Irmã Maria Amélia Costa, cantautora de temas religiosos

Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Irmã Amélia Costa

Cantautora religiosa

Natural dos Açores, a irmã Maria Amélia Costa é uma religiosa da Congregação das Irmãs Franciscanas Hospitaleiras da Imaculada Conceição (CONFHIC). Optou pela Vida Consagrada há mais de 50 anos pelo contacto que tinha com a CONFHIC, congregação fundada em Lisboa pela beata Maria Clara do Menino Jesus e pelo padre Raimundo dos Anjos Beirão.

Maria Amélia Costa já editou 15 álbuns.

Em 2022 editou um novo trabalho musical onde canta ‘Pedaços de uma fé pequenina’.

“Em cada pequeno passo que exige a montagem de um CD, são tantos e invisíveis exageros da entrega e dedicação dos amigos que abrem o coração e se dispõem ajudar-nos, que ao fim, a obra, deixa de ser nossa para ser de todos nós”, escreve a religiosa no novo álbum.

‘Pedaços de uma fé pequenina’ apresenta 14 canções, com variadas temáticas como a vocação, o Natal, o amor de Deus, a criação, onde a religiosa da CONFHIC é a autora da letra e da música de nove.

“Ouvir as músicas e os poemas da Irmã Maria Amélia Costa é abrir as páginas do Evangelho, na atualidade. Passar de faixa em faixa permite ultrapassar momentos de dúvida, fragilidade, desânimo. E não só”, escreve o jornalista Paulo Rocha, na apresentação do CD.

Segundo o diretor da Agência ECCLESIA, ao abrir o novo trabalho da religiosa, natural dos Açores, sente-se uma “grande vitalidade, sem enganos ou artificialismos”, mas cimentada em convicções de todos os tempos.

“É uma buscadora de Deus, nos tons maiores e nos menores, os que cantam as alegrias da vida e também naqueles dizem as fragilidades. Com emoções diferentes, mas sempre na certeza de que o caminho é o Evangelho, sobretudo nos tempos que vivemos, sombrios, perplexos e incertos. São assim os ‘pedaços de uma fé pequenina’, desenvolve Paulo Rocha.

“Há projetos e sobretudo pessoas que são estimulantes. Geram entusiasmo, ânimo e apontam para o essencial! Sem ruídos desnecessários, no tom certo da conversa e da música e com as palavras que confortam e preenchem cada compasso, na vida e na pauta”, destacou o diretor da Agência ECCLESIA.

Fonte: Ecclesia, 18 de janeiro de 2022

CB/PR

Partilhe
Share on Facebook
Facebook