Acontecimentos, instituições e pessoas em destaque na música e na dança em Portugal

Teatro Thalia

No Ano Beethoven e Ano Internacional do Som, comemoram-se:
10 anos da Glosas;
20 anos do Teatro Helena Sá e Costa, do Remix Ensemble e da carreira de Ana Laíns;
30 anos da morte de Alain Oulman;
40 anos das Jornadas de Música Antiga da Gulbenkian, do Departamento de Ciências Musicais da UNL, da Canto Firme e da morte de Frederico de Freitas;
50 anos do Grupo de Música de Câmara de Lisboa, de Bernardo Sassetti, e fim dos festivais de música da Gulbenkian;
60 anos de Miguel Azguime e da morte de Luís Costa;
70 anos de Fernando Lapa e Paulo Brandão, da morte de Tomás Borba, Guilhermina Suggia e António Tomás de Lima, e da criação do Hot Clube de Portugal;
80 anos de Jorge Peixinho, António Victorino d’Almeida e da Sociedade Coral de Lisboa;
90 anos de Clotilde Rosa e da morte de João Arroio;
100 anos do teatro Thalia e da morte de Miguel Ângelo Lambertini.

A Música Portuguesa a Gostar Dela Própria é um projeto celebra 9 anos em 2020. Prepara uma “mudança bastante radical” da sede para Serpins (Lousã), onde pretende criar um centro cultural. “É uma mudança bastante radical e de certa forma política, largar Lisboa para o centro. Serpins faz sentido, é um sítio pequeno, central e bonito. O centro tem essa grande questão de ter práticas musicais bastante vivas e permanecem com mudanças”. A Música Portuguesa a Gostar Dela Própria (MPGDP) foi criada em 16 de janeiro de 2011, e o que começou por ser um canal digital de música com partilha de gravações de artistas portugueses, profissionais e amadores, tornou-se numa plataforma nacional de divulgação de práticas culturais assentes na música e na transmissão oral.

Ana Laíns é uma fadista portuguesa que comemora em 2020 vinte anos de carreira, com três discos editados em nome próprio e concertos em centenas de palcos por todo o mundo.

Ano Internacional do Som (International Year of Sound ou IYS 2020) iniciativa global para ressaltar a importância das ciências e tecnologias sonoras e destacar a necessidade do controle do ruído na natureza e nos ambientes construídos. O Ano Internacional do Som foi declarado pela Comissão Internacional de Acústica. Ocorre nos moldes dos anos internacionais sancionados pela UNESCO e inclui atividades coordenadas em níveis regional, nacional e internacional. A iniciativa tem como principal objetivo fazer com que a importância do som no mundo de hoje atinja todas as regiões do planeta em 2020.

ArtEduca – Conservatório de Música de Vila Nova de Famalicão é uma escola de música que foi criada por uma família de jovens músicos famalicenses juntamente com alguns amigos, que em fevereiro de 2005 colocavam a primeira pedra daquele que viria a ser um projeto vibrante, ambicioso, apaixonado e com uma missão muito particular: através da música construir pessoas mais felizes, capazes, confiantes e generosas.

Bruno Borralhino, violoncelista e maestro, é membro da prestigiada Orquestra Filarmónica de Dresden, dirigida pelo maestro Raphael Frühbeck de Burgos, e membro fundador e Director Artístico do Ensemble Mediterrain. A 30 de janeiro de 2000 chegou com um violoncelo a Berlim, Alemanha, onde estudou na Universität der Künste Berlin e reside desde então.

Canto Firme – Associação de Cultura é uma associação que comemora em 2020 o 40º aniversário da sua criação, em 1980, no seio da Sociedade Filarmónica Nabantina, em Tomar. A cada aniversário, a sede da Canto Firme em Tomar abre as portas para a “Festa da Música” convidando todos a entrar e perceber qual o dia-a-dia na formação, ensaios e interação entre todos os que ali se unem para aprender, ensinar e fazer música.

Estágio de Dança de Aveiro é um evento que, em 2020, celebra a 25.ª edição, com uma programação especial ao longo de todo o ano, através de várias iniciativas de formação articuladas com a programação regular do Teatro Aveirense. Entre 30 de Março e 4 de Abril, terá lugar a semana intensiva de formação, durante a qual será iniciada uma nova parceria com a Companhia Nacional de Bailado, e terá continuidade a parceria com o Gaga Movement. Pelo quarto ano consecutivo, a curadoria do Estágio de Dança de Aveiro é do coreógrafo Victor Hugo Pontes. A edição de 2020 foi pensada em continuidade com a programação das três edições anteriores, de modo a permitir o acesso de todos, de forma condensada e intensiva, a diferentes ferramentas técnicas e criativas. Uma oferta diversificada, em que os participantes poderão optar por uma formação orientada para a dança clássica ou por uma formação inspirada nas danças urbanas, assim enriquecendo a sua linguagem artística.

O Fado é a obra que celebra os 125 anos do nascimento de Florbela Espanca, e apresenta pela primeira vez a poesia de Florbela Espanca em livro e disco nas vozes do fado no feminino. O livro inclui textos e os poemas, o CD 18 temas com 9 gravações novas.

Pólo de Machico do Conservatório – Escola Profissional das Artes da Madeira Eng. Luiz Peter Clode é uma extensão do Conservatório que em 2020 celebra 25 anos. Nele aprendem música mais de uma centena e meia de alunos.

Teatro das Figuras é o teatro de Faro que completa, em 2020, 15 anos de existência. O seu surgimento veio alterar o panorama artístico local e regional. Com a abertura do Teatro das Figuras, o Algarve ganhou um palco de excelência para as artes performativas. Um palco capaz de dar resposta as maiores exigências técnicas que os espetáculos requerem.

Teatro Thalia, situado nas Laranjeiras, em Lisboa, foi construído em 1820.  É uma das casas da Metropolitana desde 2013, ano em que se tornou “sede” da Temporada Clássica da Orquestra Metropolitana de Lisboa. O nascimento do Thalia, nome da musa da comédia da mitologia grega, aconteceu graças do Conde de Farrobo, um entusiasta das artes cénicas, que decidiu construir um teatro junto ao Palácio das Laranjeiras. Vinte e dois anos depois foi reedificado e renovado com um projeto de Fortunto Lodi, o autor do Teatro Nacional D. Maria II. Na sua inauguração, a 26 de fevereiro de 1843, foi oferecida uma grande festa à Rainha D. Maria II. Antes mesmo de Lisboa ter iluminação pública, o Thalia já tinha a sua própria iluminação a gás, mas em 1862, o teatro e a sala de baile eram destruídos por um incêndio. O Thalia ficou abandonado à sorte, até porque o Conde de Farrobo, que viria a morrer na completa miséria, já não pôde fazer nada. Só quando o Estado tomou posse do imóvel é que o Teatro voltou a ser reconstruído e reabilitado, sendo hoje um dos mais dinâmicos polos de animação cultural e científica da cidade de Lisboa.

Teatro Thalia
Teatro Thalia
Orquestra Geração Portugal

Música para todos é uma iniciativa lançada em 2010 pelo Município do Porto, através da Fundação Porto Social, em parceria com o Curso de Música Silva Monteiro e o Agrupamentos de Escolas do Cerco do Porto e do Viso. O principal objetivo do projeto é a promoção do ensino articulado da música a alunos dos 2.º e 3.º Ciclos do Ensino Básico, de Territórios Educativos de Intervenção Prioritária (TEIP) da cidade do Porto, de forma a combater o insucesso e o abandono escolar.

Novos Horizontes – A OCP Solidária no Bairro dos Navegadores é um projeto da Orquestra de Câmara Portuguesa no âmbito dos Contratos Locais de Segurança de Oeiras. O projeto engloba um conjunto de workshops que decorrem nas escolas do Agrupamento de Escolas Aquilino Ribeiro, bem como no centro de convívio do Bairro dos Navegadores. O projeto integra ainda uma Oficina de Instrumentos Musicais, para construção de instrumentos por parte dos alunos. Visa promover o acesso à música e à arte, enquanto ferramentas para o estabelecimento de laços com a comunidade artística, com objetivos de intervenção em contextos de risco, e de inclusão social dos seus participantes. Os formadores são artistas/músicos profissionais e pedagogos com uma experiência única, cuja estratégia passa pelo estabelecimento de relações de proximidade com a população alvo com base em metodologias criativas e de responsabilização do sujeito. O projeto pretende potencializar as capacidades de cada participante, promovendo o acesso à cultura e a integração na sociedade, desenvolvendo a autonomia e a igualdade de oportunidades, criando laços culturais.

