Ditados populares e novos provérbios com ritmo e melodia

Galo

COMO CANTA O GALO VELHO

[ animais da quinta, aves, masculino ]

Como canta o galo velho,
assim cantará o novo.

Como grasna o pato velho,
assim grasnará o novo.

Como grulha o peru velho,
assim grulhará o novo.

Como fala o homem velho,
o novo falará ou não.

[ animais da quinta, mamíferos ]

Como zurra o burro velho,
assim zurrará o novo.

Como ronca o porco velho,
assim roncará o novo.

Como rincha o cavalo velho,
assim rinchará o novo.

Como diz o homem velho,
o novo dirá ou ou não.

[ feminino ]

Como ri a hiena velha,
assim rirá a nova.

Como muge a vaca velha,
assim gemerá a nova.

Como silva a cobra velha,
assim silvará a nova.

Como canta o homem velho,
novo cantará ou não.

[ insetos ]

Como zune a abelha velha,
assim zunirá a nova.

Como zoa a mosca velha,
assim zoará a nova.

Como crila o grilo velho,
assim crilará o novo.

Como faz o homem velho,
o novo fará ou não.

[ formas de locomoção ]

Como voa o cuco velho,
assim voará o novo.

Como anda o burro velho,
assim andará o novo.

Como nada o peixe velho,
assim nadará o novo.

Já o homem, anda, nada
e, p’lo ar, vai de avião.

(António José Ferreira)

OBSERVAÇÕES

Para a geração seguinte não passa tudo o que vem da anterior, pode haver avanços, pode haver retrocessos e haverá, sem dúvida, diferentes formas de abordar a música, a Língua, o movimento e a comunicação. Este texto foi criado com base num provérbio mas derivou para uma lengalenga. Presta-se a vários tipos de abordagem, articulando a brincadeira com a Língua Portuguesa, o Estudo do Meio, a Poesia e a Filosofia.

Clique AQUI para saber mais.

Loja Meloteca, recursos musicais criativos para a infância

Loja Meloteca, recursos musicais criativos para a infância

NOTA

O estudo e recolha de provérbios tem um nome, é “paremiologia”. Há uma Associação Internacional de Paremiologia.

Partilhe
Share on Facebook
Facebook
Gato

SE ÉS AMIGO DO BELTRÃO

[ Afinidade ]

Se tu gostas do Beltrão,
és amigo do seu cão.

Se és amigo do Torcato,
és amigo do seu gato.

Se és amigo do Gonçalo,
és amigo do cavalo.

Se és amigo do Hilário,
és amigo do canário.

Se és amigo da Joana,
tu és amigo da mana.

Se tu amas a Emília,
amas a sua família.

Quem ama o Albertino,
ama o seu menino.

Quem ama o Edgar,
ama o seu olhar.

Quem ama o Alcindo,
acha que é muito lindo.

Quem ama a Marcela,
acha que é bela.

Quem ama o Belmiro,
acha que ele é giro.

Quem ama a Catarina,
acha que ela é fina.

Quem ama o Delmar
vai querer casar.

Quem ama a Ana Rosa,
acha-a amorosa.

Quem ama o José,
ama-o p’lo que ele é.

Se tu gostas da Fabrícia,
faz-lhe uma carícia.

Se tu gostas da Iria,
dá-lhe uma alegria.

SUGESTÕES

Para se memorizarem e transmitirem, os provérbios tiraram recorreram ao ritmo, rima e musicalidade.

Para começar, o professor diz os quatro primeiros duetos.

Adaptados ou não, os provérbios são uma oportunidade para jogos que ensinam e divertem.

Depois, diz o primeiro verso e todas as crianças dizem o segundo, que rima com o primeiro.

Depois, estando numa roda, as crianças passam a palma. Todos mantêm a palma da mão esquerda para cima. A esquerda recebe a palma, a direita bate, na sua vez. Sem perder a pulsação.

Na escola ou em família podem fazer-se brincadeiras e concursos de rimas. O adulto diz o primeiro verso e a criança indicada dirá o segundo.

Clique AQUI para saber mais.

