Listas de obras atualizadas dos compositores portugueses ou residentes em Portugal

Hugo Ribeiro, compositor

SINOPSE BIOGRÁFICA

Hugo Ribeiro nasceu em Lisboa em 1983 e licenciou-se em composição na Escola Superior de Música dessa cidade, tendo prosseguido os estudos no Reino Unido, concluindo o mestrado na Royal Academy of Music em Londres em 2007 e doutorando-se  pela Canterbury Christ Church University em 2012.  Entre os seus trabalhos de maior dimensão, destaca-se a composição da ópera Os mortos viajam de metro. A sua música tem sido interpretada por diversos agrupamentos, tais como a Orquestra Gulbenkian, a Orquestra Sinfónica Portuguesa, Le Nouvel Ensemble Moderne, Ensemble MPMP, Ensemble Gageego!, Århus Sinfonietta, Quarteto de Cordas de Leipzig, Sond’Ar-Te Electric Ensemble, entre outros. Foi distinguido com o 1º Prémio na Categoria de Música para Orquestra no 2º Concurso Internacional de Composição da Póvoa de Varzim (2007), foi o vencedor do concurso Ópera em Criação 2008 e recebeu o 1º Prémio no concurso International Composer Pyramid (2010). Com a sua obra et sequentes para cravo solo obteve o 1º Prémio no 2º Prémio Internacional de Composição Fernando Lopes-Graça 2011. Foi o vencedor da 1ª edição do Prémio Musa com a obra poemas sem nome para coro misto a cappella, com poemas de Sophia de Mello Breyner Andresen.

LISTA DE OBRAS

Orquestra:

Mensagem – Homenagem (2003)

Estreada em Março de 2004 – Auditório da Culturgest (Lisboa); Orquestra Gulbenkian, Guillaume Bourgogne

In memoriam (2006)

Estreada em Janeiro de 2007 – Auditório da Fundação Calouste Gulbenkian (Lisboa); Orquestra Gulbenkian, Guillaume Bourgogne

Reminiscências (2007)

Estreada em Julho de 2007 – Auditório Municipal da Póvoa de Varzim; Orquestra Sinfónica da Póvoa de Varzim, Osvaldo Ferreira

Inventio (2007; rev.: 2009)

Estreada em Setembro de 2009 – Auditório da Fundação Calouste Gulbenkian (Lisboa); Pedro Amaral (Concerto de Abertura do Festival Música Viva 2009)

paisagem cor de ferrugem

para piano solo e orquestra (2007)

Canções do espaço e da luz

para soprano, meio-soprano, coro misto, orquestra e órgão (2019). Estreada em Novembro de 2019 – Igreja de São Roque (Lisboa); Jan Wierzba (Concerto integrado no Festival Música em São Roque). Encomenda do MPMP

Ensemble (5 ou mais instrumentos):

5 Bagatelas

para 8 instrumentos (2005). Estreada em Junho de 2005 – São Luiz Teatro Municipal (Lisboa); Grupo de Música Contemporânea da ESML, Christopher Bochmann

Impromptu

para 13 instrumentistas (2005). Estreada em Março de 2006 – Auditório da Fundação Calouste Gulbenkian (Lisboa); Orquestra Gulbenkian, Guillaume Bourgogne

… quasi un lamento …

para cordas (2005). Estreada em Novembro de 2005 – Duke’s Hall (Royal Academy of Music – Londres); Royal Academy Soloists, Clio Gould (diretora). Encomenda da Royal Academy of Music

Gestos I

for para flautim solo e quaisquer quatro instrumentos (ou quatro naipes de qualquer instrumento) (2006). Estreada em Julho de 2007 – COMA (Londres)

Gestos II:

conversas sobre um contorno para clarinete, piano e dois percussionistas (2006). Estreada em Julho de 2006 – Centro de Artes de Sines (Portugal); Ensemble JER. Encomenda do Ensemble JER

Ecos

para 15 instrumentos (2007). Estreada em Abril de 2007 – Foyer do Queen Elisabeth Hall (Londres); Solistas da London Sinfonietta e da Royal Academy of Music, Christopher Austin

Carta a Kundera

para 14 instrumentistas (2007). Estreada em Junho de 2007 – Shoreditch Church (Spitalfields Festival 2007 – Londres); Manson Ensemble, Baldur Brönnimann. Encomenda da Royal Academy of Music

Gestos III:

(sem título) para 4 trompetes em Dó e percussão (2008). Estreada em Julho de 2007 – St. Andrew’s Church (Deal); Bella Tromba, Stephen Burke. Encomenda do Deal Festival 2008

Mensagens Soltas

para flauta, harpa e quarteto de cordas (2009). Estreada em Abril de 2009 – Saint Gregory’s Centre for Music (Canterbury); Stina Dawes, Alexander Rider, Quarteto ALEA. Encomenda do Sounds New Contemporary Music Festival 2009

Nocturne: rituel

para 15 instrumentistas (2010). Estreada em Novembro de 2010 – Salle Claude-Champagne (Montreal); Le Nouvel Ensemble Moderne, Lorraine Vaillancourt. Encomenda do Le Nouvel Ensemble Moderne (10ª Forúm Internacional para Jovens Compositores «Musica & Vídeo»)  

Diurne: alter ego

para 15 instrumentistas (2010). Estreada em Dezembro de 2010 – Saint Gregory’s Centre for Music (Canterbury); ICP Ensemble, Gerry Cornelius

Cartas a Mia

para 14 instrumentistas (2012). Estreada em Agosto de 2012 – Le Domaine Forget (Charlevoix/Quebeque); Le Nouvel Ensemble Moderne, Lorraine Vaillancourt

et alibi

para quinteto (flauta, clarinete, violino, violoncelo e piano) e electrónica (2012). Estreada em Outubro de 2012 – Goethe-Institut (Lisboa); Sond’Ar-te Electric Ensemble, Guillaume Bourgogne. Encomenda do Sond’Ar-te Electric Ensemble

Música de Câmara (solos, duos, trios e quartetos):

Quarteto de Cordas (2001)

Estreada em Fevereiro de 2003 – Salão Nobre do Conservatório Nacional (Lisboa); Rodrigo Queiroz, Marcos Lázaro, André Araújo, Nuno Abreu

Personalidades

para clarinete solo (2001). Estreada em Abril de 2002 – Salão Nobre do Conservatório Nacional (Lisboa); Hélder Gonçalves

7 Quadros

para flauta e piano (2002). Estreada em Abril de 2002 – Salão Nobre do Conservatório Nacional (Lisboa); Fernando Marinho da Costa, Hugo Ribeiro

À volta de SEA

para trio de guitarras (2002). Estreada em Maio de 2002 – Biblioteca D. Dinis (Odivelas); Nuno de Sá, Sérgio Pereira, Sónia Leitão

2 canções de Zeca Afonso

para flauta, clarinete e fagote (2002). Estreada em Maio de 2002 – Biblioteca D. Dinis (Odivelas); Alexandra Pinto, Hélder Gonçalves, Cidália Torres

Scriptum

para flauta, clarinete e fagote (2002). Estreada em Março de 2004 – São Luiz Teatro Municipal (Lisboa); Fernando Marinho, Filipe Teixeira, Ricardo Santos

Calmaria

para soprano e piano (2002). Estreada em Junho de 2003 – São Luiz Teatro Municipal (Lisboa); Marisa Figueira, Hugo Ribeiro

Défense de savoir

para soprano e violino (2003). Estreada em Maio de 2003 – São Luiz Teatro Municipal (Lisboa); Marisa Figueira, Helena Duarte

Dois mo(vi)mentos

para saxofone tenor solo (2003). Estreada em Fevereiro de 2005 – São Luiz Teatro Municipal (Lisboa); Nuno Martins

Variações

para guitarra solo (2004). Estreada em Abril de 2004 – St. Cecilia’s Hall (Edimburgo); Nuno de Sá

Página Esquecida

para guitarra solo (2005). Estreada em Abril de 2011 – Museu da Guarda; José Mesquita Lopes (Festival Elogio da Guitarra)

Diálogos

para trompete solo (2006). Estreada em Março de 2007 – Royal College of Music Concert Hall (Londres); Sérgio Pacheco

Danza

para violino e piano (2007). Estreada em Dezembro de 2011 – Auditorium du Conservatoire à Rayonnement Regional (Lille); Anna Cashell, Neil Georgeson

Quatro Personagens Saídas de um Conto

para clarinete, violino, violoncelo e piano (2007). Estreada em Julho de 2007 – Auditório Municipal (Póvoa de Varzim); Camerata Senza Misura

Diálogos com um monólogo

para trompa solo (2007). Estreada em Junho de 2007 – Royal Academy of Music (London); Jocelyn Lightfoot. Encomenda do Prémio Jovens Músicos 2007 / Antena 2 da Rádio e Televisão Portuguesa

Fragmente-Spiel

para flauta solo (2008). Estreada em Março de 2009 – The Sidney Cooper Gallery (Canterbury); Stina Dawes

Please keep your feet off the wall

para tuba e acordeão (2011 – I andamento/2016 – II, III, IV e V andamentos)

(I andamento) Estreada em Novembro de 2011 – Armazém das Artes (Alcobaça); Sérgio Carolino, João Barradas

et sequentes

para cravo solo (2011). Estreada em Dezembro de 2011 – Museu da Música Portuguesa – Casa Verdades de Faria (Cascais); Jenny Silvestre

et alii

para clarinete e acordeão (2012). Estreada em Junho de 2014 – Grosser Saal – Musikschule Konservatorium (Berna); Jean-Etienne Sotty, Claire Voisin

água

para piano a 4 mãos (2015). Estreada em Abril de 2017 – Auditório da Caixa Geral de Depósitos do ISEG (Lisboa); Philippe Marques, Duarte Pereira Martins

o outro, o mesmo

para quarteto de trompas (2017)

pouco a pouco, a pouco e pouco

para violoncelo solo (2018)

Gestos V: Capítulo 2

para piano solo (2019). Estreada em Março de 2019 – Foyer do Teatro Nacional de São Carlos; Eduardo Regula

Auto-retrato: detalhe ou Selfie: zoom-in

para piano solo (2019). Estreada em Dezembro de 2019 – Convento dos Capuchos; Marisa Silva

Not in C

para piano solo (2020)

Opera:

As duas mulheres de Sigmund Freud

para 2 sopranos e 13 instrumentistas (2008). [Ópera curta com libreto de Armando Nascimento Rosa]. Estreada em Março de 2008 – São Luiz Teatro Municipal (Lisboa); Orquestra Sinfónica Juvenil, Christopher Bochmann, Margarida Marecos, Nataša Šibalic

Os mortos viajam de metro (2010)

[Ópera com Prelúdio e um Acto com libreto de Armando Nascimento Rosa]. Estreada em Abril de 2010 – São Luiz Teatro Municipal (Lisboa); Orquestra Sinfónica Portuguesa, João Paulo Santos, Raquel Alão, Madalena Boléo, Margarida Marecos, Susana Teixeira, Sandra Medeiros, Sónia Alcobaça, Paulo Matos (encenação). Encomenda do São Luiz Teatro Municipal / EGEAC, SA

Coral:

2 Canções Populares Portuguesas para coro misto (2001)

Estreada em Abril de 2002 – Biblioteca D. Dinis (Odivelas); Coro D. Dinis, Humberto Castanheira

Missa Brevis

para 4 vozes femininas (2004)

poemas sem nome

para coro misto a cappella (2019)

Electroacústica:

Espanta-Espíritos (2002)

Estreada em Junho de 2003 – São Luiz Teatro Municipal (Lisboa)

Seekrank! (2003)

Estreada em Maio de 2004 – Centro Cultural Malaposta (Odivelas)

Cinema / Animação:

Beijo (2003)

Curta-metragem de Ana Margarida Cunha

Elytron (2006)

Animação de Maria Kontogiorgou

Falling (2006)

 Curta-metragem de Jim Larkin

Hugo Ribeiro, compositor

Hugo Ribeiro, compositor

Catálogo de obras de Isabel Soveral, compositora natural do Porto

LISTA DE OBRAS

Compositora e Professora de Composição, Teoria e Análise Musical no Departamento de Comunicação e Arte da Universidade de Aveiro, Isabel Soveral nasceu no Porto, Portugal.

Estudou com os compositores Jorge Peixinho e Joly Braga Santos. Em 1988 ingressou na Universidade Estadual de Nova Iorque em Stony Brook, onde estudou sobre a orientação dos compositores Daria Semegen e Bulent Arel. Tem partituras editadas pelas editoras Musicoteca, Fermata e Cecilia Honegger. Tem vários obras em CD pelas editoras: Portugalsom e Strauss, EMI Classics, Nova Música, Capella, Deux-Elles e Numérica. A sua música tem sido apresentada em cerca de 20 países.

Do seu catálogo destacam-se:

‘Quarteto’ – 1984. Estreada nos Encontros Gulbenkian de Música Contemporânea, Lisboa.

‘Fragmentos’ – 1985. Estreada no Festival – Dias de Música Contemporânea de Vigo e seleccionada para representar parcialmente Portugal no Festival Internacional de Música Contemporânea FOCUS, Nova Iorque.

‘Contornos I’ – 1987. Premiada no Concurso “Exposisom” JMP e seleccionada para a representação portuguesa no festival “The 1998 ISCM-ACL World Music Days”, Hong Kong.