A Orquestra Geração é um projeto de intervenção social através da prática orquestral. Foi criada em 2007 na Escola Básica Miguel Torga no Casal de S. Brás na Amadora e encontra-se actualmente instalada em 22 escolas básicas e secundárias nos municípios de Almada, Amadora, Lisboa, Loures, Oeiras, Sesimbra, Vila Franca de Xira (Orquestra de Vialonga) e em Coimbra. O projeto aplica a metodologia do El Sistema criado na Venezuela pelo Dr. José António Abreu (prémio Príncipe das Astúrias e Erasmus). Abrange alunos da pré-primária (Orquestra de Afectos) até ao 12º ano (Orquestra Juvenil Geração). Durante a sua existência tem sido várias vezes galardoado com as seguintes distinções: Prémio Nacional de Professores (inovação) em 2010, em 2013 e 14 foi considerada uma das 50 melhores práticas de intervenção social de toda a União Europeia; em 2017 foi menção honrosa da Fundação Mota Engil e já em 2018 foi considerado o projeto do ano pela AGEAS e recebeu da Assembleia da República a medalha de ouro comemorativa dos 50 anos da Declaração Universal dos Direitos Da Humanidade. A Orquestra Geração é membro do Sistema Europe, de cuja direção faz parte.

Orquestra Geração Portugal
Orquestra Geração Portugal
Concurso Internacional de Santa Cecília

1º Concurso Internacional de Composição para Guitarra de Portugal foi um evento apresentado como inédito, a nível mundial, realizado no Seixal em janeiro de 2020. Neste festival, guitarristas oriundos de 28 países tiveram a oportunidade de mostrar as suas composições para guitarra solo de 6 cordas, em estilo musical livre. O júri foi composto por Dušan Bogdanović, Marco Pereira, António Victorino d’Almeida, Artur Caldeira, Eduardo Fernández e Eduardo Isaac. O evento chamou a atenção por integrar diversas vertentes da música como a artística, informativa e a pedagógica.

Concurso internacional de Santa Cecilia é um concurso que se realiza anualmente na cidade do Porto, cidade três vezes eleita “Destino Europeu do Ano”. É organizado pelo Curso de Música Silva Monteiro. Reúne, anualmente, perto de 100 músicos entre os 5 e os 32 anos, vindos de todo o mundo.  Os jovens participantes são organizados em duas categorias:  – SCIC Juniores, com pianistas até aos 18 anos – SCIC Principal, até aos 32 anos. Depois de uma semana de eliminatórias, é selecionado o melhor jovem pianista do mundo. A competição oferece em prémios monetários e um conjunto de oportunidades de promoção da carreira dos jovens pianistas, a nível nacional e internacional. O objetivo é precisamente proporcionar uma “rampa” de lançamento de jovens talento além-fronteiras.

Festival Musa é um Festival no Feminino lançado pelo Theatro Circo, de Braga, em 2020, 1ª edição, entre 16 e 18 de abril. Cinco artistas latinas dão vida em 2020 ao festival MUSA: Silvia Perez Cruz, Ana Tijoux, Silvana Estrada, Maria Jose Llergo e La Bruja de Texcoco são os nomes que compõe esta primeira edição do Festival no Feminino.

Música nos Museus é um projeto que se desenvolve na cidade do Funchal. Nas duas edições anteriores contou com 1.500 espetadores nos 26 concertos de 70 artistas diferentes. Para 2020 foram previstos 14 concertos com artistas locais, à semelhança nos anos anteriores, com um concerto intimista por mês, alternadamente em ambos os museus, normalmente na última sexta-feira de cada mês, pelas 19 horas, mais dois concertos à segunda-feira, um por ocasião do Dia Internacional dos Museus, a 18 de maio, e outro no Dia Internacional do Turismo, a 28 de setembro.