Jornal de Música

Temporada Darcos

Temporada Darcos

A Temporada Darcos 2020, organizada a partir de Torres Vedras, estreia-se este ano com um concerto na Hungria no dia 28, seguindo-se, em junho, o Reino Unido e, em outubro, Itália. A programação inicia-se no dia 28 com um concerto no Budapest Music Centre, na Hungria, inserido na digressão do ciclo de concertos “Agora Tudo Muda”, com música de Nuno Côrte-Real, textos do escritor José Luís Peixoto e interpretação de Maria João e do grupo Ensemble Darcos.

O concerto repete-se a 01 de fevereiro no Teatro-cine de Torres Vedras e, no dia seguinte, no Fórum Luísa Todi, em Setúbal, a 07 de junho, no Festival Música D’Ponte, de Braga, e a 11 de junho, no King’s Place, em Londres.

A Temporada Darcos inclui concertos da Orquestra da Toscana no Teatro Verdi, em Florença, Itália (08 de outubro) e, pela primeira vez em Portugal, no Teatro-cine de Torres Vedras (10 de outubro) e no Centro Cultural de Belém, em Lisboa (11 outubro), em que vão ser interpretadas obras de Felix Mendelssohn, Nuno Côrte-Real e Mozart.

Nuno Côrte-Real compositor
Nuno Côrte-Real, 10-10-2017

Em abril, o Museu do Dinheiro, em Lisboa, acolhe o concerto do projeto “Lagarto Pintado”, com arranjos de Nuno Côrte-Real a partir do cancioneiro popular infantil português e interpretação do grupo Ensemble Darcos, dirigido por Côrte-Real, e pelo Coro da Escola de Música Luís Maldonado Rodrigues, sob a direção da maestrina Adriana Rodrigues.

Para assinalar os 250 anos do nascimento de Beethoven, a Orquestra da Ópera Estatal da Hungria vai interpretar obras do compositor alemão em três concertos para violino e orquestra agendados para os estúdios Eiffel Arts, em Budapeste, na Hungria (22 de abril), no Teatro-Cine de Torres Vedras (25 abril) e Centro Cultural de Belém, em Lisboa (26 abril).

No âmbito dessa comemoração, o Ensemble Darcos atua também a 25 de abril, nos Dias da Música do CCB, com obras do compositor.

Em maio, a Orquestra Sinfónica Juvenil atua no Teatro-Cine de Torres Vedras, a 17, interpretando obras de Beethoven, Bochmann, Tressler, Schubert, o Ensemble Darcos leva Mozart, Anne Victorino d’Almeida e Borodin ao Museu da Música, em Lisboa, no dia 23, e, no dia seguinte, o Ensemble Darcos dá um concerto dedicado ao compositor Sérgio Azevedo e à revisitação que fez das obras de Fernando Lopes-Graça, no Centro Cultural de Cascais.

Em julho, é a vez de a Orquestra Sinfónica de Castilla y Leon se apresentar para vários concertos inspirados em Beethoven na igreja da Graça, em Torres Vedras (17), no Museu do Dinheiro (18) e na Gare do Oriente (19), em Lisboa.

Em novembro, juntam-se o Ensemble Darcos, o Coro Ricercare e a Companhia de Dança Ciranda para espetáculos no Teatro-cine de Torres Vedras (21) e no auditório Municipal Ruy de Carvalho, em Oeiras (22), baseados na música e dança populares portuguesas.

A Temporada tem ainda agendado concertos do Ensemble Darcos, do pianista Daniel Bernardes, do pianista Helder Marques e da soprano Sara Braga Simões e do pianista João Malha, e da cantora Sofia, repartidos entre Lisboa, Torres Vedras e Alenquer.

Curiosidades da Música em Portugal

Curiosidades musicais

Entre 2006 e 2019, a Casa da Música, o edifício projetado pelo arquiteto holandês Rem Koolhaas e inaugurado 2005 registou um total de 7.249.846 milhões de pessoas que nele entraram. Espanhóis, ingleses, franceses e brasileiros constituem a maioria dos estrangeiros que visitam a Casa. “O público não residente tem tido um crescimento sustentável ao longo dos anos, representando cerca de 60% do público das visitas guiadas e 15% dos espectadores de concertos”. Construída para fazer parte da Porto Capital Europeia da Cultura em 2001, a Casa da Música foi inaugurada em 2005, mas os trabalhos só terminaram efetivamente em maio de 2006.

Música para todos no Cerco

Boas práticas musicais

Música para Todos

No dia 15 de janeiro de 2020, decorreu nos Paços do Concelho do Porto a cerimónia de entrega dos instrumentos aos 28 novos estudantes do 5.º ano Agrupamento de Escolas do Cerco do Porto que passam a integrar o projeto “Música para Todos“. Marta Ren, madrinha da iniciativa, afirmou dirigindo-se aos alunos: “precisam de tocar o vosso instrumento todos os dias; para alguns não vai ser fácil, pois não vão sentir uma evolução imediata, mas é preciso insistirem e não desistirem até terem resultados”.

O presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira, destacou que este projeto “contribui para o sucesso escolar dos alunos e é um desafio para todos os intervenientes no sistema de ensino”. São vários os fatores que podem influenciar o rendimento escolar dos alunos, mas a educação e o ensino artístico, em particular a música, “assume um papel preponderante para que os alunos possam encontrar o pleno desenvolvimento do seu potencial como alunos e como cidadãos”, acrescentou Rui Moreira.

A iniciativa foi lançada em 2010 pelo Município do Porto, através da Fundação Porto Social, em parceria com o Curso de Música Silva Monteiro e o Agrupamentos de Escolas do Cerco do Porto e do Viso. O principal objetivo do projeto é a promoção do ensino articulado da música a alunos dos 2.º e 3.º Ciclos do Ensino Básico, de Territórios Educativos de Intervenção Prioritária (TEIP) da cidade do Porto, de forma a combater o insucesso e o abandono escolar. (15/01/2020)

Rivoli Teatro Municipal

Espetáculos

88.º aniversário do Teatro Rivoli

Porto, 16, 18 e 19 de janeiro

Um fim de semana de programação intensa e gratuita dirigida a todas as idades comemora o 88.º aniversário do Teatro Rivoli, nos dias 16, 18 e 19 de janeiro, com espetáculos, instalações e concertos para descobrir no mais antigo polo do Teatro Municipal do Porto.

Mário

Até 28 de janeiro, no Cinema São Jorge, Lisboa

Valentim de Barros em 1967
Valentim de Barros em 1967

O espetáculo “Mário”, um monólogo de Fernando Heitor, que conta, em forma de ficção, a vida de Valentim de Barros, bailarino homossexual perseguido pela ditadura, vai regressar ao Cinema São Jorge, em Lisboa, a 7 de janeiro. O monólogo, interpretado por Flávio Gil, e estreado em agosto deste ano, ficará em palco até 28 de janeiro. Valentim teve aulas de dança clássica no Teatro Nacional D. Maria II, em Lisboa, estudou com a professora alemã Ruth Aswin, foi bailarino em Barcelona, Berlim e na ópera de Estugarda, na década de 1930, e viveu a ascensão nazi na Alemanha, de onde foi expulso pouco antes da eclosão da II Guerra Mundial, em 1939.

Ciclo de Órgão do Seminário Maior de Coimbra

Coimbra, de janeiro a julho, na primeira terça feira de cada mês, 18:15

Ciclo de Órgão Seminário Maior de Coimbra
Ciclo de Órgão Seminário Maior de Coimbra

De janeiro a julho, na primeira Terça Feira de cada mês há concerto às 18h15 no órgão histórico do Seminário Maior de Coimbra, seguido de Visita Guiada ao Seminário às 17h00.

GUIdance

Guimarães, 6 a 16 de fevereiro

O GUIdane – Festival Internacional de Dança Contemporânea de Guimarães decorre entre 6 e 16 de fevereiro, no Centro Cultural Vila Flor e no Centro Internacional de Artes José de Guimarães. Vera Mantero é o destaque num GUIdance em que a mulher está no centro. Nove das 11 criações que vão ser apresentadas na 10.ª edição do festival de dança contemporânea de Guimarães têm a autoria de mulheres. Vera Mantero é a coreógrafa em destaque, com dois espectáculos, mas o cartaz deste evento que começa a olhar para o seu legado inclui ainda nomes como Marlene Monteiro Freitas, Tânia Carvalho, Akram Khan e Marie Chouinard.

A reconquista de Olivenza

Lisboa, São Luiz Teatro Municipal, 6 a 16 de fevereiro de 2020 . Loulé, Cineteatro Louletano, 21 e 22 de fevereiro de 2020

A reconquista de Olivenza
Créditos: Estelle Valente

A Reconquista de Olivenza é o novo espetáculo que junta o dramaturgo e encenador Ricardo Neves-Neves e o pianista e compositor Filipe Raposo, depois de Banda Sonora. A história de Olivenza, parcela alentejana do território português ocupada em 1801 por Espanha, conta-se no palco num exercício fantasioso sobre o Poder e a Política, com muito muito humor e muito muito pouco nacionalismo… Uma comédia, comandada por sete bolas de cristal e onde não faltam uma Rainha Mãe de Portugal materialista-reducionista, um dragão voador profético, gémeos herdeiros, bolas de Berlim do Califa, infantes espanhóis, uma enviada especial chinesa, Mary Poppins e até Nossas Senhoras que lêem tarot. Como se diz em cena, ‘tragam os canhões, as baionetas, as bestas e as catapultas. Estamos de partida! Todos pela Ponte 25 de Abril, seguindo pelo Alentejo até Olivenza.’” (Gabriela Lourenço)

Assim devera eu ser

27 e 28 de março, no Teatro Viriato, Viseu

Celebrar o nascimento de Amália Rodrigues e a presença do seu legado no nosso património cultural comum, é o objetivo do espetáculo “Assim devera eu ser“. Com o título inspirado na célebre música Formiga Bossa Nova, este é um espetáculo que revisita o tempo em que Amália cantava enquanto bordava, cantava enquanto engomava, cantava enquanto vendia fruta nas ruas. Em Assim devera eu ser, Catarina Moura, Celina da Piedade e Sara Vidal lançam ao público o desafio de aprender as cantigas daquela Amália, que foi menina bordadeira e mulher fadista.

