Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Almeno Gonçalves

Tenor

Almeno Gonçalves nasceu a 21 de maio de 1993 na cidade de Braga. Ingressou no Conservatório de Música Calouste Gulbenkian em 2006, onde concluiu o Curso Secundário de Composição e o 8º grau de Piano em 2011, com honras de mérito artístico e académico.

Nesse mesmo ano ingressou na Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo (ESMAE) do Porto onde frequentou o Curso Superior de Canto, na classe de António Salgado, sendo-lhe atribuída uma bolsa de mérito pelo Instituto Politécnico do Porto, e concluiu na mesma instituição a Pós-Graduação em Ópera e Estudos Músico-Teatrais em 2017.

Em 2009 começou o trabalho com a Capella Duriensis, com a qual já gravou um CD publicado pela Naxos, e desde esse ano colaborou também na formação alargada do Coro da Casa da Música, tendo em 2013 ocupado um lugar na sua formação base, onde teve e tem a oportunidade de trabalhar com maestros como Paul Hillier, Lawrence Cummings, Simon Carrington, Kaspars Putniņš, entre muitos outros.

Desde 2015 faz parte do ensemble Cupertinos que se especializa em polifonia portuguesa, com o qual gravou um CD publicado pela Hyperion, premiado com o Gramophone para melhor álbum de música antiga, e do Absolute Vocem Ensemble, versado em polifonia renascentista e barroca.

Em 2017 foi admitido no Collegium Vocale de Gent, dirigido por Phillipe Herreweghe, onde actua regularmente tanto em obras sinfónicas de, por exemplo, Giuseppe Verdi, como também em formações mais pequenas, como em J. S. Bach, e onde também já foi dirigido por Benjamim Bayl e Christoph Prégardien.

É membro, desde 2018, do ensemble Moços do Coro, sob a direcção de Nuno Almeida, onde trabalha, entre os demais estilos, polifonia renascentista e moderna, e é ainda coralista reforço no Irish Chamber Choir em Dublin e no Ars Nova Copenhagen.

Recentemente, foi admitido no Conservatório de Lyon, onde está a desenvolver um Mestrado em Canto de Música Antiga.

[ Bio facultada por Almeno Gonçalves e publicada na Meloteca a 02 de novembro de 2020]

[ Músicos naturais de Braga ]
Partilhe
Share on Facebook
Facebook