Carlos Lopes, compositor, de Guimarães

Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Carlos Lopes

Composição

Natural de Guimarães, Carlos Lopes iniciou os estudos musicais aos 6 anos. Concluiu com distinção o Curso Complementar de Piano no Centro de Cultura Musical de Santo Tirso, na classe de Cristina Lima.

Em 2017, licenciou-se em Piano na Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo do Porto, com Constantin Sandu. Em 2020, terminou a Licenciatura em Composição na mesma instituição, sob orientação de Pedro Santos, Dimitrios Andrikopoulos e Carlos Azevedo.

Obteve o 2º Prémio no 11º Concurso Internacional de Composição da Póvoa de Varzim com a obra Tragoidia, para quarteto de cordas, estreada em julho de 2018.

Foi selecionado para participar no workshop ENOA – “Composing for Voices”, onde foi orientado pelo compositor Luís Tinoco. Em julho de 2019, no âmbito deste workshop, foi estreada a sua obra 5 Variações do Desassossego, pela Orquestra Gulbenkian e o barítono Tiago Matos, sob a direção de Pedro Neves.

Participou numa classe de aperfeiçoamento com João Pedro Oliveira no IV Encontro Internacional de Piano Contemporâneo, em dezembro de 2019, onde foi estreada [1n^s], para piano, toy piano e eletrónica.

Esteve presente em palestras e workshops com Harrison Birtwistle, Philippe Manoury e Luís Antunes Pena.

Em 2020, a sua obra Clepsydra foi encomendada pelo Prémio Jovens Músicos (Antena 2/RTP), enquanto peça obrigatória da categoria de Violoncelo – nível superior.

Durante o ano de 2021, será Jovem Compositor Residente na Casa da Música, onde terá a oportunidade de trabalhar com a Orquestra Sinfónica do Porto, o Remix Ensemble e pelo ensemble vencedor do Prémio Jovens Músicos da Antena 2.

[ Publicado na Meloteca a 01 de janeiro de 2021 ]

[ Músicos naturais de Guimarães ]
Tragoidia, Carlos Lopes, compositor natural de Guimarães

Tragoidia, Carlos Lopes, compositor natural de Guimarães

Partilhe
Share on Facebook
Facebook