António Quítalo trompete

Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

António Quítalo

Trompete

António Quítalo nasceu em Palmela em 1974. Iniciou os estudos musicais com 5 anos de idade com o seu avô na Sociedade Filarmónica Humanitária de Palmela.

Foram seus professores José Augusto Carneiro (Academia Luísa Tody), Kevin Wauldrom (Escola Superior de Música do Porto) e Steve Mason (Escola Superior de Música de Lisboa).

Foi 1º premiado nos mais prestigiados concursos Nacionais – Juventude Musical Portuguesa (1988) e Prémio Jovens Músicos (1989).

Foi bolseiro da Academia de Música e Belas Artes Luísa Tody (Setúbal) de 1989 a 1992, da Fundação Calouste Gulbenkian de 1987 a 1991 e da Fundação Eng. Mesquita de Araújo (Porto) de 1993 a 1995.

Em 1990 a convite da Rádio Difusão Portuguesa participa como representante Português no “European Competition for Young Musicians”, em Londres. É nesse mesmo ano selecionado para representar a Rádio Televisão Portuguesa no V Prémio Eurovisão para jovens solistas realizado em Viena (Áustria).

Frequentou classes de aperfeiçoamento com os seguintes trompetistas: Allen Vizzutti, Philip Smith, Thomas Stevens, Rod Franks, Paul Merkelo, John Miller, Bruno Nouvion, Carole Dawn Reinhart, Steve Mason, Bo Nilsson, Jeroen Berwaerts, Per Ivarsson, Nenad Markovic, Fruzsina Hara, Michael Sachs, Thomas Hooten, David Hickman, Mark Inouye, Reinhold Friedrich, Marco Pierobon.

Gravou para a editora Marco Pólo as Sinfonias de Joly Braga Santos com a Orquestra Sinfónica Portuguesa e o Maestro Álvaro Cassuto, para a editora La mà de Guido música de Jorge Peixinho com o Grupo de Música Contemporânea de Lisboa, para a editora Numérica obras de António Vitorino d’Almeida com a Orchestrutopica, para a editora MAAC o Te Deum de Francisco António de Almeida, para a Naxus Il Trionfo d’Amore de Francisco António de Almeida com os Músicos do Tejo e para a Foco Musical obras de Jorge Salgueiro.

Durante a sua carreira Orquestral tem trabalhado com Maestros tais como Wolfang Rennert, Nello Santi, Milan Horvat, Zoltan Pesko, Elihau Inbal, Jeffrey Tate, Donato Renzetti, Rafael Frühbeck de Burgos, Michel Plasson, Markus Stenz, Julia Jones, entre outros.

Foi convidado a integrar o painel de jurados nas edições do Prémio Jovens Músicos de 2008, 2010, 2012 e 2015. Foi convidado a ministrar masterclasses de Trompete na 29ª e na 32ª Oficina de Música de Curitiba, Brasil, considerado o evento musical mais importante da América do Sul.

É convidado regularmente a realizar palestras e masterclasses a nível nacional sobre a temática do instrumento/instrumentista.

Os compositores António Pinho Vargas (Grafitti –just forms) e José Júlio Lopes (Videowall ) escreveram obras que lhe são dedicadas.

Faz parte do ensemble Charamelas Reais que interpreta música escrita para as cortes e famílias aristocráticas do Séc. XVIII nas trombetas de Prata do Museu dos Coches.

Licenciado pelo Instituto Politécnico de Castelo Branco é, desde 2002, professor de Trompete na Escola Superior de Artes Aplicadas (ESART) do Instituto Politécnico de Castelo Branco, membro fundador do quinteto de metais Lisbon Brass, Trompetista da Orchestrutopica e desde 1993, 1º Trompete Solista na Orquestra Sinfónica Portuguesa do Teatro Nacional de S. Carlos.

É detentor do título de especialista na área de Instrumento/Trompete.

[ Atualizado a 29 de dezembro de 2018 ]

Partilhe
Share on Facebook
Facebook