Ana Sofia Campeã acordeonista

Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Ana Sofia Campeã

Acordeão

Ana Sofia Campeã frequentou o Curso Geral de Acordeão no Instituto de Música Vitorino Matono, tendo como Professor Vitorino Matono. Terminou o Conservatório em julho de 2004.

Cedo começou a ter uma presença ativa em programas de Rádio de Norte a Sul do país, tendo sido uma delas muito importantes, em 1993 foi apurada para a finalíssima do programa da Voz de Lisboa da Rádio Renascença “lugar aos novos” de Fernando de Almeida, gravando assim o primeiro CD juntamente com outros artistas. Aos 9 anos de idade estreou-se a nível televisivo no programa “A filha da Cornélia” da RTP1, começando a ser conhecida pela descontração a tocar e pelo sorriso sempre presente!

No Algarve participou em várias Galas Internacionais de Acordeão.

Com 11 anos em 1994, faz a sua primeira apresentação a nível internacional na Suíça.

No mesmo ano obtém o 1.º lugar no Concurso Nacional de Acordeão em Lisboa, sem limites de idade. Ganha igualmente em 1995 o 1.º lugar no Concurso Nacional de Acordeão em Alcobaça na categoria de Júnior Popular Ligeiro.

A nível discográfico grava a sua 1.ª cassete em 1994, a 2.ª em 1995, a 3.ª em 1996 e a 4.ª em 1998 com o seu 1.º CD. Em 2009 grava músicas com Bambs Cooper, NAU e Rozett. Em 2010 grava o álbum “signo solar” com os Flor de lis e em 2012 o álbum “Killing tale” com os The Godspeed Society.

Fez inúmeras entrevistas em Jornais e Revistas Nacionais e Internacionais tais como: Nova Gente, Correio da Manhã, Tal e Qual, Badaladas, A Avezinha, O Carrilhão, A comarca, O clarim de Macau (Macau), A voz de Portugal (Canadá), Diário do Sul, Ribatejo, O correio do Ribatejo, Planeta Acordeão, Accordeon Magazine, A Família Cristã, Fórum Estudante, Alvaiazerense, entre muitos outros.

Em 1996, atua ao longo de todo o mês de abril em Macau com outros artistas como Dom Vicente da Câmara, Carolina Tavares e Luís Tomar.

Com apenas 13 anos de idade, participa no 46º Troféu Mundial de Acordeão, onde obtém o 7.º lugar na categoria Varieté, categoria sem limite de idade. Termina o ano de 1996 com uma semana plena de atuações em Luxemburgo.

Em 1997 na França participa nos IX Reencontros Europeus de Acordeão, com dezenas de acordeonistas de toda a Europa. Em 2000 é novamente convidada, o que lhe deu a possibilidade de participar igualmente em programas de rádio e televisão na França.

Em 1998 obtém o 1.º lugar no concurso o Corridinho em Setúbal, com o corridinho “o teimoso” do autor e seu professor Vitorino Matono.

Em Portugal foi a 1ª Acordeonista a fazer espetáculos com microfones sem fios, dando início a uma nova era do espetáculo em Acordeão.

Ainda em 1998 revoluciona novamente, sendo a 1ª Acordeonista a tocar em Portugal com o Acordeão do Futuro “Cavagnolo – ODYSÉE”, apresentado em público um novo reportório carregado de frescura e animação com tudo o que há de mais popular na música popular/tradicional portuguesa.

Em 1999 sobe ao palco do Coliseu dos Recreios em Lisboa, como artista convidada para a grande Noite do Fado, com transmissão em direto para a RTP 1, RTP internacional e RTP África. Em 2000 participa novamente mas desta vez pisando o palco tanto do coliseu de Lisboa como o coliseu do Porto.

No ano de 2000 é considerada a acordeonista que seguramente mais Festivais de Acordeão organiza de Norte a Sul do país com acordeonistas nacionais e internacionais.

No mesmo ano “bate” o seu recorde de espetáculos, com participação ativa em Festivais de Acordeão organizados por si, Festas de Povoações, Tasquinhas, Feiras Gastronómicas, Galas, Concertos, etc.

Ainda em 2000 e com apenas 17 anos de idade, é convidada pelo seu professor Vitorino Matono para dirigir a Orquestra Juvenil do Instituto de Música Vitorino Matono, convite esse que lhe deu grande honra e alegria, dirige esta orquestra desde 2000 a 2006.

Em junho de 2001 tem espetáculos marcados nos Estados Unidos da América, nas grandiosas festas do dia de Portugal. Ainda a nível internacional, em agosto do mesmo ano tem espetáculos marcados para o Canadá, no 13º Carrefour Mondial de L’ Accordéon.

Em 2003 dirige a Orquestra Sénior no I.M.V.M. a convite do professor Vitorino Matono.

Em 2004, termina o conservatório e é professora no Instituto Musical Vitorino Matono.

Em 2006 termina o Bacharelado no Curso de Professores de Educação Musical do Ensino Básico, diploma atribuído pela Escola Superior de Educação de Setúbal, que confere o direito ao grau de Bacharel em Animação Musical e em Ensino de Educação Musical do 1º ciclo do E.B.

Em 2006 é presidente de Júri dos exames práticos oficiais de acordeão no I.M.V.M.

Ainda no mesmo ano é artista convidada para atuar no encontro nacional de Acordeão, concertinas e harmónica na Madeira e é artista convidada para um YouthPass, organizado pela Directorate-General for Education and Culture by European Commission, que teve lugar no Chipre em 2006.

Em 2007 termina a Licenciatura (4 anos) no Curso de Professores de Educação Musical do Ensino Básico, diploma atribuído pela Escola Superior de Educação de Setúbal, que confere o direito ao grau de licenciada em ensino e à correspondente habilitação profissional para lecionação da disciplina de Educação Musical do E.B.

No mesmo ano tem alunos a participar no Concurso Nacional de Acordeão em Alcobaça na categoria de Iniciados, tendo o seu aluno César Marinho obtido o 1º lugar nesta categoria.

Em 2008 dirige o Projeto de sua autoria “Reviver o Acordeão Vivendo o Folclore” em Peniche, que conta com o apoio da Câmara Municipal de Peniche. É um projeto que conta com a presença de cerca de 30 alunos de diferentes idades e grupos musicais que ao sábado se deslocam para aprender e aperfeiçoar a arte de tocar acordeão.

No mesmo ano é ainda professora em Moscavide e faz igualmente parte do corpo docente da Orquestra Ligeira da freguesia do Bárrio em Alcobaça, orquestra essa da qual é Madrinha.

De 2009 a 2013 integra o projeto The Godspeed Society.

De 2009 a 2011 integra o projeto Flor de lis.

Em 2009 vence com os Flor de lis o Festival da canção RTP e representa Portugal na Eurovisão em Moscovo.

Em 2011, recebe diploma de mérito artístico e cultural pela Junta de Freguesia de São Jorge de Arroios, a sua freguesia berço.

De 2011 até à atualidade integra o projeto Simple Piano Bar.

Em 2013 termina o Mestrado em Ciências da Educação, área de especialização em Animação Sociocultural e Inclusão, diploma atribuído pela Escola Superior de Educação Almeida Garrett, que confere o grau de Mestre com a qualificação final de muito bom.

Em 2013 integra o projeto A Graphonola.

Ana Sofia Campeã já tocou em algumas das maiores salas e espaços culturais:
Coliseu de Lisboa e Porto, Cinema Mundial, Teatro Maria Matos, Tivoli, São Jorge, Parque Mayer – Maria Vitória, Malaposta, Ritz Club, Politeama, Teatro da Luz, Pavilhão Carlos Lopes, Campo Pequeno, Auditório Beatriz Costa, Pavilhão Atlântico, FIL entre muitos outros.

Partilhe
Share on Facebook
Facebook