Abel Pereira trompa

Bio+

Micro-sítios Meloteca
Clique para criar o seu micro-sítio

Abel Pereira

Trompa

Abel Pereira foi Professor Adjunto na Escola Superior de Música, Artes e Espectáculo do IPP e Chefe de Naipe da Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música.

Um dos mais conceituados intérpretes portugueses da actualidade, de reconhecido prestígio internacional, nasceu no Porto e começou os estudos musicais aos 10 anos de idade na Banda de Música dos STCP.

Desde a sua primeira actuação como solista aos 11 anos, desenvolve uma intensa actividade concertista por toda a Europa, América, África e Oriente.

Licenciou-se na ESMAE com Bohdan Sebestik, prosseguindo estudos na Alemanha com Marie-Luise Neunecker.

Foi premiado em diversos concursos internacionais, nomeadamente Leeuwarden (Holanda), Markneukirchen (Alemanha), Concertino Praha (Rep. Checa), PJM-RDP (Portugal) e European Master-Prize. Durante a sua carreira actuou com maestros e solistas de renome internacional tais como: Carlo Maria Giulini, Mstislav Rostropovitch, Bernard Haitink, Sir Colin Davis, Vladimir Askenazy, Claudio Abbado, Emanuel Ax, Radu Lupo, Martha Argerich, Barbara Hendriks, Anna Sophie Mutter, entre outros, apresentando-se nas mais prestigiadas salas de concerto do mundo – Royal Albert Hall, Musikverein, La Scala de Milão, Cité de la Musique, Concertgebouw, Philarmonie de Berlim, etc.

Entre as dezenas de discos gravados destacam-se, como solista, a integral dos concertos de Mozart com a Orquestra Metropolitana (2002), a versão URTEXT do 4º Concerto de Mozart com a Orquestra da Madeira para a EMI (2005), o 1º Concerto de R. Strauss com a Orquestra Sinfónica de Stellenbosch (2009) e a Sinfonia Concertante para 4 instrumentos de sopro com a Cape Town Concert Orchestra (2010).

Orientou masterclasses em Portugal, Espanha, Áustria, Suíça, Bélgica, Holanda, Alemanha, Reino Unido, Rússia, Grécia, Macau, China, Japão, India, Cabo Verde, Brasil, Venezuela, Estados Unidos e África do Sul e apresentou-se em mais de 40 concertos como solista. Foi artista convidado do 36º Congresso Internacional de Trompas de Valência, em 2004, e do 45º Congresso Internacional de Memphis, em 2013. Em 2007, organizou o 1º Congresso Nacional de Trompa no Porto.

Integrou como primeiro trompa solo a Orquestra do Norte, Filarmonia das Beiras, Orquestra Nacional do Porto, Remix Ensemble, Orquestra Barroca Casa da Música, Orquestra Gulbenkian, Orquestra Sinfónica Portuguesa, Orquestra Sinfónica de Barcelona, Orquestra Giuseppe Verdi di Milano, Chamber Orchestra of Europe, MusicAeterna Orkestra, Sinfónica da Rádio de Frankfurt, National Symphony Orchestra, London Philharmonic Orchestra e Berliner Philharmoniker.

Obteve o Estatuto de Especialista pelo Instituto Politécnico do Porto em 2012.

2014