Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Adriano Sabença

Flauta

Natural de Vila nova de Gaia, Adriano Sabença iniciou os estudos musicais aos catorze anos na Banda Musical Leverense. No ano seguinte, entrou no Conservatório de Música do Porto na classe de flauta transversal da professora Ivone Saiote.

Em 1994, ingressou na Escola Profissional de Música de Espinho, na classe de flauta dos professores Jorge Castro Correia e Pedro Couto Soares. Durante a sua passagem pela EPME, participou nas atividades proporcionadas pela escola, desde audições até aos estágios da Orquestra “Sinfonieta”, sob a direção de maestros como Omri Hadari e Henk Alkema.

Fez parte das Orquestras de Câmara e de Sopros da EPME, da responsabilidade dos professores Kamen Goleminov e Kevin Wauldron. Prosseguiu os seus estudos em flauta transversal na Universidade de Aveiro, onde trabalhou sob a orientação dos Professores Jorge Correia, Angelina Rodrigues, István Matuz e Patrick Gallois. Participou em inúmeras Masterclasses orientadas por flautistas do panorama nacional e internacional, nomeadamente, Patrick Gallois, Vasco Gouveia, Celso Woltzenlogel, Ana Maria Ribeiro, Paulo Barros, Herbert Weisberg, István Matuz e Marcos Fregnani.

No ano de 2002 concluiu a Licenciatura em Ensino da Música – área Flauta Transversal, da Universidade Aveiro com elevada classificação. Durante o seu percurso académico frequentou vários cursos de aperfeiçoamento, seminários e formações. Apresentou-se várias vezes a solo, acompanhado da Orquestra Filarmonia das Beiras e Orquestra Clássica do Centro. Integrou várias orquestras: Orquestra Sinfonieta, Orquestra do Conservatório Regional de Gaia, Orquestra das Beiras, Orquestra Clássica do Centro, tendo atuado um pouco por todo o país.

No âmbito da direção, Frequentou o Instituto Europeu Bandistico, em Trento – Itália, nas classes de Jan Félix Hauswirth e Jan Cober. Participou em vários cursos de aperfeiçoamento em direção coral e orquestral tendo assim a oportunidade de trabalhar com vários professores tais como Filipe Carvalheiro, Paulo Martins, Douglas Bostock, e Jan Van der Roost. Desempenhou o papel de Diretor Artístico, Maestro Titular da Banda de Música de Mateus e Diretor Pedagógico da Escola de Música da associação.

Enquanto formando da Academia Portuguesa de Banda, marcou a sua presença em vários estágios onde teve a oportunidade de dirigir algumas orquestras tais como: Orquestra de sopros da Escola Profissional de Música de Seia, Orquestra de Sopros da Academia de Artes de Chaves, Banda musical Paramense, Banda musical de São Martinho de Mancelos, Banda de Música dos Mineiros do Pejão, Banda Militar do Porto, Banda de Música de Freixo de Espada à Cinta. Em julho de 2015, participou no 2º Estágio da APB (Academia Portuguesa de Banda), tendo dirigido uma banda sinfónica composta por 120 músicos na grande sala do Europarque. Atualmente é Professor de Flauta Transversal na Fundação Conservatório Regional de Gaia, no Conservatório de música Terras de Santa Maria e Academia de música de Arouca.

Frequenta o curso de formação contínua da Associação Artística e de Regência – A.P.B, sob a orientação do Maestro Paulo Martins.

É diretor artístico do Coro Marialis e desempenha o cargo de Vice Presidente na Associação APB, Academia Portuguesa de Banda.

Partilhe
Share on Facebook
Facebook