Andrés Conchero, créditos La Vanguardia

Citações sobre dança e bailado e afirmações de bailarinos e coreógrafos

De bailarinos e coreógrafos e sobre dança

Andrés Corchero, bailarino e coreógrafo

(n. Ciudad Real, Espanha, 1957)

A dança não é só movimento, também é filosofia, poesia, narrativa…

Na dança, o tempo não se explica mas é intrínseco à atuação. A passagem do tempo constrói-se a partir da composição dos movimentos no espaço ou da relação entre os silêncios e a música.

A dança é efémera. Podes bailar a mesma coreografia cada dia mas sempre a viverás de maneira diferente. O público de hoje tampouco sentirá o mesmo que o público que virá amanhã. Sempre se baila no eterno presente.

A poesia é como bailar escrevendo, podes ir muito longe com a imaginação. Também há uma relação estreita entre a dança e a música.

Estar triste não é mau. Em muitos casos, dá-te força. Pode ser um motor para a criação.

Ao longo da vida, deixas para trás muitas pessoas queridas. A vida tem esse ponto de tristeza. Mas a tristeza pode conviver com a esperança.

O mais importante é despertar emoções no público. O espaço entre o bailarino e os espetadores deve estar cheio de energia. O objetivo é conseguir que se mova algo no interior dos espetadores. A emoção é movimento.

A dança não é só movimento, também é filosofia, poesia, narrativa…

Andrés Corchero, bailarino e coreógrafo
Andrés Conchero, créditos La Vanguardia
Andrés Conchero, créditos La Vanguardia

Traduzido por António José Ferreira de entrevista dada ao jornal La Vanguardia a 16 de janeiro de 2020

0 comentários

Deixe um comentário

Quer participar?
Deixe a sua opinião!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *