• Morada

    Rua da Corredoura, 113, 2º D
    4430-792 AVINTES

    Meloteca
    Rua Central de Campos, 1086
    4430-787 AVINTES

  • Telefone

    962 942 759

António José Ferreira

Investigação . Edição . Formação

Criador e gestor do projeto Meloteca (www.meloteca.com) desde 2003 e presidente da Meloteca Associação Cultural Educativa, António José Ferreira é formador, investigador, editor e professor de Ensino da Música no 1º Ciclo e de Música Adaptada a crianças com deficiência e atraso. Prepara o lançamento do sítio do património musical, o Musorbis.

Iniciou em setembro de 2007 um trabalho sistemático de criação de recursos e de formação de professores de Música nas Atividades de Enriquecimento Curricular, tendo já organizado e feito formação para mais de 1540 professores de Norte a Sul de Portugal continental. Para a infância criou mais de 60 cadernos de apoio à expressão musical disponíveis na loja Meloteca.

É autor de 25 artigos para a Enciclopédia da Música em Portugal no Século XX editada pelo Círculo de Leitores sob a direção de Salwa Castelo-Branco.

Com o aparecimento de importantes redes sociais, passou a contribuir de forma sistemática para a divulgação de músicos residentes em Portugal e de músicos portugueses dispersos pelo mundo criando sem apoios a enciclopédia viva da música em Portugal. Aproveitando as vantagens específicas do FacebookPinterestInstagramTwitter e LinkedIn, tem vindo a divulgar o património, a produção científica e a atividade musical. A partir de 2018, com a transformação da Meloteca pela BlendUp, passou a utilizar ferramentas tecnológicas mais avançadas para melhorar a notoriedade e o alcance do projeto Meloteca.

Foi entrevistado pela Antena 2, em 2004 e 2005, pelo Jornal da Madeira, em 2006, e a Agência Ecclesia em 2007.

Integrou as comissões de honra da Feira da Indústria Musical Portuguesa e do Concurso Nacional de Canto Luísa Todi, juntamente com Maria Cavaco Silva, Maria de Lurdes Rodrigues, Ministra da Educação, Isabel Pires de Lima, Ministra da Cultura, Luís Pereira Leal, Director do Serviço de Música da Fundação Calouste GulbenkianCremilde Rosado Fernandes, directora da Escola Superior de Música de Lisboa, Mário Moreau, musicólogo, Jorge Rodrigues, realizador da Antena 2António Wagner Dinis, da Escola de Música do Conservatório Nacional, entre outros.

FORMAÇÃO

António José Ferreira nasceu a 02 de setembro de 1966, em Felgueiras, filho de Adriano Pereira Ferreira e de Maria de Sousa Leite. Nos seminários vicentinos de Felgueiras e Porto iniciou os estudos musicais.

Em 1989/90, terminou, na Universidade Católica Portuguesa (Porto), o Curso de Teologia Sistemática e, no ano seguinte, fez a pós-graduação na mesma universidade. Em 1991, defendeu a tese de licenciatura “A fé e o canto: ensaio de leitura teológica do canto religioso em português (1903-1963)”. Em 1991/92, fez, no Funchal onde estagiava, um curso de Informática, e outro de Vídeo, ministrado este por profissionais da RTP Madeira.

Nos anos 1995/96 e 1996/97, cursou o mestrado em Teologia Sistemática na Universidade Católica Portuguesa (Lisboa) e em Janeiro de 1999 defendeu a tese “Música Litúrgica e/ou Música Sacra: critérios para uma delimitação conceptual a partir do Magistério da Igreja no século XX e a sua recepção em Portugal”.

Em 2007, obteve o CAP concluindo o Curso de Aptidão de Formador com nota 4,9 em escala de 5.

Frequentou diversas acções de formação no âmbito da música, designadamente o Curso de História da Música Portuguesa, com José Maria Pedrosa Cardoso, em 2001. Em 2002, participou no Encontro de Educação Artística: “A Música no 1º Ciclo do Ensino Básico” (Gaia), no Colóquio “A estética a partir da Filosofia” (Matosinhos), no Curso “Ser Corpo e ser Música” (Porto), no Curso de Pedagogia Musical Jos Wuytack e no Congresso Internacional “O órgão e a liturgia hoje”.

Teve como professor de órgão Lucca Antoniotti no Conservatório Regional de Gaia, tendo prosseguido os estudos no Conservatório de Música do Porto com Paulo Alvim em órgão, João-Heitor Rigaud em Análise e Técnicas de Composição, António Diogo (Formação Musical) e Magna Ferreira (classe de conjunto/coro).

A partir de 2002 fez diversos cursos de criação de páginas para a rede, incluindo os programas Dreamweaver e Photoshop.

Frequentou acções de formação sobre Expressão Dramática, Expressão Musical, Musicoterapia, Risoterapia, Reciclagem Musical, Música e Tecnologia.

ACTIVIDADES MUSICAIS

A propósito do restauro do órgão de tubos histórico da Matriz de Salvaterra de Magos, organizou a temporada inaugural de seis concertos, que contou com a presença dos organistas Monika Henking, Antoine Sibertin-BlancAntónio Duarte, Gerhard Döderer, e o “Coro de Câmara de Lisboa”, “Capela Gregoriana Laus Deo”, “Coro Laudate”, “Audite Nova”, entre outros. Pelas comemorações do ano jubilar e o Natal de 2000, organizou celebrações e concertos com as cerca 1000 crianças das escolas do 1º Ciclo do Ensino Básico do Concelho de Salvaterra de Magos.

[ Atualizado a 19 de janeiro de 2019 ]