Diálogos de Elsa Oliveira

Exposições de Música

“Diálogos” de Elsa Oliveira

A 25 de janeiro é inaugurada a exposição temporária de pintura «Diálogos» da autoria de Elsa Oliveira. Esta exposição ilustra as múltiplas interações entre a música e cada um de nós em função do momento, ambiente, cultura, história entre outros. As nossas escolhas musicais resultam de estados de espírito e podem-nos consolar, estimular, comover, alegrar ou entristecer. As obras que integram esta exposição correspondem a momentos intensos onde o diálogo com a música se traduz por traços, ritmos e cores. Entrada gratuita no dia da inauguração, 25 de janeiro às 18:00.

Fábricas de Sons no MNM

Trompa de cilindros (pormenor), Ernesto Victor Wagner, 1880, Portugal, Museu Nacional da Música inv. nº MM 123
Trompa de cilindros (pormenor), Ernesto Victor Wagner, 1880, Portugal, Museu Nacional da Música inv. nº MM 123

A actual exposição permanente do Museu Nacional da Música, «Fábricas de Sons», representa uma necessidade de renovação a que se acresceu a vontade de prestar contas a quase oito anos de existência do Museu. Nesse sentido, procura facultar um novo discurso expositivo resultante da inclusão de mais instrumentos musicais (além de europeus, também africanos e asiáticos) agrupados por famílias ou de acordo com as suas normas classificativas. Na selecção das peças procurou-se mais uma vez privilegiar o valor plástico e a qualidade de construção, destacando em cada núcleo os instrumentos musicais de factura portuguesa.

Maria da Graça Amado da Cunha no MMP

Exposições de música
Museu da Música Portuguesa

O Museu da Música Portuguesa – Casa Verdades de Faria reúne os espólios de duas grandes figuras da cultura portuguesa: Michel Giacometti e Fernando Lopes-Graça. Mais recentemente integrou também o acervo adquirido ao maestro Álvaro Cassuto pela Câmara Municipal de Cascais. Patente ao público até 24 de maio de 2020 está a exposição documental sobre a pianista Maria da Graça Amado da Cunha.

Rossini Opera Festival

Festivais no Estrangeiro

10º Festival Internacional Sesc de Música

20 a 31 de janeiro de 2020, no Brasil

De 20 a 31 de janeiro de 2020, decorre em Pelotas, Brasil, o 10º Festival Internacional Sesc de Música. Pelotas vai receber centenas de profissionais da música de concerto, que além de se reunirem para estudar vão realizar dezenas de espetáculos gratuitos e abertos à comunidade. Além dos concertos de abertura (20) e de encerramento (31), os espetáculos dos dias 24, 25 e 26 de janeiro terão transmissão pelo www.sesc-rs.com.br/festival.

10º Festival Internacional Sesc de Música
10º Festival Internacional Sesc de Música

FAME – Festival international de films sur la musique

12 a 16 de fevereiro, em França

FAME
FAME

Salzburger Festspiele

18 de julho a 30 de agosto, em Salzburgo, Áustria

Salzburger Festspiele Salzburg Festival
Salzburger Festspiele | Salzburg Festival

O Salzburger Festspiele foi fundado em 1920 por Max Reinhardt e Hugo von Hofmannsthal, pelo que celebra em 2020 o seu centésimo aniversário. Riccardo MutiAsmik GrigorianPeter SellarsDiana DamrauDaniel BarenboimDaniel BarenboimAnne-Sophie Mutter, Placido Domingo, Caroline Peters, Teodor Currentzis, Mavie Hörbiger, Franz Welser-MöstLang-Láng e Romeu Castellucci. Como muitos outros, o Salzburg Festival recorda com gratidão tudo o que Mariss Jansons deu ao Festival de Salzurgo ao longo de 3 décadas. Franz Welser-Möst conduzirá os concertos de abertura da Filarmónica de Viena nos dias 26 e 29 de julho, que seriam dirigidos por Mariss Jansons. O programa manteve-se sem alterações.

Rossini Opera Festival

8 a 20 de agosto, em Pesaro, Itália

Rossini Opera Festival
Rossini Opera Festival

O Rossini Opera Festival foi fundado em 1980 pelo município de Pesaro com a finalidade prosseguir e desenvolver a atividade da Fondazione Rossini. Assim nasceu um original laboratório interativo de musicologia aplicada. O Rossini Opera Festival é membro do Italiafestival e da Opera Europa, e conta com o alto patrocínio do Presidente da República.