‘…Un soir j’ai assis la Beauté sur mes genoux – Et je l’ai trouvée amère’ – 1998, para grupo de câmara, encomenda da Culturgest, estreada no concerto de homenagem a Bertolt Brecht intitulada “Os Sete Pecados Capitais”.

‘Inscriptions sur une Peinture’ – 1998, para orquestra de câmara, encomenda do Teatro Nacional S. Carlos, estreada pelo grupo Klangforum em Novembro de 1998 no Festival “Wien Modern”, Áustria.

Ciclo ‘Anamorphoses’ – 1993-2002:

‘Anamorphoses III’, violino e electrónica, estreada por José Machado nos Encontros de Música Contemporânea de Lisboa, 1995; interpretada por David Alberman no festival Tage für Neue Musik, Zürich, 1999;

‘Anamorphoses VII’ – 2002, para orquestra de câmara, encomenda da Casa da Música, estreada no Teatro Rivoli em Dezembro de 2003 pelo Remix Ensemble sob a direcção de Frank Ollu.

Ciclo ‘Mémoires d’Automne’ – 1999-2003:

‘Image I’, para marimba solo, estreada no concerto/entrevista monográfico no âmbito do ciclo “Compositores Portugueses”, Teatro Nacional de S. Carlos, 2000;

‘Trama’ – 2006. Encomenda do Grupo de Música Contemporânea de Lisboa;

‘Paradeisoi’ – 2007. Obra para orquestra, encomenda da Fundação Calouste Gulbenkian.

Ciclo ‘Le Navigateur du Soleil Incandescent’ – 2005-2009:

‘première lettre’, viola de arco e piano, encomendada pelo Festival da Póvoa do Varzim (2005);

‘deuxième lettre’, contra-tenor, coro e orquestra, encomenda Fundação Calouste Gulbenkian (2006);

‘troisième letre’, voz solista, orquestra e electrónica (obra em elaboração);

‘quatrième letre’, grupo de Câmara, encomenda da Miso Music (2010).

‘Ciclo Shakespeare’, – 2007-2009:

‘Since Brass nor stone…’, para soprano e electrónica (2007); –

‘…Why write I still all one, ever the same, and keep invention in a noted weed,…’ (obra em elaboração).

Carolina Leote Godinho, compositora

SINOPSE BIOGRÁFICA

No final de 2018, Carolina Leote Godinho concluiu o Mestrado em Composição de Bandas Sonoras e Música para Meios Audiovisuais, pela Escola Superior de Música de Catalunya, Barcelona, sob a tutoria de Arnau Bataller, Bernat Vivancos e Lluís Vergés. Estreou-se no mundo do cinema, tendo composto a banda sonora original da curta-metragem espanhola “En Tu Piel” (que foi também o Projeto Final do seu Mestrado), interpretada pela Orquestra Sinfónica de Bratislava e gravada na Slovak Radio, em Bratislava.

LISTA DE OBRAS

Data. Título. Instrumentação. Duração. Outros.

2010

(20)10 Estrelas – Violino, Guitarra Clássica, Piano, Baixo Elétrico, Sintetizador, Bongos e Bateria – 2’15’’;

2011

Guitar’s Game – Quarteto de Guitarras – 2’40’’;

Abraço de Outono – Violino e Piano – 3’00’’;

Along The Scarp – Quarteto de Violoncelos e Bateria – 1’45’’;

2012

Tesouros Perdidos – Orquestra de Cordas e Piano. – 3’30’’;

2013

Until The End – 3 Guitarras Elétricas, 2 Violinos, Trompete, Acordeão, Baixo elétrico e Bateria – 3’05’’;

Achille (Prelúdio) – Piano – 3’00’’;

Music Is Life – Flauta, Violino, Viola, 2 Violoncelos e Bateria – 2’55’’;

Instrumental Rock – 2 Guitarras Elétricas, Baixo Elétrico e Bateria – 2’05’’;

Uma Gota no Oceano – Flauta, Violino, Violoncelo, Guitarra Acústica e Piano – 4’30’’;

Stupid Things – 2 Guitarras Elétricas, 1 Guitarra Clássica, 2 Violinos, Piano, Baixo Elétrico e Bateria – 2’55’’;

Follow Your Dreams – 4 Guitarras Elétricas, Piano e Bateria – 1’40’’;

Cravos ao Rubro – Voz, Piano, Violino e 2 Violoncelos – 2’45’’;

Passarinhos (Birds) – Piano – 1’55’’;

2014

A Tua Missão – Vozes Mistas, 3 Guitarras Semi-acústicas, Bandolim, Baixo Elétrico, Sintetizadores, Cajón e Prato suspenso. – 3’40’’.
Canção vencedora do IV FESCUT Algarve (Festival de Música Escutista), Hino do XII ACAREG Algarve 2014.
Gravação e mistura por: Carlos Martins;

2015

Ave Maria – Coro Misto a cappella – 2’30’’;

2016

On Uncertain Road – Orquestra Sinfónica – 2’05’’;

Saudade – Piano – 1’25’’;

Valsa à Beira-Rio – Piano – 2’10’’.
Gravação em: Rádio Varna, Bulgária. Piano: Dimiter Fournadgiev;

Sangue Latino – Flauta, Clarinete, Marimba, Guitarra Clássica, Acordeão, Piano, Violino, Violoncelo e Contrabaixo. – 1’40’’.
Gravação em: Rádio Varna, Bulgária. Direção por: Derek Gleeson;

Sonhos – Orquestra de Cordas, Piano e Harpa – 1’40’’.
Gravação em: Rádio Varna, Bulgária. Varna Symphonic Orchestra, dirigida por Derek Gleeson;

Disequilibrium – Orquestra Sinfónica – 2’35’’.
Gravação em: Rádio Varna, Bulgária. Varna Symphonic Orchestra, dirigida por Derek Gleeson;

A Game’s Original Theme – Flauta, Clarinete, Saxofone soprano, Acordeão, Piano, Marimba, Egg shaker, Violino e Violoncelo. – 1’20’’.
Gravação e mistura em: Escola Superior de Música de Lisboa, em Janeiro de 2017.
Intérpretes: Rita Cordeiro, André Vieira, Raquel Pais da Silva, Dinis Oliveira, Inês Nunes, Francisco Cipriano, Rodrigo Azevedo, Valéria Magalhães e Carlos Soares;

2017

Journey to Strange Land (Viagem à Terra Estranha) – Flauta, Bass Drum, Bongos, Ocean Drum, Prato Suspenso, Shaker, Piano, Guitarra Clássica, Coro Misto, Orquestra de Cordas – 2’00’’;

A Fuga dos Malditos – 2 Flautas, 2 Trompas, Trombone, Vibrafone, Piano ou Sintetizador, Órgão de tubos (ou sintetizador com som correspondente), Percussão (tímpanos, taiko drum e prato suspenso), Soprano solista, Coro misto, Violino solo, Contrabaixo de jazz e Orquestra de Cordas – 1’25’’;

Hide and Shoot – Flauta, Piccolo, 2 Oboés, 2 Clarinetes, 4 Trompas, 2 Trompetes, 2 Trombones, Tuba, Tímpanos, Orquestra de Cordas, Guitarra Elétrica, Sintetizadores e Bateria – 1’05’’;

Into Uncharted Territory – Flauta, 4 Trompas, 2 Trompetes, 2 Trombones, Tuba, Tímpanos, Celesta, Piano, Coro masculino, Orquestra de Cordas, Contrabaixo solo, Sintetizadores e Bateria – 0’50’’;

A Nossa Casa – Vozes mistas, Quinteto de Cordas, Piano, Sintetizador, 2 Guitarras Elétricas, Baixo Elétrico e Bateria – 3’40’’;

Adrenalina – Clavinet, 2 Trompas, 2 Trompetes, Marimba, Orquestra de Cordas e Sintetizadores – 0’35’’;

Sinistro – Orquestra Sinfónica – 0’45’’;

2018

O Ultimato – 2 Trompas, 2 Trombones, Harpa, Piano, Violino, Violoncelo, Quinteto de Cordas, Guitarra Elétrica, Taiko Drum, Triângulo, Sintetizadores – 1’15’’;

Chegar e Partir – Piccolo, Flauta, Clarinete, Trompete, 4 Trompas, 2 Trombones, Piano, Harpa e Orquestra de Cordas – 3’15’’;

Superación Post-Trauma – 2 Flautas, Trompa, Coro misto a 8 vozes, Orquestra de Cordas, Sintetizadores e Eletrónica – 2’25’’;

Car Chase – Orquestra Sinfónica, Sintetizadores e Eletrónica – 2’30’’;

The Anatomy of Crime Scenes – Sintetizadores e Eletrónica – 1’00’’;

Aventuras a Dois – Quinteto de Sopros – 0’55’’;

Where’s The G Spot (Semi-Hypnotic) – Acordeão, Violoncelo, Piano, Metalofone, Xilofone, Sintetizadores e Eletrónica – 1’10’’;

Inside The Brain – Piano, Acordeão, Marimba, Coro misto, Quinteto de cordas e Bateria – 0’35’’;

Divagacions Nocturnes – Coro misto e Voz feminina solista – 3’10’’;

Our Happy Ending – Quinteto de Sopros, Piano, Harpa, Orquestra de Cordas e Prato suspenso – 2’00’

Gravação em: Escola Superior de Música de Catalunya. Direção por: Álvaro Rodríguez Cabezas.
Intérpretes: Estela Córcoles, Maria José Meñiz, Amanda Rollón, Rafael Planelles, Oriol Guimerà;

En Tu Piel / Banda Sonora Original:
La Depilación – Orquestra Sinfónica – 0’39’’;

Intentar Dormir – Orquestra Sinfónica – 1’02’’;
Frente Al Espejo – Guitarra Clássica, Orquestra Sinfónica e Bateria – 1’50’’;
Multitasking – Guitarra Clássica, Orquestra Sinfónica e Bateria – 1’42’’;

La Sala de Espera – Orquestra Sinfónica – 0’52’’;

Gestionar Trabajo – Orquestra Sinfónica e Relógio Antigo de Sala – 1’15’’;

El Poder Del Água – Guitarra Elétrica, Piano, Baixo Elétrico e Bateria – 1’08’’;

Blanco O Negro – Guitarra Clássica, Relógio Antigo de Sala e Orquestra Sinfónica – 1’01’’;

En Tu Piel – Orquestra Sinfónica – 0’44’’;

Creditos – Piano, 2 Trompetes, 2 Trombones, Violino solo, Contrabaixo de jazz, Orquestra de Cordas e Bateria – 0’40’’;

En Tu Piel (Cara B)

Serias Amable? – Guitarra elétrica, orquestra sinfónica e bateria – 1’20’’;

Teniendo Inseguridades – Orquestra sinfónica e bateria elétrica – 0’55’’;

Distracciones – Orquestra sinfónica – 1’40’’;

Nebula (Nebulosa) – Piano, Guitarra Elétrica, Baixo Elétrico, Sintetizadores e Bateria – 2’10’’;

Somewhere in London

What about…? – Orquestra Sinfónica, Contrabaixo de Jazz e Bateria – 0’30’’;

London Landscape – Orquestra Sinfónica e Ensemble de Jazz (Piano, 2 Trompetes, 2 Trombones, Contrabaixo e Bateria) – 1’05’’;

Make It Five, Then – Orquestra Sinfónica e Ensemble de Jazz (Piano, 2 trompetes, 2 Trombones, Contrabaixo e Bateria) – 0’35’’;

2019

Beliefs – Piano preparado e Orquestra Sinfónica – 2’10’’;

2020

Gotas (Drops) – Flauta, Triângulo e Piano – 3’50’’;

Reconstrução (Reconstruction) – Piano, Sintetizadores e Coro misto com Oktavist – 2’40’’.

[ Lista de obras facultada por Carolina Leote Godinho e publicada na Meloteca a 15 de julho de 2020 ]

José Mesquita Lopes, composição

Em 2003, José Mesquita Lopes concluiu a Licenciatura em Composição na ESML. Em 2009 concluiu a disciplina de Doutoramento – Teoria e Método das Ciências Musicais – com Carlos Brito e Salwa Castelo-Branco, na Universidade Nova de Lisboa. É doutorado pela Universidade de Aveiro desde 2015, tendo sido aprovado por unanimidade, distinção e louvor do júri. O tema da tese é “A Música Portuguesa Contemporânea para Guitarra de 1983 a 2008”. Foi orientado por Paulo Vaz de Carvalho e Christopher Bochmann, com bolsa da FCT.

