Ganzá LP, Brasil

Ganzá é um idiofone brasileiro de percussão indireta por agitação, com as mãos. A sua origem física e morfológica provém do continente africano. O instrumento é segurado horizontalmente, com uma ou as duas mãos (conforme o comprimento do ganzá), e agitado para a frente e para trás; o movimento faz com que o conteúdo interno se mova e provoque o som. É utilizado no samba, axé, pagode, ijexá, candomblé, choro, maracatu, cirandas e cocos. O instrumento assume pormenores e nomes diferentes em diferentes estados: melê (Bahia), pau-de-semente (Natal RN), xiquexique (Minas Gerais), xeque ou xeque-xeque (Amazônia e Nordeste) e xaque-xaque. Aparece como marcador de ritmo nas congadas, no coco (coco-de-ganzá, principalmente) e em várias outras  danças. O ganzá mais popular é um instrumento cilíndrico e oco, que contém grãos, pequenos fragmentos de pedras, sementes, madeira, materiais sintéticos, entre outros. O comprimento é variável, bem como seu volume de preenchimento. O número de cilindros é variável, existindo ganzás industriais com dois ou mesmo três tubos, com corpo de metal.

(Adaptado de Gabriel da Rosa Seixas)

0 comentários

Deixe um comentário

Quer participar?
Deixe a sua opinião!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *