Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Ana Maria Miranda

Flauta transversal

Ana Maria Miranda nasceu em Santo Tirso. Iniciou os estudos musicais, em piano, com 4 anos de idade com Fernando Faria e mais tarde com Mário Jorge Alves. Iniciou os estudos de Flauta Transversal com 11 anos na ARTAVE com Américo Costa.

Desde 2004 é licenciada em flauta na classe de Anthony Pringsheim, pela Escola Superior de Música de Lisboa. Em 2007 concluiu a Licenciatura em Música – Ramo Ensino – Flauta na Universidade de Évora. É doutoranda na Universidad de Valladolid. Desde de 2010 possui o Diploma de Estudos Avançados com reconhecimento da Suficiência Investigadora em “Didáctica de las Ciências Sociales” pela Universidad de Valladolid.

Na Classe de Música de Câmara trabalhou com Mirko Capra, Adam Wierzna, Gavin Hill, Fernando Fontes, Asger Svendsen, Ricardo Barceló e com a Olga Prats. Já tocou em várias orquestras e formações de música de câmara, entre elas a “Orquestra ARTAVE”, “Orquestra de Sopros ARTAVE”, “Orquestra Clássica Juvenil Bracara Augusta”, “Orquestra Nacional de Sopros dos Templários”, “Orquestra APROARTE”, “Orquestra da Escola Superior de Música de Lisboa”, “Orquestra Sinfónica Portuguesa” , “Orquestra Sinfónica Juvenil”, “Soænsemble”, “Maranus Ensemble” e “Orquestra Filarmonia das Beiras”.

Teve o prazer de trabalhar com os seguintes maestros: Pedro Neves, José Eduardo Gomes, Luís Carvalho, Tiago Oliveira, Hélder Magalhães, Renata Oliveira, António Saiote, António Sérgio Ferreira, Christopher Bochann, Vasco Pearce de Azevedo, Otavio Mas Arocas, António Baptista, Pe. Ferreira dos Santos, Dr. Belarmino Soares, Manuel Ivo Cruz, Roberto Tibiriçá, Kevin Wauldron, Paulo Silva, Alexandre Samardjiev, Ernst Schelle, Claude Kesmaecker e Marc Shuster.

Frequentou várias classes de aperfeiçoamento, de flauta, com Pedro Couto Soares, Eduardo Lucena, Rien de Reede, Luís Sotto Amil, Vicens Prats, Carlos Brunel, Irmela Bossler, Trevor Wye, Auréle Nicolet, Stephanie Wagner, Raquel Lima e Katharine Rawdon. Participou num Workshop de Gamelan dado pela Companhia de Isi Yogyakarta, de Java. Em 2003 orientou um Workshop na Escola de Música da Associação Banda dos Bombeiros Voluntários de Esposende.

Tem-se apresentado periodicamente por todo país, incluindo ilhas, e Europa em várias formações de Música de Câmara e Orquestra, com várias estreias mundiais e obras dedicadas.

Foi professora de Flauta na Cooperartes e Artâmega. Desde 2004 é Professora de Flauta no Conservatório Regional de Música de Vila Real, aonde de 2008 a 2010 exerceu o cargo de Direção Pedagógica.

Desde Maio de 2015 é chefe de naipe/solista A na “Orquestra Sinfonietta”. É membro fundador no “Douro Quintus”.

[ Músicos naturais de Santo Tirso ]
Partilhe
Share on Facebook
Facebook