LISTA DE OBRAS

1983

Balada Guitarra 1983
Apontamentos I Duas Guitarras 1983

1985

Duas Peças a 4 mãos (Dois Estudos Seriais-Homenagem a O. Messiaen)1 ou 2 Pianos 1985
Breve Evocação Piano 1985

1986

Três Poemas de Mário Dionísio* Soprano e Guitarra 1986

1987

Dois Solos** Clarinete 1987
Duas Visões Breves Guitarra 1987

1989

A Deusa Visível Coro misto e Soprano 1989
Estudo Numerus Nove Guitarra 1989

1990/91

Quarteto para Cinco Clarinetes*** Quarteto de Clarinetes 1990/91

1991

Visão Natureza Electroacústica Fita Magnética) 1991

1992

Momentos de Cor Electroacústica 1992
(Fita Magnética)
Dois Portfolios EstilísticosI Piano 1992
(Homenagem a Schoenberg e Hindemith)
Dois Portfolios EstilísticosII Trio e Quarteto de Cordas 1992
(Homenagem a Bartok e Ligeti)

1994/95

Passeios da Cidade**** Orquestra,Percussão e Coro 1994/95

1997

Glosa sobre um tema de Teresa Guitarra 1997

1998

Prelúdio Abreviado Guitarra 1998
Sol y Aire 3 Guitarras 1998

1999

Ecos da Eternidade 8/16 ou mais Guitarras 1999

2001

Ligeti at Home Quinteto (Fl,Clsib,Vln,Vla (ou Guit.) e Vc) 2001

2003

Concerto p/ Guitarra e Orquestra (Homenagem a Leo Brouwer) 2003

2004

Glosa Desconcertante Guitarra 2004

2005

Três Peças para um Bailado: ( O Que Eu Quero Ser ) 2005
O Professor Quarteto ou Ensemble de Guitarras
O Futebolista Quarteto ou Ensemble de Guitarras
O Bombeiro Duo p/ Sax. Alto e Cl sib

2006

Estudo Con Sequenza***** Guitarra 2006

2008

Concerto de Câmara com guitarra/Ligeti at Home 2008

2010

Variações sobre um tema de Natal 4/6 ou mais guitarras 2010

2013

“A Natureza, o Povo e o Espaço” Coro, Ensemble de Metais, Percussão e eletroacústica 2013

2014

Dois Solos versão para Saxofone Alto 2014

2017

Hymn to Jesus Christ – Coro Misto 2017

2019/2020

Sonatina I para oboé – 2019/2020

Prémios

1º Prémio Exposisom e Menção Honrosa – Concurso da Juventude Musical Portuguesa – Luso/Espanhol – 1986

Menção Honrosa (melhor classificação) – Concurso ACAV-Aveiro – 1987

Menção Honrosa (único classificado) – Concurso “Luís de Freitas Branco” – Conselho Português da Música – 1991

Menção Honrosa – Música Sinfónica “Concurso Joly Braga Santos” – Câmara Municipal de Lisboa – 1995

1º Prémio no I Concurso de Composição Hispano Luso p/ Guitarra Clássica “ Cidade de Badajoz” – 2006

Arranjos/Transcrições

Dmitri Schostakovitch – Valsa nº2 (2 pianos) – Fl, Clsib, Vln, Vla, Cb e Gtra
Dmitri Schostakovitch – Polka op.22 (2 pianos) do ballet A Idade do Ouro, para
Fl, Clsib, Vln, Vla, Cb e Gtra
Dmitri Schostakovitch –Valsa em SolM(2 pianos)–Fl, Clsib, Vln, Vla, Cb eGtra
Thea Musgrave – Excursions (2 pianos) – Gtra, Vln, Vla, Clsib e Cb
William Walton – Music for Children (2 pianos) – Acordeão, Vln e Cb
Fernando Lopes-Graça – 6 Canções Reg. Portuguesas (Coro)– Gtra, Fl e Vla
Fernando Lopes-Graça – 3 Canções de Natal – Gtra, Fl e Vla (Coro)
Bela Bartok (Piano/Orquestra) – Danças Populares Romenas – 2 Guitarras
G. Fauré – Pavana op. 50 – Gtra, Fl e Vla
J. Brahms – Canção de Embalar op.49 nº4 – Septeto ou Ensemble de Guitarras
J. Brahms – Dança Húngara nº1 (2 pianos/Orquestra) – Guit. Solo e Ensemble
de Guitarras ( + perc. e Cb)
Francisco António de Almeida – O Quam Suavis (Coro) – Quarteto/ Ens. De Guitarras
J.S. Bach – Concerto Italiano (cravo) – Trio de Guitarras
J. S. Bach – Ária da Suite p/ Orq. Em ReM – Ensemble de Guitarras e solista
– Guitarra solo
Pedro de Araújo – Fantasia do 4º tom ( c/A. Ferreirinho) – 3 Guitarras
P. Manoel Rodrigues Coelho – 1º Tento do 1º tom (c/A. Ferreirinho) –3 Guit.
Astor Piazzola – História do Tango (Fl e Guit.) – Fl e Ensemble/Orquestra de Guitarras
Ferenc Farkas – Csangó Sonatina – Ensemble/Orquestra de Guitarras + Perc+Cb
Celso Machado – 5 Peças Populares Brasileiras – Ensemble/Orquestra de Guitarras
Celso Machado – Choro- Maxixe – Flauta, Cb e Ensemble /Orquestra de Guitarras
Celso Machado – Pé de Moleque (Samba-Choro) – Oboé, Cb e Ensemble/Orq. de Guitarras
Celso Machado – Sambossa – Flauta, Contrabaixo, Percussão e Ensemble/Orquestra de Guitarras
John Rutter – Christmas Lulaby (Coro) – 4/6 ou mais guitarras
Carlos Paredes – Verdes Anos – 2 guitarras
José Afonso – Canção de Embalar – 2 guitarras
Fernando Lopes-Graça – Quatro Canções Regionais Portuguesas para Orquestra de Guitarras, Cb e Perc.

José Mesquita Lopes, composição

José Mesquita Lopes

Pedro Filipe Cunha, composição

SINOPSE BIOGRÁFICA

Pedro Filipe Cunha (Porto, 1971) estudou Composição no Conservatório de Música do Porto com Fernando C. Lapa e Carlos Azevedo na licenciatura em Música – Produção e Tecnologias da Música na ESMAE. Com uma obra predominantemente infantil, foi galardoado, em 2014 e 2015, com 4 prémios de composição pela Associação Portuguesa de Educação Musical. A par deste género musical, tem experimentado  recentemente outros projetos dentro da música minimalista e eletrónica.

LISTA DE OBRAS

Fá, Lá, Si (CD, 2003)

Que Cheirinho a Castanhas
Que Cheirinho a Castanhas (instrumental)
Para o Menino Jesus
Para o Menino Jesus (instrumental)
Para Ti, Pai
Para Ti, Pai (instrumental)
Viva o Pai
Viva o Pai (instrumental)
O Dia do Meu Pai
O Dia do Meu Pai (instrumental)
Viva a Mãe
Viva a Mãe (instrumental)
És a Vida, Mãe
És a Vida, Mãe (instrumental)
Sente, Mãe
Sente, Mãe (instrumental)
Chegamos ao Fim
Chegamos ao Fim (instrumental)
Uma Despedida
Uma Despedida (instrumental)

Música em Grande… Nos Pequenos! (CD, 2006)

Claplease
Cangurus, Crocodilos e Passarinhos
Magia do Natal
Magia do Natal (instrumental)
Natal Europeu
Natal Europeu (instrumental)
Estátua… Já
O Dia do Meu
O Dia do Meu (instrumental)
Mãe
Mãe (instrumental)
Devagar… Depressa
Somos Finalistas
Somos Finalistas (instrumental)
Lullaby
Música (Sentida)

SimSom – Música enCantada (CD, 2014)

Cantar, Dançar, Cantar!
Cantar, Dançar, Cantar! (instrumental)
IM
Festa da Castanha
Festa da Castanha (instrumental)
PRO
Luz de Natal
Luz de Natal (instrumental)
Calor do Natal
Calor do Natal (instrumental)
VI
Big Band Body
Pai, Como És
Pai, Como És (instrumental)
Pai (A)Perto
Pai (A)Perto (instrumental)
SA
Mãe, Mar Azul
Mãe, Mar Azul (instrumental)
Mãe Poesia
Mãe Poesia (instrumental)
ÇÃO
Sou Finalista!
Sou Finalista! (instrumental)

Obras premiadas pela APEM

(disponíveis em cantarmais.pt)

Canção da Lua (2014)
Dia da Criança (2015)
O Degrau (2014)
O Gato (2015)

[ Lista facultada por Pedro Filipe Cunha publicada na Meloteca a 07 de julho de 2020 ]

Pedro Filipe Cunha, composição

Pedro Filipe Cunha, composição

Fátima Fonte

Lista de Obras

FÁTIMA FONTE

Título . Instrumentação . Data . Duração . Apresentações públicas (local, data e intérpretes)

Adormecer
Orquestra 2007 5’ Teatro Helena Sá e Costa (ESMAE), Porto (2007). Interpretação: Sinfonieta da ESMAE.

A Civilização
Soprano e ensemble 2007 9’ Primeiro prémio no “Concurso Internacional de Composição da Póvoa de Varzim” (2007). Interpretação: Ensemble Camerata Senza Misura e Raquel Camarinha (soprano).

Arabesco
Fagote 2007 3’ Encomenda da Antena 2/ RTP para o Prémio Jovens Músicos (2007).

Claro-Escuro
Eletrónica (tape) 2008 5’40 ESMAE (2008). “Festival Atlante Sonoro XXI”, Roma (2011).
Andaluz Ensemble 2008 8’30 Ensaio aberto na Casa da Música (2008). Interpretação: Remix Ensemble.

Verão
Orquestra 2008 5’ Alcoutim (Algarve, 2008). Interpretação: Orquestra do Algarve.

In the middle
Kamancha, Duduk, Tar, Qanun, Harp. 2011 5’ Workshop Atlas Academy 2011, Conservatório de Amsterdam. Interpretação: Elshan Mansurov (Azerbeijão, Kamancha), Gevorg Dabaghian (Arménia, Duduk), Elchin Nagijev (Azerbaijan, Tar), Bassem Alkhouri (Síria, Qanun), e Ernestine Stoop (Holanda, Harpa).
Lavava y suspirava Ensemble 2011 3’ Den Bosh (Holanda) e Concertgebouw Amsterdam (2011). Interpretação: Nieuw Ensemble.

Sul
Ensemble 2011 8’30 Conservatório de Amsterdam (2011); Interpretação: Nieuw Ensemble. Teatro Nacional de São Carlos (2019); Interpretação: Orquestra Sinfónica Portuguesa sob direção de Mark Simpson.

The Fountain
Vídeo e três vozes femininas 2012 14’ Conservatório de Amsterdam (2012). Interpretação: Fátima Fonte, Laura Polence e Magdalena Golebiowska.

Floating
Pequeno ensemble 2012 10’ Reggio Emilia (2012). Huddersfield Contemporary Music Festival (UK, 2012). Interpretação: Icarus Ensemble (Itália)

A bird in the garden
Orquestra e duas sopranos 2013 3’ Apeldoorn (Holanda, 2013). Gaudeamus Music Week (Holanda, 2013). Interpretação: orkest de ereprijs, Gosia Stencel (soprano) e Ginette Puylaert (soprano). Peça participante na Tribuna Internacional de Compositores 2018.

Música para o espetáculo de Storytelling “Speechless” Piano, vozes, e pequenos instrumentos 2013 50’ Ostadetheater (Amsterdam, 2013). Interpretação: Fátima Fonte com o coletivo Spindlevine.

Música para a peça de teatro “Uma Aventura no Espaço” do Teatro de Ferro Piano, vozes, pequenos instrumentos 2013 50’ Teatro do Campo Alegre (2013), Teatro Carlos Alberto, Teatro São Luiz, Espaço do Tempo (Montemor-o-Novo), Centro Cultural Vila Flor, entre outros (2013-2019). Interpretação: Fátima Fonte com o Teatro de Ferro.
Branca estais colorada Coro de vozes femininas 2013 5’ Menção Honrosa no Prémio Internacional de Composição Fernandes Lopes Graça (2013).

Opera buffa “A Querela dos Grilos”
Soprano, Barítono e grupo de câmara 2014-2015 50’ Libreto de Tiago Schwäbl.
Auditório de Esposende (2014), Teatro do Campo Alegre, Teatro Municipal Sá de Miranda, Auditório de Lousada, Auditório do Conservatório de Música de Coimbra, Festival Noite Branca em Braga (2015). Interpretação: Quarteto Contratempus com Job Tomé (barítono).
Auditório Vita, em Braga (2019). Interpretação: Ana Santos (soprano), João Barros (barítono), Ana Freijo (piano), Ana Oliveira (violoncelo) e Frederic Cardoso (clarinete).

Música para o espetáculo “ECO” do Teatro do Frio Harpa, Violoncelo, Violino e Flauta. 2017 15’ Parque de S.Paio, Vila Nova de Gaia (2017). Interpretação: Ana Isabel Oliveira (violoncelo), Sílvia Cancela (flauta), Angélica Salvi (harpa) e Henrique Apolinário (violino).

Era uma vez eu-alface
Orquestra e narrador 2018 14’ Conto de Tiago Schwäbl.
Teatro Nacional São Carlos (2018 e 2019). Interpretação: Orquestra Sinfónica Portuguesa e Mário Alves (narrador).

Breve desassossego
Orquestra, soprano e barítono 2019 6’40 Fundação Calouste Gulbenkian (2019). Interpretação: Orquestra Gulbenkian, Lara Martins (soprano) e Tiago Matos (barítono).

Coração acordeão
Soprano e piano 2019 11’ Encomenda da Miso Music Portugal. O’culto da Ajuda (2019). Interpretação: Duo Tágide – Inês Simões (soprano) e Daniel Godinho (piano).

Música para a curta metragem de animação “Ana Morphose”, de João Rodrigues
Violoncelo, Harpa e Flauta 2019 10’ Interpretação: Ana Isabel Oliveira (violoncelo), Sílvia Cancela (flauta) e Angélica Salvi (harpa).