Loja Meloteca, recursos musicais criativos para a infância

Loja Meloteca, recursos musicais criativos para a infância

Partilhe
Share on Facebook
Facebook
Amigas

NO APERTO DO PERIGO

No aperto do perigo,
sabe-se quem é amigo.
Mais vale um vizinho à mão
do que ao longe o nosso irmão.

Um amigo verdadeiro
vale mais do que dinheiro;
um amigo diligente
é melhor do que parente.

O amigo, quando o é mesmo,
também sabe dizer não,
mas apoia e ajuda
como a irmã e o irmão.

Provérbios (já a Bíblia tem um Livro dos Provérbios) são ditos ou ditados populares que passam oralmente de geração em geração. O seu autor não é conhecido e não se sabe como surgiram.

Oriundos da China ou de Israel, dos índios ou das tribos africanas, provérbios são expressões de sabedoria que resumem a observação de anos e de séculos. No que se refere ao tempo, aos sentimentos, às competências, às relações, ao amor, às atitudes.

SUGESTÕES

Muitos provérbios já têm ritmo, rima e musicalidade. Na escola ou em família, podem dizer-se em estilo RAP (Rhythm and Poetry, isto é, Ritmo e Poesia).

Os provérbios, adaptados ou não, podem ser uma oportunidade para jogos divertidos. Estando numa roda, as crianças mantêm a palma da mão esquerda para cima. Uma bola maleável, de tamanho médio, passará de mão em mão. A esquerda recebe, a direita pega e passa. Como a passagem da bola deve ser feita sem perder a pulsação, o professor treina esse aspeto antes de introduzir a quadra/provérbio. Quando o grupo for competente, introduz o provérbio. Poderá introduzir mais do que uma bola quando achar conveniente.

Em vez de passar a bola maleável, o professor pode utilizar uma bola pequena de basquetebol, que cada criança, em círculo, deverá bater no chão de modo a passar ao colega da sua direita.

António José Ferreira

Clique AQUI para saber mais.

Loja Meloteca, recursos musicais criativos para a infância

Loja Meloteca, recursos musicais criativos para a infância

Partilhe
Share on Facebook
Facebook
Bebé

DE PEQUENINO

De pequenino
se torce o pepino.

De pequenino
se ensina o Paulino.

De pequenino
se aprende violino.

De pequenino
começa o ensino.

De pequenino
se é bailarino.

De pequenino
se aprende a ser fino.

De pequenino
se agarra o destino.

“De pequenino / se torce o pepino.” foi o ponto de partida para uma reflexão sobre o que é importante fazer “desde pequenino” para elevar ao máximo o potencial da criança.

Diz-se cada vez mais que a educação musical começa na gravidez. No seio materno, os bebés já registam sons de dentro e de fora do útero. A intervenção precoce da música contribui para o desenvolvimento do cérebro.

Com ou sem necessidades educativas especiais, as crianças beneficiam da música. O seu desenvolvimento futuro, começa na família e continua na Creche, Jardim de Infância e Ensino Básico. Resultados estudados comprovam os benefícios de práticas inclusivas e de parcerias entre pais e profissionais no sentido de desenvolver aspetos motores, cognitivos e afetivos. A música é um meio de comunicar e criar laços. A qualidade da música nos primeiros anos contribui grandemente para o desenvolvimento de competências musicais, linguísticas e matemáticas,

SUGESTÕES PEDAGÓGICAS

Para acompanhar a lengalenga/provérbio, pode-se usar percussão corporal:

  • mão direita na palma da mão esquerda
  • mão direita no lado direito do tórax
  • mão esquerda no lado esquerdo do tórax.
  • No dueto seguinte pode percutir-se, se as características das crianças já o permitirem:
  • mão direita na perna direita
  • mão esquerda na perna esquerda
  • estalo com os dedos polegar e médio da mão direita.

Com crianças da educação pré-escolar, especialmente, pode dizer-se um ou mais duetos caminhando. As crianças marcam a pulsação com pé direito e pé esquerdo, em marcha pela sala. Podem fazer gestos relativos ao texto, se o professor o entender. Para ajudar a manter a pulsação, o professor toca num tambor ou pandeiro.

Clique AQUI para saber mais.

Loja Meloteca, recursos musicais criativos para a infância

Loja Meloteca, recursos musicais criativos para a infância

Partilhe
Share on Facebook
Facebook