Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Armando Possante

Barítono

Armando Possante, barítono, iniciou a sua formação musical aos seis anos, no Instituto Gregoriano de Lisboa, onde estudou até 1990.

Ingressou nesse ano na Escola Superior de Música de Lisboa, na qual concluiu com a classificação máxima a licenciatura em Canto, na classe de Luís Madureira, e os bacharelatos em Canto Gregoriano e Direcção Coral. Iniciou em 1990 a actividade docente, como professor da Academia de Amadores de Música e da Academia de Música Eborense, leccionando presentemente no Instituto Gregoriano de Lisboa.

Frequentou cursos de Direcção Coral com Bernard Tétu e Heribert Breuer, para além dos cursos da Associação Internacional de Canto Gregoriano em Cremona (Itália).

É director musical e solista do Grupo Vocal Olisipo, a par de solista do Coro Gregoriano de Lisboa, tendo-se já apresentado na Alemanha, Bélgica, Bulgária, Espanha, Finlândia, Inglaterra, Itália, Japão, Luxemburgo e Polónia. Com o Grupo Vocal Olisipo, conquistou o primeiro prémio em quatro concursos internacionais na Bulgária, Finlândia e Itália. Iniciou os seus estudos de Canto em 1988, com Mariana Bonito d’Oliveira. Frequentou cursos de aperfeiçoamento em canto com Christoph Prégardien, Siegfried Jerusalem, Jill Feldman e Peter Harrison.

Armando Possante desloca-se com regularidade a Viena, onde se aperfeiçoa sob a orientação de Hilde Zadek. Armando Possante estreou-se em ópera no papel de Guglielmo (“Così fan Tutte”, Mozart), no Festival de Música de Mafra, tendo desempenhado posteriormente os papéis de Shepherd (“Venus and Adonis”, John Blow), Conte Asdrubbale (“L’Amore Industrioso”, João de Sousa Carvalho), Mathan, (“Joaz”, Benedetto Marcello), Eneias e Sorceress (“Dido and Aeneas”, Henry Purcell) e Belcore (“L’Elisir d’Amore”, Gaetano Donizetti).