Jorge Campos, à direita, com Renato Tomás e Rita Marques

SINOPSE BIOGRÁFICA

Jorge Campos é natural de Eiriz (Paços de Ferreira/Porto). A par da execução de Trompete na(s) Banda(s) Militar(es) do Exército, estudou Percussão (CNMLisboa), Direção de Coro/Orquestra (ESMLisboa) e Composição (ESMAE – Porto). A partir do Mestrado em Composição e Teoria Musical (ESMAE – Porto), tende a convergir uma grande parte da suas vontades e crenças para a composição, como também para a etnomusicologia e a direção musical.

Lista de Obras

Composições e transcrições

Nome, instrumentação, data, estreia, data/local, editora, entidade da encomenda

Três Miniaturas

trompete e piano, 1998, sem informação, edição de autor, ESMAE

Punctum II

clarinete e percussão, 2002, 2002, Teatro Helena Sá e Costa Porto, edição de autor, ESMAE Classe de composição/classe de conjunto

Extrahô

15 instrumentos 2003, 2003, Teatro Helena Sá e Costa – Porto, edição de autor, ESMAE Classe de composição/classe de conjunto

Estudo para Orquestra

orquestra, 2004, 19 e 20 de março 2004, Grande Auditório da Culturgest – Lisboa, 2º Workshop para Jovens Compositores Portugueses Emmanuel Nunes, Orquestra Gulbenkian (dir. Guillaume Bourgogne)

Erro Humano

música para teatro, 2004, 2004, Teatro Helena Sá e Costa – Porto, edição de autor ESMAE, José Carretas
(libreto e encenação)

Convergëre Ia

tuba e eletrónica, 2005, 2006, Teatro Helena Sá e Costa – Porto, edição de autor, ESMAE (João Coelho – Tuba)

8Tês

8 trompetes, 2005, 09 de 2006, Pfleeger Concert Hall – NJ. edição de autor Ensemble de trompetes de Lisboa (dir. David Burt) no International Trumpet Guild, NJ.

Multus

percussão e 8 sopros, 2006, sem informação, edição de autor, Filipe Simões (percussionista)

Prólogo

(trilogia de maxim), op. 45 – Shostakovich (1935), transcrição para banda, 2006, sem informação, edição de autor, Banda Sinfónica do Exército

Triplus

clarinete, trompa e percussão, 2007, sem informação, edição de autor, Bruno Cruz (trompista)

Convergëre Ib

oboé, 8 sopros de madeira e eletrónica 2007 06 de julho de 2007, Sala de Ensaio da Banda de Música Sinfónica do Exército, edição de autor, Recital final do 34ª CFS (Salvador Parola)

Prólogo

banda e eletrónica, 2008, 10 de outubro de 2008, Centro Cultural Olga Cadaval, Sintra, edição de autor Banda Sinfónica do Exército/Corvos

Intérlúdio

banda, narrador e eletrónica, 2008, 10 de outubro de 2008, Centro Cultural Olga Cadaval, Sintra, edição de autor, Banda Sinfónica do Exército/Corvos

Convergëre Ic

caixa e eletrónica 2009 sem informação edição de autor ESMAE

Praxis

– marcha militar banda, 2009, sem informação, edição de autor, Banda do Exército – Destacamento do Porto

Ciclo de Canções de Natal

coro, quinteto de metais e percussão, 2010, sem informação, edição de autor, Coro da Igreja de Eiriz, Paços de Ferreira/Reinaldo Campos (maestro)

Planus I

quinteto de trompetes, banda e eletrónica 2010, 09 de janeiro 2011, Teatro Municipal de Almada, edição de autor, Almost6/Banda Sinfónica da Guarda Nacional Republicana

Sinfonia Breve nº1

Álvaro Cassuto (1959) versão para banda, 2010, 09 de janeiro 2011, Teatro Municipal de Almada, edição de autor, André Granjo/Banda Sinfónica da Guarda Nacional Republicana

Planus II

flauta, banda e eletrónica, 2011, 27 de julho de 2011, Auditório do IASFA – Oeiras, edição de autor Banda Sinfónica do Exército/recital final do 38º CFS (Ivo dos Reis Nascimento)

Convergëre Id

Clarinete em Sib e eletrónica, 2011, 21 de janeiro de 2012, Museu da Música – Lisboa, edição de autor, Nuno Silva (solista da Metropolitana)

Três Mazurcas, op. 2 – António Fragoso (1914)

versão para ensemble de sopros, 2012, edição de autor, André Granjo (maestro)

Marcha do Pequeno Saltimbanco

banda, 2012, 09 de agosto de 2012, Póvoa de Lanhoso, edição de autor, Estágio de Orquestra de Sopros da Academia de Música – “em Diálogo”

Diálogos Ia

oboé, narrador e eletrónica, 2013, 18 de julho de 2013, ESML edição de autor Recital (Salvador Parola)

Relevos da Memória

– fantasia banda, 2009/2013, 08 agosto de 2013, Vila Pouca de Aguiar – Vila Real, edição de autor, Junta de Freguesia de Ancede/Banda Marcial de Ancede/II Estágio de Verão da Banda Musical de Pontido em colaboração com a Academia Portuguesa de Banda

Diálogos II

trompete em Sib, narrador e eletrónica, 2013, 12 de julho de 2013, Dias da Música Eletroacústica edição de autor, Diogo Neto/Dias da Música Eletroacústica (Jaime Reis)

Sinfonia Breve nº2 Álvaro Cassuto (1960)

versão para banda, 2014, edição de autor André Granjo

Divertimento para Banda

sobre o cancioneiro de Carvalhosa, PF, banda, 2014, 2015, Auditório Paroquial de Carvalhosa – Paços de Ferreira,
edição de autor, Junta de Freguesia de Carvalhosa – Paços de Ferreira/Banda do Exército – Destacamento do Porto

Status Quo

– marcha militar banda, 2014, sem informação, edição de autor, Banda do Exército – Destacamento do Porto

Diálogos Ib

ensemble de palhetas duplas, narrador e eletrónica 2014, 13 de novembro de 2015, Encontros Nova Música – Vila do Conde, edição de autor, OboéFagote Ensemble (Francisco Luís Vieira)

Interlúdio

(versão alargada) banda, narrador e eletrónica, 2015, 2016, Ciclo de Concertos Sons Ibéricos (VII), edição de autor, Orquestra de Sopros da ESML/Alberto Roque (maestro)

Doña Francisquita

– F. Romero, F. Shaw e Amadeo Vives (coro de românticos, 3º ato) 1923

transcrição para coro e banda, 2015, sem informação, edição de autor, Círculo Portuense de Ópera (José Eduardo Gomes)/Banda Militar do Porto

Cantique de Jean Racine – Gabriel Fauré (1865)

transcrição para coro e banda, 2015, sem informação, edição de autor, Círculo Portuense de Ópera (José Eduardo Gomes)/Banda Militar do Porto

Canção do Mar, variações “a la Charles Ives”

trompete e banda, 2018, sem informação, edição de autor, Cardoso & Conceição/Jorge Almeida (solista Orquestra Sinfónica Portuguesa do TNSC)

Diálogos Ic

duas flautas, violoncelo, narrador e eletrónica, 2018, edição de autor, OrnamenTrio (ESML)

O Mar dos Meus Olhos

declamador, trompete, piano e orquestra de cordas 2019, edição de autor, Homenagem a Beata Stachyra Costa

Memórias

soprano, banda e eletrónica, 2019, 31 de maio de 2019, Centro Cultural e Congressos – Caldas da Rainha, edição de autor, Escola de Sargentos do Exército/Academia Militar – Exército Português (Renato Tomás)

Requiem, W. A. Mozart – K.626

transcrição para coro, solistas e banda 2019, edição de autor, Associação de Cultura Musical de Lousada

Visconde

suite banda, 2020, edição de autor, Banda Marcial de Gueifães – Maia


(EN)

Born in Eiriz (Paços de Ferreira/Porto/Portugal).
At the same time performing trumpet in bands of the Portuguese Army, he studied Percussion (CNMLisboa), Choir/Orchestra Conducting (ESMLisboa) and Composition (ESMAE – Porto).
From the Masters in Composition and Music Theory (ESMAE – Porto), tends to converge to the universe “Wind Band, and its sections” (functionalities and the development of quality repertoire) a large part of their wishes and beliefs.

Sanfins de Ferreira, 07 de junho de 2020.

[ Lista facultada por Jorge Campos, publicada na Meloteca a 07 de junho de 2020 ]

Daniel Martinho, compositor

Lista de Obras

DANIEL MARTINHO

Título Categoria Musical Instrumentação Sintética Data Duração
Constellations Banda Dois Trombones Solo, Trombone Baixo Solo, Tuba Solo e Banda Sinfónica 2014
… para um “Prelúdio”… Banda 10 Trombones e 2 Tubas 2011 8′ 00″
Magnificat Coro (a cappella)/Conjunto Vocal Coro Misto 2009 10′ 00″
Barco Negro (Amália Rodrigues) Coro e Orquestra/Ensemble Coro de Crianças, Duas Guitarras Clássicas, Orquestra de Cordas 2012
Casa Portuguesa (Amália Rodrigues) Coro e Orquestra/Ensemble Coro de Crianças, Duas Guitarras Clássicas, Orquestra de Cordas 2012
Cavaleiro Monge (Mariza) Coro e Orquestra/Ensemble Coro de Crianças, Duas Guitarras Clássicas, Orquestra de Cordas 2012
Fado Curvo (Mariza) Coro e Orquestra/Ensemble Coro de Crianças, Duas Guitarras Clássicas, Orquestra de Cordas 2012
Feira de Castro (Mariza) Coro e Orquestra/Ensemble Coro de Crianças, Duas Guitarras Clássicas, Orquestra de Cordas 2012
Lisboa Menina e Moça (Carlos do Carmo) Coro e Orquestra/Ensemble Coro de Crianças, Duas Guitarras Clássicas, Orquestra de Cordas 2012
Os Putos (Carlos do Carmo) Coro e Orquestra/Ensemble Coro de Crianças, Duas Guitarras Clássicas, Orquestra de Cordas 2012
Rosa Tirana (Amália Rodrigues) Coro e Orquestra/Ensemble Coro de Crianças, Duas Guitarras Clássicas, Orquestra de Cordas 2012
Rosinha dos Limões (Artur Ribeiro) Coro e Orquestra/Ensemble Coro de Crianças, Duas Guitarras Clássicas, Orquestra de Cordas 2012
Canto Lúgubre Coro e Orquestra/Ensemble Coro Misto e Orquestra de Cordas 2009 11′ 00″
Sombras da dor Coro e Orquestra/Ensemble Percussionista, Guitarra Eléctrica, 2 Coros Mistos Solistas, Cravo e Órgão 2008 20′ 00″
Beyond the Void Música de câmara (de 2 a 8 instrumentos) Percussão e Electrónica 2020 25′ 00″
From the past into the light Música de câmara (de 2 a 8 instrumentos) 2Tubas, Piano e Bateria 2015
Three Fragmented Perceptions Música de câmara (de 2 a 8 instrumentos) Violino e Piano 2014
Três Miniaturas para Quarteto de Trompas Música de câmara (de 2 a 8 instrumentos) Quarteto de Trompas 2014
Batimento(s) Música de câmara (de 2 a 8 instrumentos) Trio de Saxofones 2012 10′ 00″
Antologia do Tempo: 1. Génese Música de câmara (de 2 a 8 instrumentos) Quarteto de Cordas 2010 6′ 00″
Memórias de um sonho Música de câmara (de 2 a 8 instrumentos) 4 Percussionistas 2009 9′ 00″
Satori Música de câmara (de 2 a 8 instrumentos) Flauta, Clarinete, Violino, Violoncelo, Piano 2008 12′ 00″
Tempo fragmentado Música de câmara (de 2 a 8 instrumentos) Clarinete, Fagote, Percussão, Piano e Contrabaixo 2007 10′ 00″
Concerto for Brass Música de câmara (+ de 8 instrumentos) Grande Ensemble de Metais 2014 9′ 00″
Antologia do Tempo: 2. Ritual – fluxo contínuo Música de câmara (+ de 8 instrumentos) 17 Instrumentistas 2010 8′ 00″
Ultimatum Futurista Música de câmara (+ de 8 instrumentos) 15 Instrumentistas 2010 17′ 00″
Cosmos Música de câmara (+ de 8 instrumentos) 17 Instrumentistas 2007 10′ 00″
Composição VII Música Electroacústica sobre suporte Electrónica 2009 9′ 00″
Visões de um sanatório Música Electroacústica sobre suporte Electrónica 2008 8′ 30″
Vaccum Música Electroacústica sobre suporte Electrónica 2007 7′ 30″
Despertar Orquestra Orquestra 2015 11′ 30″
Pedra Filosofal (Manuel Freire) Orquestra Orquestra Júnior 2011
Antologia do Tempo: 3. Apogeu Orquestra Orquestra 2010 8′ 00″
Despertar Orquestra Orquestra 2010 11′ 30″
Renascer. Vida, Morte e Sonho Orquestra Orquestra 2009 12′ 00″
Dual Mind Alignment: Solista(s) e Orq./Ens. e/ou Coro/Conjunto Vocal Saxofones Soprano, Alto, Tenor e Barítono, Orquestra e Electrónica 2016 30′ 00″
The Colour of a Time… Solista(s) e Orq./Ens. e/ou Coro/Conjunto Vocal Percussão e Orquestra 2015
Concerto para Contrabaixo Solista(s) e Orq./Ens. e/ou Coro/Conjunto Vocal Contrabaixo Solo e 15 Instrumentistas 2009 15′ 00″
– Breathe… Solo Clarinete Baixo e Electrónica em Tempo Real 2012 16′ 00″
Tema e DesConstruções Solo Tuba 2011 5′ 00″
Caleidoscópio Musical Solo Piano e Electrónica em Tempo Real 2009 9′ 00″
Canção da Eternidade Solo Violino 2009 5′ 00″
Dissimulação Solo Piano 2007 12′ 00″
Sonho Teatro Musical Ensemble, Narrador, Electrónica 2015 8′ 40″
4 Dramoletes Outros 2009

[ Lista facultada por Daniel Martinho, publicada na Meloteca a 05 de junho de 2020 ]

Daniel Martinho, compositor

Daniel Martinho, compositor

SINOPSE BIOGRÁFICA

Vasco M. N. Pereira (Lisboa, 1956), fez todos os estudos superiores de música em Espanha, onde frequentou os Conservatórios Superiores de Música de Badajoz, Sevilha e Real C. de Madrid, tendo-se especializado em Composição e Orquestração/Instrumentação. É fundamentalmente em Espanha que a carreira de compositor se desenvolve. Tem obras estreadas em toda a Europa e América. Com o compositor norte-americano Thomas Bramel, fundaram Three Essential Elements, organização dedicada à divulgação da música de câmara dos seus membros.