Festival international de musique de Besançon Franche-Comté

2020, em França

Festival international de musique Besançon Franche-Comté
Festival international de musique Besançon Franche-Comté

Criado em 1948, o Festival international de musique de Besançon Franche-Comté é um dos mais antigos e prestigiados festivais de música em França. Por iniciativa de Gaston Poulet, violinista e chefe de orquestra francês, foi o terceiro festival de música criado em França, depois de Estrasburgo e Aix-en-Provence. O festival é também, desde o início, um agente de criação e difusão da música contemporânea e desenvolve desde 2004 um ambicioso projeto de compositor residente. Camille Pépin é o compositor residente 2020/2021.

Gravíssimo

Festivais em Portugal

Festival Terras sem Sombra

18 de janeiro a 11 de julho, no Baixo Alentejo, Portugal

Terras Sem Sombra
Festival Terras Sem Sombra

Depois de uma escala em Praga – a República Checa é o país convidado desta edição -, seguem-se os concertos e as atividades em terras alentejanas. Ao todo, o Festival Terras Sem Sombra vai passar por 13 concelhos da região. Já no dia 18 de janeiro, a Igreja Matriz de São Cucufate, em Vila de Frades (Vidigueira), recebe o Tiburtina Ensemble, conjunto feminino checo especializado em canto gregoriano e polifonia medieval. O festival segue depois para Barrancos (1 de fevereiro), Mértola (15 de fevereiro), Arraiolos (29 de fevereiro), Viana do Alentejo (21 de março), Beja (4 de abril), Ferreira do Alentejo (18 de abril, com concerto de Andión Fernández e Alberto Urroz no lagar da Herdade de Marmelo, em Figueira dos Cavaleiros), Castelo de Vide (2 de maio), Sines (16 de maio), Alter do Chão (30 de maio), Santiago do Cacém (27 de junho) e, a fechar, Vila Nova de Milfontes (Odemira), a 11 de julho, onde atua o ensemble checo Musica Florea. Pelo meio há ainda um concerto-surpresa: a única certeza é que será a 13 de junho, mês “dos populares e que culmina no solstício de verão”.

Villa Sessions

21 a 23 de fevereiro de 2020, em Vila do Conde

Festivais
Villa Sessions 2020 Vila do Conde Blues Festival

O Villa Sessions – Vila do Conde Blues Festival chega em 2020 à sua quarta edição. Entre 21 e 23 de fevereiro de 2020, leva ao Auditório Municipal de Vila do Conde um cartaz com nomes internacionais de relevo, continuando a dar voz ao melhor do Blues, apresentando as mais interessantes formas de expressão deste estilo musical na atualidade. Um festival vibrante e eclético, com o Blues mais tradicional, o Blues Rock e o Soul. Para a quarta edição, foram convidados Stephen Dale Petit, @Chris Wragg e Greg Copeland, Mandolin Blues, Jay Doe & The Blues Preachers, L-Blues e The Fridays, formações que atuarão no palco do Auditório Municipal, mas também no exterior e gratuitamente, na Praça da República e junto à Nau Quinhentista de Vila do Conde.

Festival Norte Dança

24 a 26 de abril, no Europarque, Santa Maria da Feira

Festival Norte Dança
Festival Norte Dança

O FND é constituído por um concurso de dança, por uma mostra de dança e por uma seleção de workshops de dança. Todos os anos reúne mais de  mil e quinhentas inscrições. A próxima edição vai realizar-se nos dias 24, 25 e 26 de Abril de 2020 no Europarque, recebe candidatos vindos de todos os pontos do país e estrangeiro para apresentarem coreografias em Dança Contemporânea, Dança Clássica, Dança Jazz, Street Dance (Hip-Hop, Locking, Popping etc…), Danças Populares e Sapateado.  No Concurso Internacional de Dança participam as melhores escolas, coreógrafos e bailarinos que são selecionados através de vídeo ou por concursos parceiros do Festival Norte Dança. 

Festival de Música de Setúbal

21 a 24 de maio, em Setúbal

Festival de Música de Setúbal 2020
Festival de Música de Setúbal

Entre os dias 21 a 24 de maio, decorrerá em Setúbal o Festival de Música de Música de Setúbal. Os objetivos fundamentais do Festival mantiveram-se inalterados desde a sua criação, em 2010 /11 e estão intimamente ligados aos planos da cidade para a sua reabilitação social, económica e arquitetónica, planos esses que vêem a cultura, e especialmente a música, como um componente chave para o sucesso. Nessa perspetiva, uma abordagem de desenvolvimento e de longo prazo foi desde sempre essencial: esta iniciativa é mais do que um “festival”. Ao começar no seio da comunidade local, respondendo às suas necessidades e, especialmente, às das crianças e jovens, temos sido capazes de lançar as bases adequadas sobre as quais podemos construir. (16/01/2020)

Festival Música Viva

26 de maio a 7 de junho, em Lisboa, Portugal

Miso Music Portugal
Miso Music Portugal

O Festival Música Viva 2020 decorre entre 26 de maio e 7 Junho de 2020 no Teatro São Luiz e O’culto da Ajuda, Lisboa. 26 de maio, no São Luiz Municipal, abertura do festival com obras de compositores portugueses pelo Sond’Ar-te electric Ensemble, Grupo de Música Contemporânea de Lisboa e Ensemble MPMP. 27 de maio a 6 de junho n’ O’culto da Ajuda. 3, 4, 5 de junho, festival EASTN-DC n’ O’culto da Ajuda. 7 de junho, no Centro Cultural de Belém, encerramento do festival com Neuen Vocalsolisten & Sond’Ar-te Electric Ensemble.

