António Bravo trombonista

Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

António Bravo

Trombone

António Bravo é um trombonista, arranjador, compositor, pedagogo e maestro português. Nasceu em Setúbal em 1968 e reside no Montijo.

Iniciou os estudos musicais como trombonista (trombone de Pistões) com 13 anos de idade na Sociedade Filarmónica Progresso e Labor Samouquense.

Tem desenvolvido a sua actividade musical profissionalmente de forma multifacetada.

Em Orquestras: Orquestra Ligeira do Exército Português, Orquestra da Felicidade do Brilho e da Glória, Lisbon Jazz Orchestra, New Swing Orchestra, Tora Tora Big Band, Orquestra Royal, Suave Azul Big Band, Almada Big Band, Big Band da Escola de Jazz do Barreiro, Opus One Big Band, Sweet Sound’s Big Band, Caribe Expresso Orquestra de Salsa.

Em Grupos de Pop/Rock e de Música Alternativa: The Peakles, the Pulse, Get Back – Tribute to the Beatles, Mercado Negro, Prince Wadada, Primitive Reason, Peste & Sida, Ena Pá 2000, Irmãos Catita, Los Tomatos, Tê de Veloso, The Boogie Brothers, Moi Non Plus, This Side Up, Mojo Hands, Skazz.

Em Orquestra ou em Secção de Metais acompanhou: Carlos do Carmo, Paulo de Carvalho, Carlos Mendes, Fernando Tordo, Vitorino, Carlos Guilherme, Dany Silva, António Sala, Charruas, Maria Viana, Jorge Palma, Anabela, Wanda Stuart, Fernando Pereira, Marina Mota, Susana Félix, Viviane (Entre Aspas), Rolanda Semedo, Maria José Valério, Simone de Oliveira, António Calvário, Raúl Garcia, Anita Guerreiro, Joel Branco, João Maria Tudela, Dora (Delfins), Janelo (Kussondolola), Luis Varatojo (Despe & Siga), Paulo Brissos, Ricky Taylor, Rogério Charraz, Anjos (Irmãos Rosado), Vera Vilhena, Elsie Cunha, José Bravo, Eddie Santana.

Participou em mais de 100 trabalhos discográficos como trombonista e como arranjador em sessões de estúdio em
Portugal e no estrangeiro.

Foi trombonista da Orquestra Ligeira do Exército Português durante 30 anos tendo desempenhado nesta Orquestra as funções de solista (15 anos), coordenador/chefe do naipe dos trombones (22 anos), chefe da área de Operações (5 anos) e subchefe
interino (1 ano).

António Bravo frequentou os seguintes estabelecimentos de Ensino Musical: Academia de Amadores de Música de Lisboa, Conservatório Regional de Setúbal, Escola de Jazz do Hot Club de Portugal, Escola de Jazz do Barreiro, Escola Superior de Educação de Lisboa e Escola Superior de Música de Lisboa (Licenciatura em Música na Comunidade).

No âmbito militar, frequentou e concluiu os seguintes Cursos: Curso de Formação de Sargentos Músicos (com equivalência ao curso geral do conservatório nacional), Estágio para Promoção a Sargento Ajudante Músico (preparação para as funções de solista e chefe de naipe), Curso de Promoção a Sargento Chefe Músico (funções de SubChefia e de Direcção de Bandas Militares).

Entre os professores de relevo com quem estudou destaca: José Vespeira (Iniciação Musical e Teoria e Instrumento); Francisco Domingos Taneco (Interpretação Músical); Emídio Coutinho [Trombone de Varas (Escola Clássica)]; Sam Burtis [Trombone de Varas (Execução em Big Band)]; Zé Eduardo (Harmonia de Jazz e Improvisação); Maestro Felix Hauswirthe (Direcção de Orquestra de Sopros); Jos Wuytack (Curso de Pedagogia Wuytack), Idalete Giga (Curso de Pedagogia Ward-Helden); Ana Ferrão (Workshop “A Música no mundo da Infância”). Participou também em alguns Workshops de Jazz em Portugal.

É atualmente Director e Coordenador Pedagógico da Escola de Música da Academia Musical União e Trabalho de Sarilhos Grandes; Maestro do Grupo Musical “Tempos & Contratempos”, Director Musical da Tuna Académica da Universidade Sénior do Montijo, Maestro Diretor e Coordenador da Escola de Música da Banda Filarmónica da Moita.

Partilhe
Share on Facebook
Facebook