CANCIONEIRO DO RIBATEJO

NÃO QUERO QUE VÁS À MONDA

Não quero que vás à monda!
Não quero que vás mondar!
Não quero que andes ao calor
Lá pelos campos trabalhar!

Adeus, ó Monte Caído!
Adeus, Monte da Baracha!
Quem na Charneca se perde
Ao Porto Alto se acha.

Vila Franca, Rosa Branca,
Jardim de toda a flor!
O meu peito é mesa franca
Onde dança o meu amor.
Não quero que vás à monda!
Não quero que vás mondar!

Letra e música: Tradicional (Benavente, Ribatejo)
Recolha: José Alberto Sardinha (“Moda da Ceifa”, 1984, in “Portugal – Raízes Musicais”: CD 5 – Estremadura, Ribatejo e Alentejo, BMG/JN, 1997)
Adaptação: José Barros
Arranjo: José Manuel David e José Barros
Intérprete: Navegante (in CD “Meu Bem, Meu Mal”, Tradisom/Iplay, 2008)
Outra versão: José Barros e Navegante (in DVD “Cantares do Povo Português”, Ocarina, 2012)

Lezíria ribatejana