Festival Internacional de Música de Marvão

24 de julho a 9 de agosto de 2020, em Marvão, Portugal

Festival Internacional de Música de Marvão
Festival Internacional de Música de Marvão

Ao longo da história, Marvão foi sempre uma terra em que diferentes culturas, religiões e populações se cruzaram; com uma presença importante no período Neolítico, Marvão viu também passar por suas terras os Celtas, os Romanos, os Mouros e os Judeus durante o seu êxodo de Espanha. Essa dinâmica conjunta é um dos pilares deste FIMM. Pretende dar-se continuidade à tradição desses princípios, trazendo-os ao evento e transformando-os na base da sua missão – “a amizade e a colaboração entre os diferentes povos”. O Festival Internacional de Música de Marvão foi reconhecido com o selo EFFE (Europe for Festivals, Festivals for Europe ) 2019-2020.

III Festival Internacional de Piano de Oeiras

5 de julho a 2 de agosto de 2020, em Oeiras, Portugal

Festival Internacional de Piano de Oeiras
Festival Internacional de Piano de Oeiras

No desenvolvimento de uma parceria que permitiu, no passado, a realização do “Festival de Música no Palácio” bem como a primeira e a segunda edições do Festival Internacional de Piano de Oeiras em 2018 e 2019, a Câmara Municipal de Oeiras e a Academia de Música Flor da Murta irão promover o III Festival Internacional de Piano de Oeiras. O Festival decorrerá de 5 de julho a 2 de agosto de 2020 no Auditório Ruy de Carvalho, em Carnaxide. O Festival trará ao Concelho de Oeiras reputados pianistas, como Jan Michiels, Angelo Arciglione, Grigory Gruzman, Valentina Lisitsa e a diretora artística Teresa da Palma Pereira. Os recitais decorrerão em todos os domingos desde 5 de julho até 2 de agosto.

Porto Pianofest

1 a 9 de Agosto de 2020, no Porto, Portugal

Porto Pianofest
Porto Pianofest

O Porto Pianofest tem por missão fortalecer o hub cultural do Porto trazendo artistas de várias partes do globo para performances em vários locais históricos por toda a cidade e cultivar o diálogo artístico internacional através da componente educativa com um corpo artístico docente, conferências, masterclasses e alunos do mais alto nível. O Porto Pianofest tem direção artista de Nuno Marques e foi fundado em 2016 por Marques e pela pianista e compositora americana Mariel Mayz.

Semana Internacional de Piano de Óbidos

1 a 11 de agosto de 2020, em Óbidos, Portugal

Semana Internacional de Piano de Óbidos
Semana Internacional de Piano de Óbidos

Desde 1996, a Semana Internacional de Piano de Óbidos – SIPO, dirigida pela pianista Manuela Gouveia, é um marco no panorama da música internacional, com classes de aperfeiçoamento e concertos. Recebe artistas de reputação excepcional no mundo da música, proporcionando momentos de rara qualidade num programa altamente diversificado. O encanto e a hospitalidade de vila medieval de Óbidos têm contribuído consideravelmente para o sucesso deste extraordinário evento cultural.

Gravissimo

24 a 28 de agosto, em Alcobaça, Portugal

Gravíssimo
Gravíssimo

10º Festival e Academia Internacional de Metais Graves de Alcobaça acontecerá em Portugal entre 24 e 28 de Agosto.

Encontros Internacionais de Música da Casa de Mateus

Cursos de Música

V Coimbra World Piano Meeting 2020

2 a 8 de fevereiro de 2020, em Coimbra

Encontro Mundial de Piano de Coimbra
Encontro Mundial de Piano de Coimbra

O “V Encontro Mundial de Piano de Coimbra” é um evento de grande dimensão organizado pela Academia Internacional de Música “Aquiles Delle Vigne”. No seu programa inclui classes de aperfeiçoamento, concertos e um Concurso de Piano. Entre os dias 2 e 8 de fevereiro, jovens pianistas de todo o mundo vão ter a oportunidade de trabalhar com alguns dos mais prestigiados professores nacionais e internacionais e partilhar as suas experiências com estudantes de diversos países.

