Cartaxinho (o mesmo que cartaxo, castanhola, ou grilinho, na Madeira) é um pequeno instrumento tradicional português do tipo idiofone. Existe com este nome no Algarve e em Santarém. É  feito de um pequeno pedaço de cana (ou de madeira), em meia-cana (ou com um corte/ranhura grande no caso da madeira em forma de concha alongada) que serve de caixa de ressonância, na qual se coloca um bocado muito pequeno também de cana (ou de madeira), em tensão com uma guita, que é jogado pelos dedos do tocador, produzindo som com o embate desta pequena peça contra o corpo do instrumento.

É de fabrico artesanal e utiliza-se como acompanhamento rítmico de instrumentos melódicos, sobretudo dos aerofones de palheta metálica livre (harmónio, concertina, acordeão). Com excepção de uma ou outra região (Algarve), o povo não o conhece habitualmente por cartaxo, mas sim por castanhola. Por vezes, usa-se o mesmo sistema sonoro com uma lata de graxa ou de sardinha na qual se prende o fio em tensão com a pequena peça de cana, que embate agora contra a lata.

Fontes:

Terra Mater

Cancioneiro Tradicional de Óbidos, de José Alberto Sardinha.

Cartaxinho, créditos A Música Portuguesa A Gostar Dela Própria

Cartaxinho, créditos A Música Portuguesa A Gostar Dela Própria

Partilhe
Share on Facebook
Facebook
0 comentários

Deixe um comentário

Quer participar?
Deixe a sua opinião!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *