Exposições de Música

Diálogos de Elsa Oliveira

“Diálogos” de Elsa Oliveira

A 25 de janeiro é inaugurada a exposição temporária de pintura «Diálogos» da autoria de Elsa Oliveira. Esta exposição ilustra as múltiplas interações entre a música e cada um de nós em função do momento, ambiente, cultura, história entre outros. As nossas escolhas musicais resultam de estados de espírito e podem-nos consolar, estimular, comover, alegrar ou entristecer. As obras que integram esta exposição correspondem a momentos intensos onde o diálogo com a música se traduz por traços, ritmos e cores. Entrada gratuita no dia da inauguração, 25 de janeiro às 18:00.

Fábricas de Sons no MNM

Trompa de cilindros (pormenor), Ernesto Victor Wagner, 1880, Portugal, Museu Nacional da Música inv. nº MM 123
Trompa de cilindros (pormenor), Ernesto Victor Wagner, 1880, Portugal, Museu Nacional da Música inv. nº MM 123

A actual exposição permanente do Museu Nacional da Música, «Fábricas de Sons», representa uma necessidade de renovação a que se acresceu a vontade de prestar contas a quase oito anos de existência do Museu. Nesse sentido, procura facultar um novo discurso expositivo resultante da inclusão de mais instrumentos musicais (além de europeus, também africanos e asiáticos) agrupados por famílias ou de acordo com as suas normas classificativas. Na selecção das peças procurou-se mais uma vez privilegiar o valor plástico e a qualidade de construção, destacando em cada núcleo os instrumentos musicais de factura portuguesa.

Maria da Graça Amado da Cunha no MMP

Exposições de música
Museu da Música Portuguesa

O Museu da Música Portuguesa – Casa Verdades de Faria reúne os espólios de duas grandes figuras da cultura portuguesa: Michel Giacometti e Fernando Lopes-Graça. Mais recentemente integrou também o acervo adquirido ao maestro Álvaro Cassuto pela Câmara Municipal de Cascais. Patente ao público até 24 de maio de 2020 está a exposição documental sobre a pianista Maria da Graça Amado da Cunha.

0 comentários

Deixe o seu comentário

Dê a sua opinião
O seu contributo torna-nos melhores!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *