António Azevedo Oliveira, compositor para a liturgia, natural de Famalicão

Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

António Azevedo Oliveira

Padre compositor

O P.e António Azevedo Oliveira nasceu em Ribeirão, Famalicão, a 24 de dezembro de 1946.

Figura preponderante da música litúrgica em Braga depois de Manuel Faria, é igualmente uma referência a nível nacional no último quartel do século XX.

Membro do presbitério bracarense, foi discípulo de Manuel Borda e Manuel Faria, de quem foi assistente no Seminário Conciliar. Tendo feito os cursos superiores de Piano e Composição (com Fernando Corrêa de Oliveira), no Conservatório Regional de Braga, viria a prosseguir os estudos no Pontifício Instituto de Música Sacra (1979-1986), obtendo as licenciaturas em Canto Gregoriano, Música Sacra, e o grau de Maestro em Composição Sacra.

Em 1986, foi nomeado presidente da Comissão Bracarense de Música Sacra e director da Nova Revista de Música Sacra, a cuja direcção estava ligado desde 1979.

Desde 1978, publicou, na NRMS, cerca de 130 cânticos litúrgicos com proposta de partes a três e quatro vozes mistas. Na sua criação, maioritariamente litúrgica, têm primazia as texturas homofónicas, com partes alternativas para coro misto SATB.

Com influências da música de tradição popular e do canto gregoriano, procura música que sirva o ritmo do texto poético, normalmente tirado da Bíblia e da Liturgia (Ofício e Missa).

Os acompanhamentos para órgão, de execução relativamente simples, não deixam de procurar a modernidade, e têm a ver com a formação adquirida em Roma no “Curso de Órgão Litúrgico”, com Erich Arndt.

Azevedo Oliveira musicou os Salmos Responsoriais, que publicou em 3 volumes, nessa altura a única obra com acompanhamento de órgão, em Portugal. Organizou a colectânea A Igreja canta, com os cânticos publicados na Nova Revista de Música Sacra entre 1971-2000.

Fundou, em 1988, da Escola Bracarense de Música Sacra, para formação musical das paróquias. Colaborou como organista e professor de História da Música nos Cursos de Música Sacra de Fátima, e como compositor, conferencista, acompanhador organístico, director de coro e de assembleia em vários encontros (diocesanos e nacionais) de Pastoral Litúrgica colaborou.

Através da composição musical, dá um contributo precioso para edições musicais do Secretariado Nacional de Liturgia, como as músicas do “Missal Romano”, a “Liturgia das Horas – Edição para canto” e os “Cânticos de entrada e comunhão”(2 volumes).

Obra editada

(1989) Salmos Responsoriais – ano A. Braga: Comissão Bracarense de Música Sacra.

(1990) Salmos Responsoriais – ano B. Braga: Comissão Bracarense de Música Sacra.

(1991) Salmos Responsoriais – ano C. Braga: Comissão Bracarense de Música Sacra.

(2000) Vésperas do Santíssimo Sacramento para Coro, Órgão e Assembleia. Braga: Comissão Bracarense de Música Sacra.

António José Ferreira

[ Músicos naturais de Famalicão ]

Partilhe
Share on Facebook
Facebook