Padre António Cartageno

Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

António Cartageno

Composição

O P.e António (Júlio da Silva) Cartageno (n. São Mamede de Ribatua, 09 Jun. 1946), pela qualidade e popularidade das suas composições e pelas iniciativas no âmbito da música sacra, é um dos nomes cimeiros da música litúrgica em Portugal.

Ainda criança, teve algumas das primeiras experiências musicais ligadas à Banda Filarmónica de São Mamede de Ribatua, que ensaiava em casa de seus pais, na localidade do mesmo nome. Do pai, que foi excelente executante de bombardino e responsável da Escola de Música da mesma instituição durante muitos anos, recebeu as primeiras lições de solfejo.

Como aluno do Seminário Maior de Cristo Rei dos Olivais (Lisboa), entre 1964-1970, herdou as influências da prática gregoriana e de Manuel Luís, professor, compositor e maestro. Durante o mesmo período, no Centro de Estudos Gregorianos (actual Instituto Gregoriano de Lisboa), estudou órgão e harmonia com Antoine Sibertin-Blanc.

Padre da Diocese de Beja, desde 1972, além do trabalho na Comissão Diocesana de Música Sacra e da direcção coral, fez, entre 1978-1982, com o P.e António Mendes Aparício, uma recolha exaustiva de cânticos da tradição popular religiosa do Baixo Alentejo ligados às festas de Nossa Senhora, Natal, Quaresma/Paixão, Santos Populares, que, praticamente, tinham deixado de se cantar, mas conservados, alguns deles, no Cancioneiro Alentejano (1955) do P.e António Marvão. A Comissão de Liturgia e Música Sacra de Beja, de acordo com desejo da Instrução Musicam Sacra (nº 4b) e da Constituição Conciliar sobre a Sagrada Liturgia Sacrosanctum Concilium (nº 118-119), recuperou muitos desses cânticos, adaptando alguns textos à liturgia. Com o apoio do Coro do Carmo, procedeu à gravação e divulgação de quase trinta espécimes, publicados em livro, cassete e CD, tornando-se muito populares alguns deles (O bom pastor, Fonte de água viva, Nossa Senhora do Carmo).

Entre os anos 1987-1994, licenciou-se em Música Sacra e fez o mestrado em Canto Gregoriano e Composição Sacra, no Pontificio Istituto di Musica Sacra de Roma. Desenvolveu intensa actividade na formação musical dos seminaristas em Beja e Évora, sensibilização organística na sua Diocese (que inclui a construção do Grande Órgão da Sé de Beja) e iniciativas pedagógicas no Encontro Nacional de Pastoral Litúrgica, realizado anualmente em Fátima desde 1975.

No âmbito do Serviço Nacional de Música Sacra, de que é vice-presidente, colaborou na edição renovada dos Salmos Responsoriais de Manuel Luís, os mais cantados na Missa a nível nacional e harmonizou-os para acompanhamento de órgão; colaborou na instrumentação dos Cânticos Instrumentados para Banda e na elaboração da colectânea litúrgica Cânticos de Entrada e Comunhão, em dois volumes. Foi professor no Curso de Música Litúrgica, realizado em Fátima, onde também organizou e dirigiu, em 2000, o Jubileu Nacional dos Músicos que congregou cerca de 10000 coralistas e instrumentistas portugueses.

A sua escrita, em que sobressai o número de composições para a Missa e Liturgia das Horas, procura ser fiel aos textos, normalmente da Bíblia ou dos livros litúrgicos, adaptando à palavra o ritmo e o desenho melódico. A sua fluência melódica (ora tonal, ora modal) vai de encontro à necessidade e gosto das assembleias cristãs, sem ignorar os coros polifónicos a 4 vozes mistas e o órgão de tubos na sua função de acompanhamento. Algumas das suas composições são executadas em Itália. O seu pensamento harmónico evita os lugares comuns tonais, respeitando a matriz modal da composição do cântico, se é o caso, e o próprio contexto para o qual escreve e que exige, por vezes, mais simplicidade.

OBRAS SACRAS PUBLICADAS

O povo de Deus reunido colect (1970).

Manuel Luís, Salmos Responsoriais colab. Lisboa, CDLMS, 199

Manuel Luís, Salmos Responsoriais: Livro do organista harm. para acomp. de org. Fátima, SNMS, 1997.

Akathistos: Hino em honra da Virgem, Mãe de Deus para coro, solistas e assembleia. Fátima, SNL, 1998.

Cânticos Instrumentados para banda instr. Fátima, SNMS, 2000.

Cânticos alentejanos recolha de 36 cânticos da tradição popular religiosa do Baixo Alentejo. Lisboa, Paulinas, 2001. CD.

António José Ferreira