XXII Curso Internacional de Técnica e Aperfeiçoamento Instrumental

04 de fevereiro a 08 de fevereiro de 2020, Artave, Santo Tirso, Portugal

XXII Curso Internacional de Técnica e Aperfeiçoamento Instrumental
XXII Curso Internacional de Técnica e Aperfeiçoamento Instrumental

A ARTAVE e o CCM organizam, de 04 de Fevereiro a 08 de Fevereiro de 2020, o 22º Curso de Técnica e Aperfeiçoamento Instrumental. PROFESSORES CONVIDADOS: Yuri Zhislin, violino, professor no Royal College of Music, Londres; Marta Eufrásio, violino, professora na ESMAE, Porto; Barbara Friedhoff, viola d’arco, solista da Orquestra Gulbenkian; Miguel Rocha, violoncelo, professor no Instituto Politécnico de Castelo Branco; Luis Cabrera, contrabaixo, professor na Guidhall School of Music & Drama, Londres; José-Daniel Castellon, flauta, professor na Escola Superior Música de Lausanne, Suíça; Jean Louis Capezzali, oboé, professor no Conservatório de Música Lausanne, Suíça; António Saiote, clarinete, professor na ESMAE; Pedro Silva, fagote, professor na ESMAE; António Felipe Belijar, saxofone, professor  no Conservatório Superior de Música de Castilla, La Mancha; Manu Mellaerts, trompete, solista da Orquestra Nacional Ópera “La Monnaie”, Bélgica; Ricardo Matosinhos, trompa, professor na Universidade de Évora; Ian Bousfield, trombone, professor na Universidade de Artes de Berna, Suíça; Nuno Aroso, percussão, professor na Universidade do Minho, Braga; Sofia Lourenço, piano, professora na ESMAE.

VIII Ciclo de Masterclasses

Ciclo de Masterclasses do Orfeão de Leiria
Ciclo de Masterclasses do Orfeão de Leiria

24 e 25 de fevereiro . 30 e 31 de março . 1 e 2 de abril de 2020

Cursos intensivos de prática instrumental, orientados por professores nacionais ou estrangeiros de reconhecido prestígio no plano nacional e internacional. É uma atividade de crucial importância para o desenvolvimento das aprendizagens dos alunos, onde surge a possibilidade destes tomarem contacto com outros profissionais da música e experienciarem outras formas de aprendizagem, quer em contexto de grupo, quer em partilha de experiências.

Cursos de Aperfeiçoamento Musical

6 a 9 de abril de 2020, em Vila do Conde

Cursos de Aperfeiçoamento Musical em Vila do Conde
Cursos de Aperfeiçoamento Musical

A 33ª edição dos CAMus decorre em Vila do Conde entre 6 e 9 de abril. Inscrições em em: https://cmusicaviladoconde.wixsite.com/cmvc/camus2020. O organizador está a tentar estabelecer uma parceria com o Centro de Formação do SIPE para que os CAMus – Vila do Conde sejam contabilizados como Ação de Formação para os grupos de docência 250, 610 e M01 a M32. A equipa pedagógica é constituída por: Paulo Gaio Lima, violonceloDejan Ivanovic , guitarra; Paulo Oliveira, piano; Eliot Lawson, violino.

Violin Masterclass

6 a 9 de abril, no Porto

masterclass de Carlos Damas
Masterclass de Violino no Porto por Carlos Damas

De 6 a nove de abril, Carlos Damas dará no Porto uma classe magistral na Juventude Musical Portuguesa (Porto- Portugal): Rua da Restauração 418 – 4050-501 Porto. Contacto: Professor Paulo Chicória, para mais informações e inscrições. Email. paulochicoria@sapo.pt, Tel. 919 286 070

Cursos de música coral de Zenobia Música 2020

27 de julho a 2 de agosto . 10 de agosto a 16 de agosto, em Las Navas del Marqués, Espanha

O primeiro dos cursos é a Semana Internacional de Canto 2020 (27 de julho a 2 de agosto), que conta com professores do grupo britânico I Fagiolini e do seu diretor, Robert Hollingworth. Neste curso se estudará a música de compositores do Renascimento que trabalharam tanto em música sacra como em música profana, às vezes combinando ambos os mundos na música para a missa baseada em temas de canções populares. Durante a semana se estudarão chansons e madrigales que foram utilizados deste modo por compositores como Lassus, Guerrero, Victoria ou Palestrina, examinando também os seus processos compositivos. O segundo curso é o Tallis Scholars Summer Course (10 a 16 de agosto). Pelo oitavo ano consecutivo, Peter Phillips trabalhará como codirector com Rupert Damerell, diretor de Zenobia Música. O tema do curso deste ano, «Arte y Artificio», refere-se às ferramentas técnicas utilizadas pelos compositores, como os cânones que dão estrutura e proporção às obras, às vezes sem serem muito evidentes.

Semana Internacional de Piano de Óbidos

1 a 11 de agosto de 2020, Óbidos, Portugal

Semana Internacional de Piano de Óbidos
Semana Internacional de Piano de Óbidos

Desde 1996, a Semana Internacional de Piano de Óbidos – SIPO, dirigida pela pianista Manuela Gouveia, é um marco no panorama da música internacional, com classes de aperfeiçoamento e concertos. Recebe artistas de reputação excepcional no mundo da música, proporcionando momentos de rara qualidade num programa altamente diversificado. O encanto e a hospitalidade de vila medieval de Óbidos têm contribuído consideravelmente para o sucesso deste extraordinário evento cultural.

