Peças de um mosaico por David Cranmer
Joaquim Simões da Hora
Música Católica em Macau
Marcos Portugal

História

História da Música Ocidental, de Donald J. Grout e Claude V. Palisca. Gradiva 1997, 1ª ed., 2ª tiragem.

História do Jazz, de José Duarte. Aveiro: Universidade de Aveiro / Sextante Editora 2009, 1ª ed. ISBN 978-989-8093-88-2.

História Popular da Música, de Luiz de Freitas Branco (=Biblioteca Cosmos 34/35). Lisboa: Cosmos s.d.

A caça aos coelhos e outros escritos polémicos, de Fernando Lopes-Graça (=Obras Literárias de Fernando Lopes Graça, Vol XV). Lisboa: Edições Cosmos 1976.

A Inscrição de Lamas de Moledo (Castro Daire). Documento Musical Único na Europa (Elementos para a sua interpretação). Porto: Imprensa Portuguesa 1954.

A Invenção dos Sons – Uma panorâmica da Composição em Portugal hoje, de Sérgio Azevedo. Caminho da Música 1998.

A Mousiké: das Origens ao Drama de Eurípides, de Aires Manuel Rodeia dos Reis Pereira. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian / Serviço de Educação e Bolsas 2001.

A Música Portuguesa e os seus problemas. 2º Vol., de Fernando Lopes Graça. Ensaios. Textos Vértice. Edição do Autor 1959.

A Música Portuguesa e os seus problemas, III, de Fernando Lopes-Graça (=Obras Literárias de Fernando Lopes Graça, Vol. VIII). Lisboa: Edições Cosmos 1973.

A Música Portuguesa e os seus Problemas, I, de Fernando Lopes-Graça. (=Obras Literárias de Fernando Lopes Graça, Vol. 6). Lisboa: Caminho 1989, 2ª ed. ISBN 972-21-0382-2.

A Música Portuguesa e os seus Problemas II, de Fernando Lopes-Graça. (=Obras Literárias de Fernando Lopes Graça, Vol. 7). Lisboa: Caminho 1989, 2ª ed. ISBN 972-21-0402-0.

A Música no Brasil Colonial, coord. de Rui Vieira Nery. Colóquio Internacional / Lisboa 2000. Fundação Calouste Gulbenkian / Serviço de Música 2001, 1ª ed.

A Sinfonia em Portugal, de Alexandre Delgado. Caminho da Música 2002.

Academia Musical de Santa Maria de Sandim. Alguns apontamentos para a sua história, de Joaquim Moreira da Silva. Separata do Boletim Cultural Amigos de Gaia 1985.

Andamentos. História, Música e Muita Emoção. Um retrato da sociedade contemporânea, que assegura no tempo as tradições locais da região Oeste. Obra como parte integrante do projecto audiovisual em DVD. Livro e Guião para um documentário sobre História, Música e Muita Emoção, de Mário Rui Nunes. Bombarral 2008

Arabesco. Da Música Árabe e da Música Portuguesa, de Adalberto Alves. Lisboa: Assírio e Alvim 1989.

Crónicas Musicais de uma Europa Barroca, de Denis Morrier. Especial sobre O Barroco Musical Português por Cristina Fernandes. Lisboa: Centro Cultural de Belém; Público 2006, 1ª ed.

Disto e daquilo, de Fernando Lopes-Graça (=Obras Literárias de Fernando Lopes Graça, Vol. XIII). Lisboa: Edições Cosmos 1973.

ALEGRIA, José Augusto, O ensino e prática nas Sés de Portugal (da reconquista aos fins do século XVI), Lisboa, Instituto de Cultura e Língua Portuguesa, 1985.

ALEGRIA, José Augusto, História da Capela e Colégio dos Santos Reis de Vila Viçosa, Lisboa, FCG, 1983.

ALEGRIA, José Augusto, Biblioteca do Palácio de Vila Viçosa: Catálogo dos fundos musicais, Lisboa, FCG, 1989.

ALEGRIA, José Augusto, Frei Manuel Cardoso compositor português (1566-1650), Lisboa, Instituto de Cultura e Língua Portuguesa, 1983.

ALEGRIA, José Augusto, Polifonistas portugueses: Duarte Lobo, Filipe Magalhães, Francisco Martins, Lisboa, Instituto de Cultura e Língua Portuguesa, 1984.

BEAU, A. E., “A música na obra de Gil Vicente”, Estudos 1 (1959) 219-249.

BRANCO, João de Freitas, História da Música Portuguesa, Lisboa, Europa-América, 1959.

BRANCO, João de Freitas, História da Música Portuguesa, Lisboa, org., fixação de texto e prefácio de João Maria de Freitas Branco, 2ª ed., Mem Martins, Europa-América, 1995.

BRITO, Manuel Carlos de, Estudos de História da Música em Portugal, Lisboa, Estampa, 1989.

BRITO, Manuel Carlos de e CYMBRON, Luísa, História da Música Portuguesa, Lisboa, Universidade Aberta, 1992.

CORBIN, Solange, Essai sur la musique religieuse portugaise au Moyen Age, Paris, Les Belles Lettres, 1952.

CRUZ, Maria Antonieta de Lima, História da Música Portuguesa, Lisboa, Editorial Dois Continentes, 1955.

DUFOURCQ, Norbert, Pequena História da Música, Lisboa, Edições 70, 1994.

FERREIRA, Manuel Pedro, O Som de Martin Codax, Lisboa, Imprensa Nacional, 1986.

JOAQUIM, Manuel, Vinte livros de música polifónica do Paço Ducal de Vila Viçosa, Lisboa, Fundação da Casa de Bragança, 1953.

JOAQUIM, Manuel, “Os livros do coro da Sé de Coimbra em 1635”, Arquivo de Bibliografia Portuguesa 2 (Coimbra, 1956) 327-328.

LESSA, Elisa Maria Maia da Silva, A actividade musical na Sé de Braga no tempo do Arcebispo D. Frei Agostinho de Jesus, Coimbra, FLUC, 1992. Dissertação de mestrado policopiada.

LESSA, Elisa Maria Maia da Silva, Os Mosteiros Beneditinos Portugueses (Séculos XVIII-XIX). Centros de ensino e prática musical, Lisboa, Universidade Nova de Lisboa, 1998. Dissertação de doutoramento policopiada.

LUÍS, Carlos Humberto dos Santos, João de Sousa Carvalho: catálogo comentado das obras, Lisboa, FCG, 1999.

MONTEIRO, Maria do Amparo Carvas, A Iconografia Musical na Cidade de Coimbra, Coimbra, 1992. Dissertação de Mestrado policopiada.

MONTEIRO, Maria do Amparo Carvas, Da Música na Universidade de Coimbra (1537-2002), 2 vols., Coimbra, FLUC, 2002. Dissertação de Doutoramento entregue à Fac. de Letras da Universidade de Coimbra.

MONTEIRO, Maria do Amparo Carvas, “Aspectos do ensino musical na Academia Mondeguina Quinhentista”, 1º Encontro Nacional de História do Ensino da Música em Portugal, org. Elisa Maria Maia da Silva Lessa/Manuel Lopes Simões, Braga, Centro de Estudos da Criança/Universidade do Minho, 2000.

MONTEIRO, Maria do Amparo Carvas, “Aspectos da vida musical académica na Coimbra quinhentista”, Actas do Congresso Internacional “Anchieta em Coimbra – Colégio das Artes da Universidade (1548-1998), vol. II, Porto, Edição da Fundação Eng. António de Almeida, 2000.

MONTEIRO, Maria do Amparo Carvas, “Considerações a respeito das relações musicais entre Coimbra e o Brasil”, Anais de Ciência Musical – Kongress Brasil-Europa 500 JAHRE: Musik und Visionen, Köln, Akademie Brasil-Europa. ISMPS e V., 2000.