LISTA DE OBRAS

CANÇÕES

SOBRE TEXTO SACRO/LITÚRGICO

Ave Maria – Soprano ou Tenor e Piano, 2010 – Estreada em Albi – França na catedral de Notre Dame de la Drèche, pela soprano Sabine Steffan com o pianista francês Robert Graczyk, em 18 de Dezembro de 2010
Alma Redemptóris Mater * – Soprano ou Tenor e Piano, 2010
O Sanctissima * – Soprano ou Tenor e Piano, 2010
Agnus Dei – Soprano, Contralto e Piano, 2011
Tóllite pórtas, príncipes – Soprano e Piano, 2011
Pater Noster – Contralto e Piano, 2012
Pater Noster – Soprano e Órgão, 2012 – Estreia 5 de Outubro em Pruzków – Polónia, na Igreja de St. Kazimierz, soprano Anna Emanuela Politalska.
Stabat Mater – Soprano, Contralto, 2 Violinos, 2 Violas, 1 Violoncelo, 2012

* Estreadas a 16 de Setembro de 2011, na capela de Notre Dame de Grâce – Grazac – França, sendo soprano solista Sabine Steffan, acompanhada pela pianista russa Anna Ioussourova

CANÇÕES COM POEMAS DE AUTOR

AFONSO LOPES VIEIRA
Sonho – Soprano ou Tenor e Piano, 2003
Cantiga das tristes queixas – Soprano ou Tenor e Piano, 2003 – Estreada a 22/09/2006 na Biblioteca Joanina da Universidade de Coimbra – Soprano: Jacinta Almeida; Piano: Diego Ramos
Cantiga das flores do monte – Soprano, Mezzo-Soprano e Piano, 2003
As estrelas – Soprano ou Tenor e Piano, 2006
Dança do Vento – Soprano, Coro Misto e Piano, 2006 – Estreada em: Leiria, Teatro Miguel Franco, 05/02/ 2009, Solista: Jacinta Almeida; Coro: Trítono de Évora; Piano: Amadeu d’Oliveira
As velhas arcas – Soprano ou Tenor e Piano, 2007
Cantares dos búzios – Soprano ou Tenor e Piano, 2007
Ressurreição – Soprano ou Tenor, Piano e Declamador, 2007

FEDERICO GARCIA LORCA
Alta va la luna – Soprano e Piano, 2002
Serenata de Belisa – Soprano e Piano, 2002 (estreada no Ateneu de Badajoz, Espanha, 15/10/2002)
La Luna, Duas Canções sobre os Poemas: La Luna Asoma / Canción China en Europa – Soprano, Piano e Orquestra, 2003 – estreada no Teatro López de Ayala, Badajoz (Espanha), 26/10/2003
Nana del Caballo – Soprano e Piano, 2002 (estreada a 21/11/2003 em Olivenza, Espanha) a)

a) Soprano – Jacinta Almeida e Piano – Amadeu d’Oliveira

FERNANDO PESSOA
Se estou só – Soprano e Piano, estreada a 21/11/2003 em Olivenza, Espanha- Soprano – Jacinta Almeida e Piano – Amadeu d’Oliveira, 2003
O Amor – Contra-tenor, Flauta e Piano. Encomenda do flautista português João Paulo Ramos Marta e do contra-tenor holandês, Sytse Buwalda. 2013
Ao longe, ao luar, poema: Fernando Pessoa, soprano, oboé, clarinete, violino, violoncelo e piano, 2014

GLÓRIA DE SANT’ANNA
É o vento, soprano e piano. Estreada em Ovar no Centro Cultural, no dia 3 de Julho de 2011. Soprano – Jacinta Almeida e Piano – Amadeu d’Oliveira. 1993
O Pescador, soprano e piano. Estreada em Ovar no Centro Cultural, no dia 3 de Julho de 2011. Soprano – Jacinta Almeida e Piano – Amadeu d’Oliveira. 1993
Asas – soprano, clarinete em sib, saxofone alto, saxofone tenor, trompa em fá e piano. Estreada em Ovar no Centro Cultural, no dia 3 de Julho de 2011 pela Cameraʇta Ibérica – Quintet e Jacinta Almeida – Soprano. 2010
Mágoa – soprano, clarinete em lá, saxofone alto, saxofone barítono, trompa em fá e piano. Estreada em Ovar no Centro Cultural, no dia 3 de Julho de 2011 pela Cameraʇta Ibérica – Quintet e Jacinta Almeida – Soprano. 2010
Mar – Soprano, clarinete em sib, saxofone alto, saxofone barítono, trompa em fá e piano. Estreada em Ovar no Centro Cultural, no dia 3 de Julho de 2011 pela Cameraʇta Ibérica – Quintet e Jacinta Almeida – Soprano. 2010

LUÍS VAZ DE CAMÕES
Descalça vai para a fonte – soprano e piano, 2008
Perdigão perdeu a pena – soprano e piano, 2008
Verdes são os campos – Estreada por Rita Moldão em 12/04/2018.
Soprano e piano, 2008
Amor é fogo que arde sem se ver (Habanera) – soprano ou tenor e piano, 2012 – para o cantautor francês Eric Fraj
Prelúdio e Fado – Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades, soprano ou tenor, guitarra portuguesa, guitarra baixo (acústico) ou contrabaixo e piano. 2013

MANUEL MALHEIRO DIAS
Alcance – soprano e piano, 2007

PERO ANDRADE CAMINHA (1520? – 1589)
Vilancete XXXIX – Estreada no Ateneu de Badajoz, Espanha, 2002. Soprano e piano. 2001

RAFAEL ALBERTI
Adiós – Estreada no Ateneu de Badajoz, Espanha, 2002. Soprano e piano. 2002
Canto, Río, con tus aguas – Estreada no Ateneu de Badajoz, Espanha, 2002. Soprano e piano. 2001
Galope – Estreada no Ateneu de Badajoz, Espanha, 2002. Soprano – Jacinta Almeida e piano – Amadeu d’Oliveira. 2001
Madrigal de Blanca–Nieve – Estreada no Ateneu de Badajoz, Espanha, 2002. Soprano e piano. 2001

SANDRA ISABEL AMARO
Saudade – soprano e piano, 2009 estreada em 2014 no Luxemburgo por Cécile Bonnet – soprano e Kevin Tamanini – piano

MARIA ELENA WALSH (Argentina)
Ahora – soprano e piano, 2009

ANTONIO MACHADO
Cantares, soprano e 2 pianos, 2012

SÃO SILVEIRINHA
Ser Criança, soprano e piano, 2018
Outras liberdades, soprano e piano, 2018

SOROR VIOLANTE DO CÉU (1602 – 1693)
Amor, se uma mudança imaginada – soprano e piano, 2010
Se apartada do corpo doce vida – soprano e piano, 2010

MARIO BENEDETTI (1920 – 2009)
Calma Chicha – soprano e orquestra de cordas, 2010

RAMÓN DE CAMPOAMOR (1817 – 1901)
El busto de nieve – soprano e orquestra de cordas, 2010

MARQUESA DE ALORNA (1750-1839)
Eu cantarei um dia – soprano e piano, 2010

GUSTAVO ADOLFO BÉCQUER (1836 – 1870)
Rima LII – Olas gigantes – 2 sopranos e orquestra de cordas, 2010

SOROR MADALENA DA GLÓRIA (1672 – ?)
Tenho amor, sem ter amores – soprano e piano, 2010

ANÓNIMO FRANCÊS

Bonsoir madame la Lune – poema anónimo francês – soprano, coro a 3 vozes e piano, 2011 – Estreada a 16 de Setembro de 2011, na capela de Notre Dame de Grâce – Grazac – França. Soprano solista Sabine Steffan, acompanhada pelo coral “La Pupitre” dirigido por Christine Michiels acompanhadas pela pianista russa Anna Ioussourova
En passant dans un petit bois – poema anónimo francês, 2011
a) soprano e piano
b) soprano, coro a 4 vozes

ANTOINE VINCENT ARNAULT (1766 – 1834)
La feuille, soprano e piano, 2011

RENÉ CHARLES D’ORLÉANS (1394 – 1465)
Rondeau de Printemps – soprano, piano e coro a 3 vozes , 2011

ANNE DE MARQUETS (1533-1588)
Sonnets spirituels – III – soprano e piano, 2011
Sonnets spirituels – V – soprano, coro e piano, 2011

Canções sem palavras, Vocalis 1 – AH / À; 2 – U / OU; 3 – OH / Ô – Soprano e Piano, 2011

FRANCE GAUTIER (heterónimo de Sabine Steffan) – VII POÈME DE L’ÂME, 2012:

1) Une âme est posée – Soprano e Flauta solo, 2012
2) Je suis l’être secret – Soprano e Guitarra, 2012
3) Lumière de mes pensées – Soprano, Flauta e Guitarra, 2012
4) Berceuse « Clartés éteintes » – Soprano, Flauta e Guitarra, 2012
5) Alors l’âme s’endort – Soprano, Flauta e Guitarra, 2012
6) Le quêteur d’absolus – Soprano, Flauta e Guitarra, 2012
7) Prière de l’âme – Soprano, Flauta e Guitarra, 2012

VÍCTOR HUGO LIMÓN MANCILLA (Tijuana, México)
La tibia flor, baritono e piano, Novembro 2019

Mezzo-Soprano e Piano

Poemas de ANDREA PAES
Tenho saudades, 2016
Momento, 2017
As acácias, 2017
Inverno escandinavo, 2017
Outono, 2017
Poema cantado ao Wimbe, 2017
Quero viajar ao país de ti, 2017

Poemas de ALBERTO CAEIRO (heterónimo de Fernando Pessoa)
Leve, leve, muito leve, 2017
Olá, guardador de rebanhos, 2017

Poema de INEZ ANDRADE PAES
Tanta água, 2017

Poemas de ANDREA PAES e INEZ ANDRADE PAES
Mãe, 2 Poemas sobre a “Mãe”. 2017

SELMA MEERBAUM-EISINGER (1924-1942),
Ja, poema em alemão. 2017

BAIXO OU BARÍTONO E QUINTETO DE SOPRO

Partindo-se – Poema: João Roiz de Castel Branco (S. XV – XVI), 2010
Eu ontem vi-te … – Poema: Ângelo de Lima (1872 – 1921), 2010
Dá a surpresa de ser – Poema: Fernando Pessoa (1888 – 1935), 2010
Aquela nunca vista formosura – Poema: António Ferreira (1528 – 1569), 2010
Quase Outono, Quase Belo – Encomenda de Marina Pacheco, soprano. Sobre um texto de Paulo José Miranda, soprano, leitor e piano, 2013

SOPRANO E QUARTETO DE CLARINETES – ciclo Poesía Ibérica.
Ciclo de canções dedicado à soprano Valenciana María Velasco e ao Cuarteto de Clarinetes VERT:

Vaguedás – Poema em galego: Rosalía de Castro, 2012
El Frío del Invierno – Poema em espanhol: Joaquín Riñon, 2013
Falo de Ti às Pedras das Estradas – Poema: Florbela Espanca, 2013
La Barraca – Poema em valenciano: Teodor Llorente, 2013

As rosas – Poema de Machado de Assis (1839 — 1908), para quartetode clarinetes. Maio de 2014

7 Canções para Soprano, Quinteto de Cordas* e Piano – Ciclo dedicado à cantora brasileira Ana Luísa Ramos, sobre poesia Luso-Brasileira:

1. Saudades, canção para soprano, quinteto de cordas e piano. Poema de Casimiro de Abreu (1839 – 1860). Setembro de 2015
2. Mãos de Prata, canção para soprano, quinteto de cordas e piano. Poema de Inez Andrade Paes. Outubro de 2015
3. EU… , canção para soprano, quinteto de cordas e piano. Poema de Florbela Espanca. Outubro de 2015
4. Amar e Ser Amado, canção para soprano, quinteto de cordas e piano. Poema de Castro Alves. Novembro de 2015
5. Dormes… , canção para soprano, quinteto de cordas e piano. Poema de Olavo Bilac (1865-1918). Janeiro de 2016
6. Lua, canção para soprano e quinteto de cordas. Poema de Inez Andrade Paes. Janeiro de 2016
7. Os Amigos, canção para soprano e quinteto de cordas. Poema de Eugénio de Andrade. Janeiro de 2016
* Violino I e II, Viola, Violoncelo e Contrabaixo

Canções para a soprano Ana Luísa Ramos:

Irene no Céu, canção para soprano e piano. Poema Manuel Bandeira. Maio de 2020
Sagres, canção para soprano e piano. Poema de Mário Alves de Oliveira. Maio de 2020

Soprano Solo “ a capella”

Le Canzone di Sarastro, Soprano solo com interacção do público e sons electrónicos. Sobre dois poemas originais: “Castilla” – Gabino Alejandro Carriedo – “Le Canzone di Sarastro” – Roberto Brancati; duas melodias tradicionais: Milho Verde; Tarantella Napoletana; a Ária da Ópera “Carmen” de Georges Bizet: L’amour est un oiseau rebelle. Dezembro de 2012.