Encontros Internacionais de Música da Casa de Mateus

14 a 22 de agosto de 2020, Vila Real, Portugal

Encontros Internacionais de Música da Casa de Mateus
Encontros Internacionais de Música da Casa de Mateus

Estão abertas as inscrições para a XXX edição dos Encontros Internacionais de Música da Casa de Mateus, que decorrerá entre os dias 14 e 22 de Agosto de 2020. Os Encontros Internacionais de Música da Casa de Mateus transformaram, ao longo das últimas décadas, o panorama da música antiga em Portugal com as suas propostas pioneiras no ensino e divulgação da música barroca. Hoje, a paisagem propícia de Mateus continua a ser o lugar onde a tradição musical encontra os seus caminhos de futuro através do encontro entre professores e alunos vindos de todas as partes do mundo.

Cursos Livres na Escola das Artes

UCP Porto

Escola das Artes UCP Porto
Escola das Artes UCP Porto

Com formações de áreas tão diversas como a Animação, Som e Música, Cinema, Conservação e Restauro, Escrita e Cultura ou Fotografia, a Escola das Artes da Universidade Católica Portuguesa – Porto, pretende, com este programa de atividades, afirmar-se como um “art center”.

Eva da fadista Cristina Branco

Novidades em CD

Eva, de Cristina Branco

Com data de estreia agendada para março, Cristina Branco assina a produção musical do CD Eva em conjunto com os seus músicos: Bernardo Couto (guitarra portuguesa), Bernardo Moreira (contrabaixo) e Luís Figueiredo (piano). O trabalho gráfico desenvolvido conta com a visão de Joana Linda, realizadora, que já tinha colaborado com Cristina Branco na capa do último álbum “Branco” e também nos vídeos: “Namora Comigo”, “Aula de Natação” ou “Alvorada”. (16/01/2020)

Artur Pizarro grava Poulenc e Koechlin

Já está à venda o CD Couleurs pelo pianista portugês Artur Pizarro com a Bamberger Symphoniker sob a direção de Thomas Rösner, da editora discográfica norte-americana Odradek, com obras dos compositores franceses Francis Poulenc e Charles Koechlin. (03/01/2020)

Couleurs, por Artur Pizarro com a Sinfónica de Bamberga
Couleurs, por Artur Pizarro com a Sinfónica de Bamberga

I Am The Escaped One de Carlos Bica

One Man’s Jazz elegeu o álbum I Am The Escaped One do compositor e contrabaixista português Carlos Bica com Daniel Erdmann e DJ Illvibe como o melhor álbum de jazz editado em 2019: “Outside the box, unique, and highly recommended.” I Am The Escaped One também está na lista dos Melhores Discos de 2019 para a Jazz.pt. (03/01/2020)

Carlos Bica, I am the escaped one
I am the escaped one

Archipelago de Luís Tinoco

O álbum Archipelago, editado pela Odradek, apresenta composições de Luís Tinoco interpretadas pelo Drumming GP e pelo Quarteto de Matosinhos. Foi gravado no claustro do Mosteiro de S. Bento da Vitória, no Porto. O disco inclui as peças “Short Cuts”, “Mind the Gap”, “Genetical Modified Fados/Fados Geneticamente modificados”, “Zoom In – Zoom out”, “Archipelago” e “Steel Factory”. Reúne várias peças para percussão, algumas compostas para outros músicos, como “Mind the Gap”, peça inspirada na cidade Londres e dedicada ao percussionista Pedro Carneiro. Quanto ao título escolhido, “Archipelago”, corresponde “por um lado à peça mais recente incluída no CD, que data deste ano”. Segundo o compositor, “estas peças constituem uma espécie de arquipélago de momentos musicais que tenho vindo a juntar ao longo dos anos”. (01/01/2020)

Archipelago de Luís Tinoco pelo Drumming
Archipelago de Luís Tinoco pelo Drumming

O Fado de Florbela Espanca

O Fado é a obra que celebra os 125 anos do nascimento de Florbela Espanca, apresenta pela primeira vez a poesia de Florbela Espanca em livro e disco nas vozes do fado no feminino. O livro inclui textos e os poemas, o CD 18 temas com 9 gravações novas. O Presidente da República disse ser uma justíssima e magnífica homenagem a Florbela Espanca. (01/01/2020)

O fado de Florbela Espanca
O fado de Florbela Espanca

Sempre, de Katia Guerreiro

Sempre, de Katia Guerreiro foi escolhido pelo crítico francês do Le Monde Patrick Labesse como um dos cinco discos melhores do ano. “Voz soberana e intensa, Katia Guerreiro transporta também uma memória, a do fado tradicional. Sem com isso por de lado a poesia contemporânea e o prazer da digressão, como é testemunho o seu brilhante Sempre”. (31/12/2019)

Sempre de Katia Guerreiro
Sempre de Katia Guerreiro

Porto Romântico, por Sofia Lourenço

No dia 15 de dezembro de 2019, Sofia Lourenço apresentou o seu mais recente CD, “Porto Romântico – Mazurkas e Romanzas”, no Museu Romântico da Quinta da Macieirinha, ao piano inglês Collard & Collard que agitou os jornais portuenses na época de 1848/49. O sarau de piano decorreu no Salão de Baile e contou com a presença do historiador Germano Silva para falar do Porto na época do Rei Carlos Alberto da Sardenha e do musicólogo e diretor da Cultura da Fundação Calouste Gulbenkian, Rui Vieira Nery, para uma abordagem sobre a época do Romantismo na História da Música em Portugal e na Europa. (15/12/2019)

Porto Romântico - Mazurkas e Romanzas
Porto Romântico – Mazurkas e Romanzas

Solo, de Bernardo Sassetti

O disco Solo, publicado pela Casa Bernardo Sasseti, reúne um conjunto de gravações que o pianista efectuou no Teatro Micaelense, em Ponta Delgada, no ano de 2005. Na altura corria a crença de que o piano do teatro tinha características únicas e Sassetti foi aos Açores gravar a sua música, composições novas e antigas, na companhia do produtor Nelson Carvalho. (07/12/2019)

Solo de Bernardo Sassetti
Solo de Bernardo Sassetti
O Grande Te Deum Português Setecentista por José Maria Pedrosa Cardoso

Novidades em Livros

O Grande Te Deum Setecentista Português

O lançamento da obra O Grande ‘Te Deum’ Setecentista Português decorreu no Auditório Biblioteca Nacional de Portugal a 09 de janeiro de 2020. A apresentação da coedição bilingue BNP CESEM, do estudo de José Maria Pedrosa Cardoso, esteve a cargo de Manuel Pedro Ferreira e de David Cranmer. A sessão contou ainda com a demonstração musical de um trecho dos Grandes Te Deum, a cargo de David Cranmer e de Manuel Rebelo. Entre as especificidades da música histórica portuguesa figura certamente o Grande Te Deum setecentista, assim chamado pela sua monumentalidade formal e estética, composto expressamente para a grande função de ação de graças do último dia do ano, na igreja de S. Roque ou na Capela Real da Ajuda. A sua macro forma consta de quatro elementos: 1. Sinfonia (abertura), 2. O salutaris hostia, 3. Te Deum propriamente dito, 4. Tantum ergo, todos eles existentes nas 13 grandes partituras bem conservadas na BNP (11), na Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra e na Igreja do Loreto, em Lisboa. O seu barroco colossal a vários coros, solistas e orquestra, de que é exemplo o protótipo conhecido dos mesmos, o Te Deum a vinte vocci de António Teixeira, afirma bem a vontade cultural e a opção magnânima de D. João V por uma liturgia tão solene como as maiores do Vaticano. Destes Te Deum, em jeito de introdução, se fala neste livro, nele se justificando a origem litúrgica e a história da sua divulgação na Europa cristã e em Portugal, e se abordam as particularidades estilísticas de todos eles, sobretudo o de A. Teixeira (1734) e os de Sousa Carvalho (1769, 1789, 1792). (09/09/2020)

Coleção “Músicos Ocultos”

Coleção Músicos Ocultos
Coleção Músicos Ocultos

Em dezembro de 2019 foi lançada pelas Edições Colibri uma colecção de biografias de músicos que abriram caminhos entre “mundos da música” e mobilizaram no seu percurso, audiências, músicos amadores e instituições, edição no âmbito do projecto “A nossa música, o nosso mundo: Associações musicais, bandas filarmónicas e comunidades locais (1880-2018)”. O projeto foi desenvolvido pelo INET-md/Universidade de Aveiro. Os livros publicados são: Maestro e Etnógrafo Virgílio Pereira entre a descoberta do folclore e o compromisso de transformação social, por Maria do Rosário Pestana com prefácio de Salwa Castelo Branco; Maestro Silva Dionísio e o Contexto das Bandas Filarmónicas Em Portugal, por Bruno Madureira, com prefácio de Alberto Roque; José dos Santos Pinto, retrato de um músico profissional durante o estado novo, por Ana Margarida Cardoso, com prefácio de Manuel Deniz Silva. Edições Colibri. (04/01/2020)

O Fado de Florbela Espanca

O fado de Florbela Espanca
O fado de Florbela Espanca

O Fado é a obra que celebra os 125 anos do nascimento de Florbela Espanca, apresenta pela primeira vez a poesia de Florbela Espanca em livro e disco nas vozes do fado no feminino. O livro inclui textos e os poemas, o CD 18 temas com 9 gravações novas. O Presidente da República disse ser uma justíssima e magnífica homenagem a Florbela Espanca. (01/01/2020)