organista António Mário Costa

António Mário Costa

Órgão

Natural do Porto, António Mário Costa foi organista, professor e regente de coros. Iniciou os estudos musicais no Curso de Música Litúrgica da Diocese do Porto e no Conservatório de Música do Porto.

Teve como primeiro professor de Órgão António Ferreira dos Santos. Com apenas 15 anos de idade tornou-se maestro do Orfeão de Gondomar, cargo que exerceu durante quatro anos. Foi membro do Coro da Sé Catedral do Porto e por diversas vezes dirigiu o mesmo Coro e o conjunto instrumental “Solemnium Concertus”.

De 1989 a 1994 frequentou a Academia Superior de Música Sacra de Regensburg, onde estudou órgão com Franz Josef Stoiber e Direcção de Coro com o professor Roland Büchner. Concluiu em Julho de 1993, o Curso Superior de Música Sacra, em Regensburg, e, em Julho de 1994, a licenciatura pedagógica em órgão, na Escola Superior de Música de Munique.

Tem realizado inúmeros concertos como organista, quer a solo quer realizando baixo contínuo, em várias localidades de Portugal, destacando-se as participações nas temporadas inaugurais do Grande Órgão de tubos da Igreja da Lapa e do Grande Órgão de Tubos da Igreja de Nossa Senhora da Conceição no Porto, bem como o concerto inaugural do Órgão de Tubos da Igreja da Costa Nova.

Tem tido também intensa actividade como director de coro, tendo dirigido inúmeros concertos em Portugal, Espanha, França, Itália e Alemanha. Foi professor nos três Cursos Nacionais de Música Sacra, em Fátima, e, de 1994 a 2000, Director Artístico do Coro da Universidade Católica-Porto. Desde Setembro de 1994, é professor de Órgão e de Análise e Técnicas de Composição no Conservatório de Música de Aveiro de Calouste Gulbenkian.

Em Outubro de 1995 foi nomeado Organista Titular da Sé Catedral do Porto e é também, desde Outubro de 2003, o responsável pelo Coro do Seminário Maior do Porto. É o Director do Coro de Câmara Capella Antiqua e do Coro de Santa Joana – Aveiro.

Faleceu em 2018.