Arranjos para cantor/a solista e piano de melodias tradicionais

Vós chamais-me moreninha, 2004
O Verde-gaio é maroto, 2004
O milho da nossa terra, soprano e piano, estreada em 2014 no Luxemburgo por Cécile Bonnet – soprano e Kevin Tamanini – piano. 2004
Meu coletinho aos ramos, 2004
2 canções populares – “En esta plazuelita” “Olha o velho” – Soprano, Violoncelo e Piano, 2004 – Estreada em Badajoz, “Sala Esteban Sánchez”, Abril 2005
Senhora do Almurtão, soprano e piano, tradicional de Idanha-A-Nova, Beira-Baixa, Portugal, 2007
Meus olhos van per la mare, Anónimo dos Séc. XVI, soprano e piano, 2007
Camino del Indio, Popular de Argentina, soprano e piano, 2009
Senhora do Almurtão, mezzo-soprano e piano, tradicional de Idanha-A-Nova, Beira-Baixa, Portugal, 2017

MÚSICA CORAL

CORO MISTO – TEXTO EM LATIM

Miserere Mei, Deus
Alma Redemptóris Máter
Tóllite
Ave Maria
Kyrie eleison, para coro, órgão e violoncelo
Stabat Mater
Magnificat, 2019

CORO MISTO A 4 VOZES

Prece – Poema: Glória de Sant’Anna, 1995
Branca estais e colorada – Gil Vicente (1465? — 1536?), 2009
Brisa – Poema: Sandra Isabel Amaro, 2009
Palavras – Poema: Glória de Sant’Anna, 2010
Pode-me ventura dar … – D. Goterre Coutinho S. XVI C., 2010
A Magia do Cante Alentejano – Poema: Rosa Guerreiro Dias, 2014
Gaivota, – Poema: Rosa Guerreiro Dias, 2014
A vinda de Jesus, poema: Rosa Guerreiro Dias, 2014

HARMONIZAÇÃO de melodia tradicionais e populares

Arco do meu adufe – Popular Portuguesa, 1995
Olhos negros – Popular Portuguesa, 1995
Milho da nossa terra – Popular Portuguesa, 1996
Josezito, Popular Portuguesa, Soprano solo, SATB, 2007
Mangerico Popular da Beira Alta – S. solo, C. solo, SATB, 2007
No meio do Mira, S. A. T. solo, T. B. , popular, 2007
Canção de Romaria – Popular Portuguesa, 2007
Regadinho – Popular Portuguesa, 2007
Sisirão – Popular Portuguesa, 2007
São coradinhas – Popular Portuguesa, 2008
Camino del Indio – Popular Argentina, 2009
Dom Solidom – SSATB, Popular da Estremadura, 2009
José embala o Menino – Popular Portuguesa, 2010
Saias, 1ª versão mais elaborada e 2ª versão simplificada – Melodia tradicional de Campo Maior, 2010
Ran Plan Plan – Anónimo Francês, 2011
Dorme, dorme meu menino, tradicional – Açores, 2014
Glória, Glória, Aleluia, anónimo, 2014
Portas d’Elvas – Popular Portuguesa, 2015
O chapéu novo, Popular de Elvas – Alentejo, 2015
Canção do Mar, Letra: Frederico de Brito, Música: Ferrer Trindade – Fado, 2015
Les Feuilles Mortes (1945) – Música: Joseph Kosma, Letra. Jacques Prévert, 2015
Tres hojitas, madre, popular espanhola, Tenor Solo e Coro Misto a 4 vozes, 2016
A camponesa, Tradicional / Popular de Elvas, 2016
Tres hojitas, madre, popular espanhola, coro masculino – TTBB, 2016
Minha mãe me deu um lenço, SATB, Tradicional – Alentejo (Serpa), 2016
Hymno do Senhor Jesus da Piedade, Música: Mário Sampayo Ribeiro, Letra: Alfredo Gameiro. Harmonização: SATB, 2016

CORO MASCULINO

Quotidianos, 8 vozes indistintas, 2008
Ó meu Menino Jesus, Coro de 8 Vozes Masculinas – 4 Tenores, 2 Barítonos, 2. Baixos, tradicional – Alentejo, 2014
Meu amor me deu um lenço, tradicional – Alentejo (Serpa), TTBB, 2014
É o vento, arranjo para coro a 4 vozes iguais, TTBB, da canção homónina sobre texto de Glória de Sant’Anna, 2016
Palavras, Poema: Glória de Sant’Anna. Maio de 2016

CORO MISTO COM PIANO

Meus olhos van per la maré – Anónimo S. XVI, 2008
José embala o Menino – Popular Portuguesa, 2010
Moda da Vindima – Popular Portuguesa, 2010
No meio do Mira – Popular Portuguesa, 2010
Regadinho – Popular Portuguesa, 2010
Senhora do Almurtão – Popular Portuguesa, 2010
Vira – Popular Portuguesa 2010
Villancico de la Vera de Cáceres, Extremadura – España, 2019

VÍCTOR HUGO LIMÓN MANCILLA (Tijuana-México), 4 poemas:

El camino, Coro Misto e Piano. Agosto de 2019
Hoy Pasaste, Coro Misto, Piano e Percussão. Agosto 2019
Nocturno, Coro Misto e Piano. Agosto de 2019
Sueños, Coro Misto e Piano. Agosto de 2019
La Memoria, Coro Misto e Piano. Setembro de 2019

CORO MISTO A 3 VOZES

Saias – Popular Portuguesa, Campo Maior – Soprano, Contralto, Barítono, 2010
Não se me dá que vindimem – Popular Portuguesa, Castelo Branco – Soprano, Alto, Baixo, 2010
No Meio do Mira – Popular Portuguesa – Soprano, Alto, Barítono, 2010
Ó Meu Menino Jesus – Popular Portuguesa – Soprano, Alto, Barítono, 2010

CORO FEMININO

Huayno – Inca, Peru – Soprano I, II, Contralto e Percussão, 2011
Pajarito que cantas en la laguna – Popular da Espanhola (Extremadura) – SA, 2011
José embala o Menino – Popular Portuguesa – SSAA. Estreia em Janeiro de 2013 pelo “Coro Feminino de Lisboa”. 2012
Ó Meu Menino Jesus – Popular Portuguesa – SSA, 2012
Vocalius, SSAA, 2013
Dorme, dorme meu menino, tradicional – Açores, SSAA, 2014
Meu amor me deu um lenço, tradicional – Alentejo (Serpa), SSAA, 2014
Tempo Sonoro – Os Relógios – coro feminino, relógios de carrilhão e despertadores ou sons electrónicos e leitor/declamador : Voz 1, 2, 3, 4 ou voz previamente gravada. Coro diviso in: SSAA – VOZ 1, 2, 3, 4; 2014
Tres hojitas, madre, popular espanhola, SSAA, 2016

MÚSICA DE CÂMARA

FLAUTA SOLO
Obras dedicadas à flautista italiana Rita D’Arcangelo:
Atlântico, estreada a 1 de Outubro de 2013 em Tóquio – Japão e gravada no CD “Inspyred by Rita D’Arcangelo”. 2012
Katabatikos, para Flauta Contralto / Alto Flute. Setembro 2019

Obras dedicadas ao flautista espanhol Antonio Berdonez:
Instantâneos, 2013
Haikus (haikai), para Flauta Contralto / Alto Flute, Julho 2019

Brisa – Breeze, obra encomendada pela flautista Myriam Hidber Dickinson, I – A brisa fresca / The cool breeze ; II – brisa de verão / summer breeze; III – brisa de montanha / mountain breeze; IV – brisa outonal / autumn breeze; Junho 2019

VIOLONCELO SOLO
Chuva – 2004

VIOLINO SOLO
Serenata, em três andamentos: Moderato, Allegro, Vivo

CLARINETE SOLO
Vagueando pelo campo, I – Vagueando por um campo de erva seca; II – O som da água; III – O canto da cotovia; IV – Apesar do nevoeiro o monte é belo; V – Caminhando sobre a erva fresca. Dedicado ao seu amigo, o clarinetista valenciano Salvador Navarro. Setembro 2019

GUITARRA SOLO
Serenim, dedicada ao guitarrista Fernando Hernández Leon. Dezembro 2016

HARPA SOLO
Impromptu per Arpa, Março 2016
Nome em branco – Toccata para Harpa, Allegro – Allegro Vivace – Presto. Julho 2019

PIANO SOLO

A Oliveira da Serra – 6 variações sobre um tema popular português, 1995
Variações Beirãs – Piano, 1996
Retratos – partita – I – Andante molto (Quasi Allegro) II – Tempo di Valse III – Allegretto IV – Giga, 1996
Pequeno Nocturno, 1999
Quadrivium, I – A la Fado; II – A la Débussy; III – A la Chopin; IV – Espanholeta. Estreada no Teatro López de Ayala de Badajoz – Espanha, 2001 – Pianista: Mariana Gourkova. 1999
Esboços – I Allegro; II Andante, 2004
4 Momentos Musicais: I – Mal me quer, bem me quer; II – Ar de Dança, 1; III – Ar de Dança, 2; IV – Adeus, 2008
Entardecer – I Allegretto; II Moderato; III Adagio/Allegro – estreada a 16 de Julho de 2013 em Assis-Itália. Pianista: Natalia Mogilevskaya – 2006
Música para jovens músicos, 10 Pequenas peças para piano, 2006
Momento Musical, I – Mal me quer, bem me quer; II – Ar de Dança; III – Ar de Dança II; IV – Adeus. Maio de 2008
Impressões Tarnianas, estreada a 16 de Julho de 2013 em Assis-Itália. Pianista: Natalia Mogilevskaya – 2012
Chant d’amour et tristesse d’un migrant, Junho de 2015
Mãos De Prata, Maio de 2015
Barcĭna, Julho 2016
Lua de vento, Fevereiro 2017
Elbax, obra dedicada à cidade de Elvas. Março 2017
Reminiscências, Suite para cravo ou piano / for harpsichord or piano 1. Espanholeta 2. Canção 3. Vira, Março 2020
Música para um tempo incerto, gravada em vídeo por Véronique Bracco – https://youtu.be/Jio2z8mnwkQ – 21/03/2020
Três por Quatro, Maio de 2020

DUOS

Ainigmas – Fantasia para violino e piano – Violino solo e piano, 1996
Inquietudes – Harpa e Flauta, 1997
O Sonhador, trompa e piano. Dezembro 1998
Saudade – Clarinete em Sib e Piano, Allegro – Andante – Allegro. Estreada em 21 de Abril de 2006 em Badajoz, pelo clarinetista espanhol Alfonso Pineda e pelo pianista mexicano Manuel Escalante. Fevereiro 2002.
Simetrias – 2 pianos, Julho de 2004
Rêverie, flauta e piano, Agosto de 2014
Quercus Robur, Flauta e Guitarra, Julho 2014
Riacho, Harpa e Flauta – Harp and Flute, Agosto de 2016
“O Fillii et Fillæ” – VI Variações sobre a melodia gregoriana “O Fillii et Filliae” para Harpa e Violino, Maio de 2017
Ceres, Flauta e Piano / Flute and Piano, Maio 2017
N236-1, In Memoriam. Piano e Guitarra. Junho de 2017
Mazurka, Variaciones sobre la Mazurka de Juan Perez Ribes, clarinete e piano, Julho de 2017
Piazzolando ou Libertando o Tango, 2 pianos. Dedicado ao Piano Duo Specchio. Janeiro de 2017
Athens, Clarinete em Sib e Acordeão – Clarinet in Bb & Accordion, Março 2018
Dueto para a Amizade, Guitarra e Contrabaixo, Janeiro 2019
Music for sculptures, by violin and clarinet in Bb, based on the Sculptures of Kelly Athanasiadou – Entelechy, Matrix, Square Thinking of a Chaotic Mind, Hypercube. Junho 2019
A dádiva da existência, Flauta & Piano, Maio 2020

