Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Bruno Cruz

Trompa

Bruno Cruz iniciou os estudos musicais em Trompa de Harmonia aos 9 anos na Sociedade Filarmónica Gualdim Pais, em Tomar. Teve como professores Carlos Rosado, Jorge Barradas e Martha Oliveira. Em 2005 ingressou na Banda Sinfónica do Exército, onde desempenhou o cargo de 1º Trompa Solista durante 6 anos.

Em 2012 finalizou a licenciatura em Trompa na Universidade de Évora, com o professor Carlos Rosado. Em 2016 concluiu o mestrado em Ensino de Música, variante de trompa e música de conjunto com 17 valores.

Ao longo do seu percurso musical, participou em Masterclass com vários trompistas como Paulo Guerreiro, Hélder Vales, Lourenço Zarzo, Jorge Barradas entre outros. Participou em vários estágios de Orquestra como a Orquestra Nacional de Sopros dos Templários, Estágios de Orquestras de Sopros e Sinfónica realizados pela Escola de Música Canto Firme, Estágio de Orquestra de Sopros do Médio Tejo, Estágio de Orquestra de Sopros do Orfeão de Leiria e Estágio de Orquestra de Sopros e Percussão realizado em Mação. Participou, ainda, no Estágio de Orquestra Sinfónica de Santa Maria da Feira. Foi membro da Orquestra Sinfónica Juvenil sob a direção Christopher Consitt Bochmann e recentemente integrou a Orquestra Sinfónica Portuguesa.

Frequentou, também, os workshops para jovens músicos em Oeiras. Realizou várias Masterclass e foi coordenador de Naipe nos 3 Cursos de Jovens Músicos (Filarmonias) realizado em Ansião, do 3º ao 8º Estágio de Orquestra de Sopros em Mação, do 2º ao 12º Estágio de Orquestra de Sopros do Médio Tejo, em Tomar, e realizou também o 1º Masterclass de Trompa organizado pelo Grupo Musical Pampilhosense. Em 2007 foi convidado a ser solista, interpretando o “Concerto nº1? de W. A. Mozart realizado pela Escola de Música Canto Firme, em 2012 interpretou a peça “Cape Horn” de Otto Schwarz realizado no 1º Estágio de Orquestra de Sopros, organizado pela Sociedade Filarmónica Penelense sob a direção de Alberto Roque, em 2013 foi convidado a ir à Holanda realizar um Concerto a Solo com a Frysk Fanfare Orkest sob a direção de Jouke Hoekstra. Em 2015 realizou dois estágios pela orquestra sinfónica da ESART como 1º Trompa solista sobe a orientação dos maestros Luís Carvalho e José Eduardo Gomes. Em 2016, no 10º Estágio da Orquestra de Sopros do Médio Tejo, em Tomar, foi solista convidado para interpretar a obra Gjallarhorn de Ferrer Ferran (estreia nacional).

Atualmente, leciona na Escola de Música Canto Firme em Tomar, Sociedade Artí­stica Musical dos Pousos (SAMP) e no Orfeão de Leiria, Conservatório de Artes.

É chefe de Naipe do grupo “The Bellsbrass Ensemble”, membro do grupo “Drama&Beiço” e do quinteto de metais de Leiria.

Partilhe
Share on Facebook
Facebook