Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Acácio Gomes

Guitarra portuguesa

Em 1949, embarcou para Angola e aí, por volta de 1952, conheceu em Luanda um mestre da guitarra portuguesa, Salvador Freire. Este era contemporâneo de Armandinho, que lhe deu algumas lições que lhe valeram para continuar a aprendizagem.

Nascido em Peredo da Bemposta, Mogadouro, Acácio Gomes apaixonou-se pela guitarra portuguesa, por volta dos 15 anos.

Como ferroviário de profissão, em dezembro de 1954, foi transferido para Malanje e aí, acompanhou pela primeira vez, em público, uma fadista de nome Germana Infante, dando assim início à atividade de guitarrista.

Em 1957 acompanhou em Lucala, Fernanda Batista, na altura a grande atração nacional. Transferido para Sá da Bandeira em 1968, aí continuou a atuar em vários espectáculos, tendo mais tarde integrado o grupo de fados de Reais Paços de Maconge.

De regresso a Portugal passou a residir no Porto, tendo actuado como guitarrista privativo nos restaurantes “A Madrugada”, “Casa da Mariquinhas”, “Cozinha Real do Fado”, “Cantinho do Fado”, “Tribunal”, “Burgo” e também no “Mal Cozinhado”, embora neste não privativo. Para além destes, contam-se ainda “A Lareira” em Fão e o “Grelha” em Amarante.

Também no Porto fez parte de quatro grupos de fados de Coimbra, a saber: “Saudades de Coimbra”, “Do Choupal até à Lapa”, “Torre d’Anto” e “Trova Nova”, com os quais percorreu o país. Nestes grupos participou na gravação de 4 CD e apresentou-se por 11 vezes no programa da RTP 1 (Praça da Alegria).

Com o grupo “Trova Nova” participou em quase todas as noites de fado de Coimbra que se efectuaram no Porto e ainda, no II seminário de Fado de Coimbra em Famalicão.

Integrou também o grupo de fado de Lisboa “Sol Nascente”.

A partir de 2001, passou a integrar o grupo de fados e guitarradas do Sindicato dos Bancários do Norte.

Em 2004, convidado pelo viola António Reis, desenvolveu um novo projecto, tendo como fadistas Maurício Campelo, Angelina Pinto e a poetisa/humorista Emília Dinis. Deste elenco resultam vários espetáculos.

Em junho de 2006, com parcerias de António Reis e Cláudia Barbosa, passou a integrar o Grupo de Fado “Preludio”, do qual é membro fundador.

[ Músicos de Mogadouro ]

Partilhe
Share on Facebook
Facebook