TRIOS

Serenata Alentejana – 1ª Versão: 2 Guitarras e Guitarra Baixo ou Contrabaixo; 2ª Versão: 2 Acordeões. 2007
30 Segundos – 6 Peças para Oboé ou Flauta e Piano. 2010
Aquém-Tejo, Suite – Ouverture, Air Andalousian, Chanson d’Amour, Air de Giga; Trio – Violino, Violoncelo e Piano. 2012
Ar de Dança, Guitarra Portuguesa, Baixo e Piano. Junho de 2013
Fado Al Jazz – Guitarra Portuguesa, Guitarra Baixo ou Contrabaixo e Piano. 2013
Suspiros da terra e do mar, Violoncelo e Piano. Junho 2014
Pedrógrão Grande (EN236-1) In Memoriam, para 3 Harpas, Junho de 2017
“O Fillii et Fillæ” – VI Variações sobre a melodia gregoriana “O Fillii et Filliae” para Harpa e Violino, Maio de 2017
Três danças e um poslúdio – Flauta, Bandolim e Violino. Janeiro de 2018
Sobre a Água / Dentro Dela / Anda uma Ponte, Clarinete em Sib, Viola, Piano. Encomenda do clarinetista valenciano, Salvador Navarro. Janeiro de 2020
Sobre as sombras, Flauta, Harpa e Piano. Março 2020

Dedicado a Galan Trio, Violino, Violoncelo e Piano, Grécia:
Terra de Mar, gravado no CD Switch. Estreia a 14 de Dezembro de 2017 em Atenas. 2015
A Sight To Ararat, Variation – theme David Haladji , Estreia a 14 de Dezembro de 2017 em Atenas. Agosto 2017
“A” – Alfa / Alpha / A α de/from Ararat, Janeiro 2019

QUARTETOS

O Gaiteiro, para Flautim, 2 Flautas e Flauta em Sol. Janeiro de 2000
Monda – Quarteto para Clarinete em Sib, Violino, Violoncelo e Piano, 2001
Sol de Maga – Allegro – Andante – Allegro, Quarteto de Cordas com Piano, 2002
Ad Septem Aras – Quarteto de Cordas Op. 1: Violino I e II, Viola e Violoncelo, 2003
Simetrias – 2 Pianos, 2004
Fadossambeado, dedicada ao Quarteto de Clarinetas Omega – Brasil, Março de estreia 3 de Julho de 2014 em Brasília (Brasil). 2014
Triquetra, Quarteto de Saxofones – Saxophon Quartett. Dedicado ao quaretto italiano Triskeles. Julho 2018

Obras expressamente compostas para o Cuarteto de Clarinetes VERT (Valencia – Espanha):
BEET, estreada a 8 de Novembro de 2011 no Palau de la Música de Valencia pelo próprio quarteto, editada pela Brotons & Mercadal, Llevant Edicions Musicals, SL de Valencia – Espanha e, gravada pelo próprio quarteto no seu CD “ESENCIAS 2”. 2011
Promenades – Suite – 1. à la campagne 2. en charrette 3. à la mer 4. pour le Guadiana. Gravada no CD “Esencias 3”. Estreia a 11 de Abril de 2014 em Carcaixent, Valencia (Espanha). 2012
Carnavalescas – Gravada no CD “Esencias 4 – DiVERTisiones”. Fevereiro 2016
1, 2, 3 … 5 Minutos de Música, Novembro de 2019

QUINTETOS

Quinteto Op. 2 – Saxofones Soprano, Alto, Tenor, Barítono e Piano, Allegro Moderato, Adagio, Allegro. 2000
Os Cinco Elementos – Quinteto de sopro, 2010 – Obra em cinco andamentos para o quinteto italiano “I Cinque Elementi Wind Ensemble”, estreada en Graves – França em 27 de Julho de 2010
Suite Miniatura – Quinteto de Sopro sobre temas tradicionais portugueses, 2010
Mediterraneando – Variações sobre o o tema Mediterrâneo. Homenagem a Juan Manuel Serrat. Para Pax Julia – 1 clarinetin Bb, soprano sax, alto sax, horn in F & bassoon. Março de 2020.

ENSEMBLES

Jogos percutivos I, para 3 trompetes, 4 trompas, 3 trombones, timbales, caixa, temple bloks, xilofone, vibrafone, marimba, marimba baixa e bombo. Julho de 2005
Jogos percutivos II, para flautím, flauta, oboée, clarinete em si bemol, saxofone soprano, saxofone alto, saxofone tenor, saxofone barítono, fagote, 2 trompas, timbales, triângulo, caixa, maracas, caixa chinesa, xilofone, vibrafone, marimba, marimba baixa, pandeireta, bombo e contrabaixo. Julho de 2005
Jogos percutivos III, timbales, caixa, temple bloks, glockenspiel, xilofone, vibrafone, marimba, marimba baixa, bombo e orquestra de cordas. Julho de 2005
Fantasía Campestre I ou Impressões sobre uma tarde chuvosa de Primavera
Flauta, Oboé, Clarinete em Sib, Fagote, Trompa em Fá, Trompete em Sib, Timbales, Percussão – (caixa chinesa ou clavas e Tambor militar), Harpa, Piano, Violino I e II, 1 Viola, 1 Violoncelo e 1 Contrabaixo, Março 2008
Sinfonietta para um Ensemble – A Rondeau in Jazz style, 2009
1ª Versão: Flauta, Clarinete em Sib, Clarinete Baixo em Sib, Saxofone Alto, Tuba, Vibrafone, Percussão, Piano e Acordeão
2ª versão: Clarinete em Sib, Saxofone Alto, Piano e 2 Acordeões
Paisagens, Suite par un ensemble à cordes – Guitarras I, II, III, 2 Violoncelos e 1 Contrabaixo. Dezembro 2013.
Graffitto Sonorum, Flute, Clarinete in Bb, Glockenspiel, Vibraphone, Snare Drum, Piano, 2 Violins, 1 Viola, 1 Cello, Março/Mars 2014
Fantasia Campestre II , Flute, Oboe, Clarinet in Bb, Bass Clarinet, Basson, Horn in F, Xylophone and Piano, Janeiro de 2014
Mediterranescas Variações sobre 3 temas populares: “Barco Negro, Mediterrâneo e O Milho da Nossa Terra”. Marimba, Bongós, Piano, Acordeão, Violino & Contrabaixo Janeiro de 2019
Fantasia concertante, obra composta sobre dois temas populares portugueses, “Senhora do Almurtão” e “Cantar Alentejano”. 2012
Mar Falante, I cantata de Cantoriana Marítima – Trilogía poética-musical sobre as Descobertas Marítimas: – para Soprano, Coro Feminino* e Clarinete em Sib, 2 Saxofones (S., A., T. ou BAR.), Trompa em Fá e Piano, sons electrónicos previamente gravados. Libreto: Inez Andrade Paes. Outubro 2011
Cantares Alentejanos, Suite de melodias e cantos alentejanos para: – Soprano; Mezzo-soprano; Coro Misto (mínimo 20 cantores); Coro Masculino Alentejano; Piano; 1 Flauta transversal/Flautim; 1 Oboé; 1 Clarinete em Sib; 1 Saxofone Alto; 1Trompa em Fá; 2 Violinos; 1 Viola de Arco; 1 Violoncelo;1 Contrabaixo; 2 Timbales, Triângulo, Caixa de Rufo, Pandeireta, 1 Tambor grande, 1 Tambor pequeno e Bombo, 2009
Sharing Rays of Light, (based on Bible texts ) for Soprano, Mixed Choir, Viola, and Piano. In 4 Parts – The Lord is my rock – Live as children – Sing with joy – A song of ascents. November 2018
Stabat Mater, soprano, mezzo-soprano/contralto 2 violinos, 2 violas e 1 violoncelo. Texto latino do século XIII. Estreia Outubro de 2016, na Sé de Elvas. Solistas: soprano – Rita Moldão, mezzo-soprano – Cátia Moreso, acompanhadas por um quinteto formado por antigas instrumentistas da sua Orquesta Luso-Española: Sara Álvarez-Borbolla, Beatriz Caballero, Rosa Escobar, Teresa González e Teresa Garcia.

ORQUESTRA DE CORDAS
Jogos Infantis, Rapsodia sobre um tema popular português, estreada em Portalegre (Portugal),1996
Luz – Allegro Moderato; Adagio; Moderato, 1999 estreada em Elvas (Portugal), Maio de 1999
Ensaio Sinfónico – I Allegro Moderato, II Andante, III Scherzo, IV Allegro, 2001
Cinq Méditations sur la Beauté, Dezembro de 2013

ORQUESTRA DE CÂMARA
Ungaresca – 1999
Crepúsculo, 2002
Flores do Verde Pino – 2003
4 Melodias Populares Portuguesas – O milho da nossa terra; O Verde-gaio é maroto; Vós chamais-me moreninha; Meu coletinho aos ramos – 2004

SOLISTA E ORQUESTRA
Concerto Op. 1 – Piano e Orquestra Sinfónica, 1996
Concerto para um dia – Op. 2 – Violino Solo e Orquestra Sinfónica,1998
Concerto Op. 3 para Flauta transversal – Flauta e Orquestra de Cordas, 2001

ORQUESTRA SINFÓNICA
Lusitania ( Poema Sinfónico ),1994
O voo do pássaro, 2003
Bolero, 2004
Carrossel, 2004
Suite de Valsas, 2004
Flores de papel, 2005
Guadiana entre duas pontes – Suite (I – Brisa no rio II – Dança das águas do rio III – A rã saltadora e o pato nadador IV – Entre duas pontes – Final). Estreada no Mosteiro dos Jerónimos de Lisboa, em 30 de Abril de 2006 pela Orquesta Luso-Española. 2005
Ladainha, 2005
Dies irae, tema com variações, 2008

BANDA
Suite Ibérica, 1998, Revisão 2006
Barqueiro do Mira, 2008
Mandragora Autumnalis, 2012
Swingist – (this is swing) for Band, Variações sobres 2 temas de Jazz: Minor Swing & Les Yeux Noir. Abril de 2014.

BALLET
FRATRES, Ballet em 3 Actos. Para Coro Misto, Piano, Quinteto de Sopro e Percussão. Libreto de Fernando Luís C. S. Antunes. Em Composição.

ÓPERA

Splintered Flashes – Libretto by Michael Herrschel. Cast: Soloists: Soprano • Baritone; Narrator/Diseur – Speech synthesis / synthesized voice; Choirs: Female Choir 1 (8 voices – SSAA), Female Choir 2 (8 voices – SSAA), Male Choir (8 voices –TTBB); Orchestration: Timpani, Wind Chimes, Maracas, Claves, Wood Block, Temple Block, Timbales, Snare Drum, Bass Drum, 2 Glockenspiel, 2 Xylophones, 2 Vibraphones, 2 Marimbas, Electric Guitar, Electric Bass (Guitar), Piano, Celesta, Violin, Viola and Cello. April 2018
A Savage Regard, libretto by Maxine Frost – em composição
Obras compostas conjuntamente com o compositor norte-americano Thomas Bramel:
Fratris Divertimento, para Pax Julia – Wind Quintet (1 Clarinet in Bb, 2 Saxophones, 1 Horn & 1 Bassoon). Fevereiro de 2020
diVERTsion, dedicado ao Cuarteto de Clarinetes Vert. Maio de 2020

ARRANJOS

Cameraʇta Ibérica e Pax Julia Ensemble:

Rumanian Folk Dances, Béla Bartok.
Suite Nº 3 de J. S. Bach
Brandenburg nr 2 de J. S. Bach
Sonata II a 5 Op. 2 Nº. 3 Tomaso Albinoni (1671 – 1751)
12 Contredanses for Orchestra, WoO 14 Serie 2 Nº 17, Ludwig van Beethoven,
Marcha Turca – Beethoven
Quintett für Oboe, 3 Hörner und Fagott, Beethoven
Fandango – Bocherini
Househlod Music – Vaughan Williams
MR. Sandman, Lyrics and Music: Pat Ballard, Maio de 2020
Etc.

