Chitata, Moçambique

Chitata é um tipo de piano de mão, que faz parte dos idiofones afinados. É constituído por uma tábua de madeira ou cavalete, na qual estão fixadas várias palhetas de ferro através de rim ou mais travessões metálicos. O cavalete é colocado sobre ou dentro de uma cabaça, que serve de caixa de ressonância. O tocador, metendo as mãos dentro da cabaça, utiliza os dois polegares e o indicador da mão direita para dedilhar as palhetas. Também se podem pôr na cabaça chocalhos ou tampinhas para produzir mais sons. Podemos encontrar este instrumento espalhado por todo o Centro e Norte do País, com algumas variações tanto no nome como na forma. Em Cabo Delgado, Nampula e Niassa, entre os macuas, é vulgar o uso da chitata. Na Província da Zambézia, este instrumento toma o nome de cassasse. Em Tete, a chitata é conhecida por sansi. Existe também a kalimba, em que a boca da cabaça é coberta por uma pele de animal. Nas províncias de Manica e de Sofala existe a mbira e em
Inhambane na localidade de Mabote, a malimba. A chitata acompanha normalmente canções.

Fonte: Catálogo dos Instrumentos Musicais de Moçambique, República Popular de Moçambique, Ministério da Educação e Cultura 1980.

0 comentários

Deixe um comentário

Quer participar?
Deixe a sua opinião!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *