como solista, quer integrado em diversos agrupamentos. De destacar a participação em 2004 numa tounée europeia com a “L’Orchestre des Champs-Elysées” sob a batuta de Philipe Herreweghe.

14 Outubro 2004

Partilhe
Share on Facebook
Facebook