Cana rachada, Rancho Folclórico da Casa do Povo de Aveiras de Cima

Cana rachada, caninha, ou castanhola de cana rachada, é um instrumento tradicional português, um idiofone tocado na região da Lezíria Ribatejana e outras regiões para acompanhar ritmos e danças.

“O tocador de cana rachada é uma das figuras que mais chama atenção nos ranchos ribatejanos. No Rancho Folclórico da Casa do Povo de Aveiras de Cima também é assim. Filipe Carapinha é um dos executantes deste instrumento artesanal. No seu caso foi o próprio que apanhou a cana num caniçal em Aveiras de Baixo. É portanto um produto cem por cento local. Mas só dão boas canas rachadas aquelas que antes de terem sido arrancadas se situavam perto de um curso de água. A boa irrigação dá canas mais fortes e resistentes. Há também uma altura mais propícia para apanhar a cana: quando não está nem muito seca nem muito verde. O meio-termo é o ideal.

Filipe Carapinha que está há 13 anos no rancho de Aveiras de Cima, já fez 272 canas para este grupo. José Luís Pratas também do rancho dá a conhecer que nas atuações, principalmente no estrangeiro, o rancho dá especial destaque à cana rachada, pela sua singularidade e porque à primeira vista quem pensaria que poderia produzir um som tão carismático. Nas suas atuações, a performance produzida pelo som da cana rachada já valeu um terceiro lugar no acompanhamento musical num festival internacional de folclore decorrido em Palma de Maiorca. Conseguiram ainda um primeiro lugar num concurso do Inatel com este instrumento.

Sílvia Agostinho/Miguel A. Rodrigues . Valor Local . 08-11-2018

0 comentários

Deixe um comentário

Quer participar?
Deixe a sua opinião!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *