Instrumentos musicais oriundos do Brasil

Pife, Carlos Malta, Brasil

Pife é uma pequena flauta artesanal existente em Portugal e no Brasil.

O termo também pode ser sinónimo de pífano ou pífaro, pequena flauta transversal, aguda, similar a um flautim, mas com um timbre mais intenso e estridente, devido ao seu diâmetro menor. Os pífanos são originários da Europa medieval e são frequentemente utilizados em bandas militares.

Trocano, tambor de fenda, Brasil

Trocano (torokná, trocana) é um idiofone da família dos tambores de fenda, conhecido em diversas tribos brasileiras, que serve para a comunicação à distância. É constituído por um toro de madeira, com uns dois ou três metros de comprimento e mais de um metro e meio de diâmetro (os tamanhos podem variar). Na madeira, que deve ser leve e sonora, são feitos três buracos de uns dez centímetros de diâmetro, reunidos por uma estreita fenda.

O instrumento fica suspenso por tiras de cipó amarrado entre quatro pilares de madeira. Isso permite que ele seja baixado  ou elevado conforme a distância que se queira atingir com a mensagem, quanto mais baixo maior o alcance. A percussão é feita por bastões com extremidades envolvidas em goma elástica ou tiras de couro. Conforme o local que é golpeado, a quantidade de golpes e seu espaçamento é possível transmitir pequenas mensagens, podendo ser ouvida em um raio de até 10 quilómetros.

Etnomusicologia2016
Torokaná, tambor de fenda, Brasil

Torokaná, trocano, trocana é um termo que designa um idiofone brasileiro de percussão direta que consiste num toro grande e largo de madeira leve e sonora com fenda. Com alcance de 12 km, o trocano terá sido utilizado em funções musicais mas para comunicação entre aldeias de indígenas.

Macumba, reco-reco, Brasil

Macumba (s.f.) é um idiofone de percussão indireta por fricção com baqueta, de origem africana, semelhante ao reco-reco. O termo macumba é também aplicado a rituais do candomblé baiano e ao xangô pernambucano.

Quintotom, Brasil

Quintotom é um membranofone brasileiro de percussão direta formado por cinco tambores que produzem diferentes sons. É um instrumento de repique que exige ao músico grande agilidade nas mãos.

Querequexé, idiofone de fricção, Brasil

Querequexé é um idiofone de fricção feito de cabaça, tradicional do Brasil.

Berimbau, Brasil

Berimbau é um instrumento de percussão em forma de arco retesado por um arame e uma pequena cabaça de ressonância, levado de África para o Brasil, onde é muito utilizado na “capoeira” de que é símbolo. A corda é percutida com uma pequena vara.

Timba, Brasil

Timba é um timbal brasileiro, um membranofone derivado do caxambu, sendo tocado habitualmente com ambas as mãos. Existindo com tamanhos variados, é ligeiramente cónico, leve e com corpo de madeira ou metal e membrana.

Timbau, Brasil

Timbau, ou timbal brasileiro, é um membranofone derivado do caxambu, sendo tocado habitualmente com ambas as mãos. Existindo com tamanhos variados, é ligeiramente cónico, leve e com corpo de madeira ou metal e membrana.

Timbal, Brasil

Timbal é um tambor cónico de percussão direta derivado do caxambu, originário do Brasil.