Alain Rosa clarinetista

Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Alain Rosa

Clarinete

Alain Machado Rosa iniciou a sua atividade musical aos 9 anos na Escola de Música da Banda Filarmónica dos Bombeiros Voluntários de Vidigueira.

Em 2002 ingressou no Conservatório Regional do Baixo Alentejo em Beja sob orientação do professor Hernâni Moura, em 2004 na classe de César Ramos na Escola Profissional de Artes da Beira Interior (Covilhã) e em 2012 na classe de Luís Carvalho na Universidade de Aveiro.

Em 2006 gravou para a Antena 2, com o Quinteto de Sopros da EPABI, o Adagio e Scherzino de Joly Braga-Santos, a Sonatina para quinteto de sopros de Maria de Lourdes Martins e as Danças Húngaras de Ferenc Farkas.

Já efetuou concertos com a Orquestra Clássica do Centro (Coimbra), Orquestra Sinfónica PróClássica (Covilhã), Orquestra Sinfónica do Projecto MIMA (Leiria) e com a Orquestra Filarmonia das Beiras (Aveiro). Participou como membro da formação inicial da Orquestra de Sopros Portuguesa (Fornos de Algodres). Em 2014 e em 2015 foi selecionado para ingressar na Orquestra de Jovens do Mediterrâneo, inserida no Festival Aix em Aix-en-Provence (França), com os maestros Alain Altinoglu e Quentin Hindley (2014) e Sir Simon Rattle e Carlo Rizzi (2015) tendo ainda a oportunidade de trabalhar com membros da London Symphony Orchestra. Ao longo de todo o seu percurso artístico teve oportunidade de trabalhar com solistas de renome como: Luís Gomes, Nuno Silva, António Saiote, Rui Martins, Filipe Dias, Nuno Antunes, João Pedro Santos, Emídio Costa, Etienne Lamaison (FR), Alain Damiens (FR), Josep Fuster (ES), Chi-Yu Mo (IN), Romain Guyot (FR), Paolo Beltramini (IT), António Salguero (ES), entre outros.

Já trabalhou com os maestros Alain Altinoglu, Quentin Hindley, Jean-Sebastien Berreau, Luís Carvalho, Ernst Schelle, Rafael Agullo-Albors, Paulo Martins, Rogério Peixinho, António Vassalo Lourenço, Virgílio Caseiro, Eugene Rodgers, entre muitos outros.

Fora do ramo do clarinete, tem também participado em diversos cursos tanto de direção, como de criatividade musical e composição onde teve a oportunidade de trabalhar com Mark Whiters (LSO Discovery), Benjamin Dupé (Compositor), Etiènne Lamaison, Carlos Marques, Ernst Schelle, entre outros.

Em 2015 foi-lhe atribuído o 1º prémio no “Concurso de Composição para Orquestra de Sopros INATEL – Banda do Exército” com a obra “Poseidon” e ainda o 3º prémio na 10ª edição do Concurso Internacional de Instrumentos de Sopro “Terras de La Salette” na categoria de Clarinete – Sénior.

Partilhe
Share on Facebook
Facebook