PARA HARPA E FLAUTA
La Mendiga, de Enrique Granados
La Huérfana, de Enrique Granados
PARA ORQUESTRA DE CORDAS
La Mendiga, de Enrique Granados*
La Huérfana, de Enrique Granados*

PARA SOPRANO, PIANO E ORQUESTRA SINFÓNICA
Torna a Sorrento, Canzone Napolitana*
O sole mio, de E.D. Capua*
Chora Videira, de Frederico de Freitas*
Canção da vindima, de Joly Braga Santos*
Aquella moça, de Luís de Freitas Branco*
Azulão, de Jayme Ovalle*
Mattinata, de R. Leoncavallo*
Non ti scordar di me, de E. D. Curtis*
* Estreadas no Teatro López de Ayala de Badajoz a 26 de Novembro 2003
PARA ORQUESTRA SINFÓNICA
Suite Manchega, Suite para Banda Sinfónica de Juan Pérez Ribes, estreada em Larache, Marrocos, Abril 2002
PEÇAS PARA ORQUESTRA ORFF
POPULAR TRADICIONAL
A caminho de Viseu, Popular da Beira, Portugal
A Ram Sam Sam, Popular Árabe
Ame, fure – Tradicional do Japão
Ani Kuni – Popular Índia
Canção da Canoa – Popular Inglesa
Cai Neve – Popular Francesa
Cânone Ucraniano – Popular da Ucrânia
Dorme, dorme meu menino – Popular de Viseu-Beira, Portugal
Fray Martin – Popular Espanhola
God rest ye merry – Popular Irlandesa
Haidom – Popular Checa
O Balão do João – Popular
Senhora do Almurtão – Popular da Beira Baixa, Portugal
Sisirão – Popular Portuguesa
Pot-pourri sobre 3 melodias portuguesas: Papagaio Loiro; Eu fui ao Jardim Celeste; As Pombinhas da Cat’rina
Caminito del Índio – Popular da Argentina

AUTOR CLÁSSICO
Beata Víscera – Pérotin (Séc. XII)
Canção do Amanhecer e Dança – João Sebastião BACH
Canticorum Jubilo – George F. Haendel (1685 – 1759)
Gagliarda – Jean Baptiste Lully (1633 – 1687)
3 Pequenas peças de Kabalevski – Pequena Canção; Pequena Polka; Pequena Marcha – Kabalevski
Melodia de Schumann – Robert SCHUMANN (1810 -1865)
Cânone de PACHELBEL (1653 – 1706)
“Sinfonia dos Brinquedos “ Minuetto – Johann Georg Leopold Mozart (1719 –1787)

ORIGINAIS

Canção Chinesa – Flauta 1 e 2, Triângulo, Bloco de 2 Sons, Clavas, Caixa Chinesa, Jogo de Sinos Soprano, Xilofone Soprano, Metalofone Soprano ou Jogo de Sinos Contralto, Metalofone Contralto, Xilofone Baixo 1 e 2, Pandeireta
5 Canções sem Palavras – Flauta Soprano 1/2, Triângulo, Pratos, Bloco de 2 sons, Maracas, Pandeireta, Caixa chinesa, Bongós, Tamborete, Jogo de sinos 1/2, Metalofone 1/2/3, Metalofone Baixo, Xilofone Soprano 1/2/3, Xilofone Baixo
Ritmos assimétricos I – Triângulo, Prato com baqueta de feltro, Caixa chinesa timbre agudo, Prato com baqueta de madeira, Clavas, Bloco de 2 sons, Guizeira, Bongós, Triângulo, Tamborete médio, Tamborete grande

OBRAS PARA CONJUNTO DE FLAUTAS DE BISEL BARROCAS
Dindirindin, Anónimo – para trio de flautas soprano com acompanhamento de percussão
Más vale trocar – Juan del Encina (séc. XVI) – SAAT*
Lascia ch’io pianga – G. F. Haendel – SAT
De donde venis amores – Juan Vasquez (séc. XVI) – SAAT
Morning has broken, tradicional irlandesa – SSSAT
Belle qui tiens ma vie – Pavanne, Thoinot Arbeau (1520-1595 ) – SAAT
Ani Kuni, tradicional americana – SAT
El Condor pasa, tradicional do Peru – SAT
Petite Sonate – Menuet, Wilton – 2 Flautas Soprano
Ritmos assimétricos II – Clavas, Caixa chinesa, Tamborete, Triângulo, Bongós, Bloco de 2 sons, Tamborete grande
Rondó em Sol Maior – – Flauta de Bísel Soprano 1 e 2, Jogo de Sinos Soprano e Contralto, Xilofone Soprano, Xilofone Contralto, Metalofone Soprano, Metalofone Contralto Metalofone Baixo, Xilofone Baixo

*S = Soprano; A = Contralto; T = Tenor

Fundador de:
– Orquesta Luso-Española – 1996 a 2006;
– Ensemble de Flautas Barrocas – 2008 a 2012;
– Cameraʇta Ibérica em 2010 a 2019;
– Pax Julia (Ensemble), 2019.

Está editado pelas editoras de música impressa Brotons & Mercadal Edicions Musical SL, ou pela sua subsidiária Music Valls S.L.

C.M. 30/05/2020

[ Lista facultada por Vasco Pereira, publicada na Meloteca a 05 de junho de 2020 ]

Vasco Pereira, compositor

Vasco Pereira, compositor

João Pedro Oliveira, compositor

SINOPSE BIOGRÁFICA

João Pedro Oliveira ocupa o cargo de Corwin Endowed Chair na Universidade da Califórnia em Santa Barbara. Estudou orgão, composição e arquitetura em Lisboa. Concluiu o doutoramento em Música na Universidade de New York em Stony Brook. Sua música inclui composições orquestrais, música de câmara, música eletroacústica e vídeo experimental. Recebeu mais de 50 prémios internacionais pelas suas obras. Publicou diversos artigos em revistas nacionais e internacionais, e escreveu um livro sobre teoria analítica da música do século XX.

www.jpoliveira.com

LISTA DE OBRAS

WORK LIST

Opera

Patmos. Opera; 1990. 45’

Orchestral / Choral

Tessares. Orchestra; 1991. 19’
Visão. Soprano and Orchestra, electronics; 1992. 25’
Requiem. Orchestra, 2 Choirs, Soloists and electronics; 1994. 70’
Shîyr. 2 sopranos, Orchestra and electronics; 2003. 26’
Abyssus Ascendens ad Aeternum Spendorem. Piano, orchestra and electronics, 2005. 18’
Cassiopeia. Percussion, Orchestra, electronics, 2008, 24’
Ut ex Invisibilibus Visibilia Fiant. Orchestra, 2010 (rev. 2017), 14’

Chamber Music

Etude for Five Instruments. Flute, clarinet, piano, cello, percussion; 1984. 12’
Threads I. Oboe, english horn, viola, piano, celesta, double bass; 1987. 13’
Threads II. 13 Instruments; 1987. 13’
Images de la Mémoire. Soprano and String Sextet; 1992. 22’
Kity. 5 Percussionists; 1993. 8’
Peregrinação. String Quartet; 1995. 14’
ultimate strenght. Saxophone Quartet; 1998. 9’
Pyramids. 2 pianos. 1998. 10’
Le Voyage des Sons String Sextet, soprano, mezzo, and electronics; 1998-99. 32’
…there are those who say that life is an illusion… Fl, Ob, Trpt, Perc, Vln, Cello, electronics; 1999. 10’
On the Rocks, 4 Percussionists, electronics, 2000. 10’
Íris Vln, Cl, Vcl, Pno, electronics; 2000. 12’
Labirinto. String Quartet and electronics; 2001. 16’
Adagio. Doublebass Quartet; 2001. 8’
O Abismo e o Silêncio (4 Songs) Textos by Fernando Pessoa. Soprano, vln, vla, vcl, pno, hrp, tape; 2001. 22’
Le Chant de L´Oyseau-Lyre. Fl, Ob, Cl, Pno, Perc, Vln, Vcl; 2002. 11’
Litania. Tenor Sax, guitar, electronics; 2003. 11’
Spiral of Light. String Quartet; 2005. 13’
Beyond. Vln, Cl, Piano, electronics; 2006. 12’
Timshel. Fl, Cl, Vln, Vcl, Piano, electronics; 2007. 15’
Entre o Ar e a Perfeição. Flute, piano and electronics; 2009. 9’ Hokmah. Clarinet, piano; 2009. 9’ Towdah. Flute, clarinet, piano, percussion, electronics; 2009. 15’ Angel Rock. Bass clarinet, marimba, electronics. 2011. 11′
Organa. Six Organs. 2011. 12′
Intersections. Cello,vibraphone, electronics. 2012. 10′
Synaesthesia. Vibraphone, marimba, steel drums, electric guitar. 2012. 11′
Kinetic Energy. Vibraphone, marimba. 2012. 8’
IMH. 6 percussions, electronics. 2013. 12’
Games for James. Guitar, piano; 2013. 8’
Broken Loops. 2 percussions; 2013. 10’
Burning Silver. Guitar, flute, electronics; 2014. 8’
Titanium. Piano 4-hands, electronics; 2014. 13’
Chroma. Piano, percussion, electronics. 2012-2014. 10’
Improvisação sobre texto Augusto de Campos. Open instrumentation and voice. 2014. 6’
6 Alleluias. 6 iberian organs. 2011-2015. 12′
Bridges and Gardens. Percussion Ensemble. 2016. 10’
Tensão-deformação. Fl, pno, vln, vcl. 2017. 8’
Enigma. Cello, piano. 2018. 11’
Pulsar. Percussion ensemble. 2018. 15’
Dark Energy. Cello, Double Bass, electronics. 2018. 10’
Tensão-deformação. Version for fl, pno, guitar, vcl, perc. 2018. 11’
Hexágono. Fl, accordion, marimba, vibraphone, violin, cello. 2019. 9’
A Delicada Essência dos Sonhos. Soprano sax, accordion, viola, cello. 2020. 10’
Assonâncias. Flute, tenor sax, guitar, glockenspiel, electronics. 2020. 7’

Solo Instrumental Music

Sete Visões do Apocalipse. Organ; 1982. 20’
Integrais I. Violin; 1986. 11’
Integrais II. Clarinet; 1986. 7’
Integrais III. Horn; 1986. 8’
Integrais IV. Saxophone; 1987. 8’
Sombras. Harpsichord, live-electronics; 1989. 13’
Pirâmides de Cristal. Piano. 1993. 14’
Harmonias e Ressonâncias. Organ. 1996. 16’
Crazy Mallets. Marimba. 1998. 9’
A Escada Estreita. Flute (alto and bass) and electronics. 1999. 10’
In Tempore. Piano and electronics. 2000. 11’
Liquid Bars (Lâminas Líquidas). Marimba and electronics. 2002. 12’
Time Spell. Clarinet and electronics. 2004. 13’
Livro de Órgão Ibérico (Iberian Organ Book). Organ. 1998 (rev. 2006). 17’
Maelstrom. Cymbalom and electronics. 2006. 8’
L’ Accordéon du Diable. Acordeon and electronics. 2006. 10’
Mosaic. Piano and electronics. 2010. 10’
Mosaic. Piano, toy piano and electronics. 2010. 13’
Vox Sum Vitae. Vibraphone and electronics. 2011. 9’
Magma. Violin and electronics. 2014. 11’
ff (Frozen Fred, Frozen Franz, Frozen Ferenc). Piano. 2012-2016. 12’
Rust. Viola and electronics. 2014. 8’
Hû yeshûphekâ rô’sh. Organ. 2015. 12’
Heavy Metals. Bassoon and electronics. 2016. 9’
Derivative I. Violin. 2017. 8’
Full Moon. Trombone. 2018. 7’
Mercury. E-flat clarinet, electronics. 2018. 9’
Singularity. Cello, electronics. 2019. 10’
Kontrol. Percussion, electronics 2019. 9’
Bass on Fire. Doublebass, electronics, video. 2020. 7’
City Walk. Percussion. 2020. 10’

Tape / Electroacoustic Music

Psalmus. 1986. 13’
Canticum. 1987. 13’
A Cidade Eterna. 1988. 15’
Triptico. 1991. Music for the museum of Fine Arts of Ghent (Belgium). 15’
Atlas. 1998. Music for the Pavillion of the Future at the World Exhibition EXPO 98. 10’
Rumo ao Futuro; 1998. Music for the Pavillion of the Future at the World Exhibition EXPO 98. 15’
Mahakala Sadhana; 1999. 10’
Et Ignis Involvens; 2005. 10’
‘Aphâr; 2007. 11’
Hydatos; 2008. 12’
Neshamah; 2015. 10’
La Mer Émeraude. 2018. 11’
N’vi’ah. 2019. 12’

Video

Hydatos; 2008 – 2013. 13’
Et Ignis Involvens; 2005 – 2014. 11’
‘Âphâr; 2007 – 2015. 10’
Neshamah; 2016. 10’
Petals; 2016. 10’
In Tempore; 2016. 11’
Tesseract; 2017. 9’
Storms; 2018. 9’
Things I have Seen in My Dreams. 2019. 11’

Music for Public Spaces

Tríptico; 1991. 15’
Silence to Light; 1993. 12’
Observatório dos Oceanos; 1998. 15’
Azul Profundo; 1998. 15’
Atlas; 1998. 15’
Rumo ao Futuro; 1998. 15’

Orchestrations and arrangements

5 Orchestrations of Schubert Songs. Orchestra; 1997. 15’
Schoenberg piano pieces op. 19. Orchestra; 1988. 8’
Christmas Music for Trumpet and Organ. Includes: A Major Concerto, A Minor Concerto, Choral-Preludes in E Minor and G Minor, 3 Voluntaries; 1997. 40’
Sing Swing Sing. Based on Benny Goodmann’s Music. 6 Percussionists; 2001. 11’
Zzapping. Based on Frank Zappa’s Music. Fl, cl, perc, pno, vcl; 2007. 12’
Burn. Arrangement of Deep Purple piece. Piano 4-hands. 2017. 5’

Short Works

Bagatela. Piano. 1995. 3’
Looking Into the Mirror. Piano and electronics. 2003. 1’
Torre de Névoa. Piano and Soprano. Poems by Florbela Espanca. 2006. 3’
The Fifth String. Violin and electronics. 2007. 2’
A Tre. Piano 4 hands and electronics. 2008. 2’
Jet. Flute and electronics. 2015. 2’
The Fifth String II. Viola and electronics. 2015. 2’
Saxtronic. Saxophone and electronics. 2018. 3’

João Pedro Oliveira, compositor

João Pedro Oliveira, compositor

[ Lista facultada por João Pedro Oliveira, publicada na Meloteca a 05 de maio de 2020 ]