MONTEIRO, Maria do Amparo Carvas, “Sinais Exteriores de Expressão na Idade Média e o Culto a São Gonçalo de Amarante”, Colóquio Internacional Anthropos ludens: Questões de conhecimento relacionadas com a Música e dança de Saõ Gonçalo de Amarante (Joanópolis e Ubatuba, Setembro, 1998) Revista Akademie-Brasil-Europa 55 (Koln, ISMPS, 1999). Internet-edição 1999 e nova edição pelo ISMPS e V. em 2006.

MONTEIRO, Maria do Amparo Carvas, “Polifonia Aquática”, 6º Congresso da Associação Internacioanal de Lusitanistas (Rio de Janeiro, Agosto 1999). Veredas 3-II (Porto, Fundação Eng. António de Almeida, Dezembro 2000) 467-474.

MONTEIRO, Maria do Amparo Carvas, “O Fado, a Academia de Coimbra e o intercâmbio Luso-Brasileiro”, IV Simpósio Latino-Americano de Musicologia (Curitiba, Janeiro de 2000). Anais. Coord. Elisabeth Seraphim Prosser e Paulo Castagna, Curitiba, Fundação Cultural de Curitiba, 2001.

MONTEIRO, Maria do Amparo Carvas, “A ópera e a temática greco-latina”, Som e Imagem no Ensino dos Estudos Clássicos, Coord. de José Ribeiro Ferreira e Paula Barata Dias, Coimbra, Instituto de Estudos Clássicos/Centro de Estudos Clássicos e Humanísticos/Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, 2003, p. 321-326.

CASTELO-BRANCO, Salwa El-Shawan (1996). Portugal e o Mundo – O Encontro de Culturas na Música. Lisboa: Publicações Dom Quixote.

VITERBO, Sousa, Subsídios para a História da Música em Portugal, Coimbra, Imprensa da Universidade, 1932.

VITERBO, Sousa, Artes e artistas em Portugal. Contribuição para a História das Artes e Industrias Portuguezas, 2ª ed., Lisboa, Livraria Ferin Editora/Torres & Cª, 1920.

VITERBO, Sousa, “Os Mestres da Capela Real de D. Joaõ III e de D. Sebastião”, Archivo Portuguez, vol. IV (Lisboa, 1906) 13-14.

REBELO, Luís Francisco, O primitivo teatro português, Lisboa, Instituto de Cultura e Língua Portuguesa, 1977.

NERY, Rui Vieira e CASTRO, Paulo Ferreira de, História da Música (Sínteses da Cultura Portuguesa), Lisboa, Comissariado para a Europália 91/Portugal/INCM, 1991, 2 /1999.

NERY, Rui Vieira, “A música medieval e a experiência artística contemporânea”; História e Antologia Literatura Portuguesa (Séculos XIII-XIV), Coimbra, FCG, 1997.

NERY, Rui Vieira, A Música no Ciclo da «Bibliotheca Lusitana», Lisboa, FCG, 1984.

NERY, Rui Vieira, Para a História do Barroco Musical Português, Lisboa, FCG, 1980.

MONTEIRO, Maria do Amparo Carvas, “Considerações sobre o Teatro, Educação e Artes. Súmula histórica”, Revista do GEPEDA Pampilhosa- Uma Terra e Um Povo 25 (Carapinheira, Dezembro, 2006) 61-72.

MONTEIRO, Maria do Amparo Carvas, “A Cadeira de Música da Universidade de Coimbra” Rua Larga 13 (Coimbra, Reitoria da Universidade de Coimbra, Julho, 2006).

MONTEIRO, Maria do Amparo Carvas, “Música e Encontro de Culturas nas Relações Luso-Chinesas”, VII Congresso Internacional da AIL, Livro de resumos (Santiago de Compostela, Julho 2005), Santiago de Compostela, Universidade de Filologia, 2005.

MONTEIRO, Maria do Amparo Carvas, “Da Música no âmbito da corte na dinastia de Avis”, Congresso Internacional “Santarém e o Infante Santo 600 anos”, Santarém, IC/FLUC/Câmara Municipal de Santarém, 2003.

CASEIRO, Virgílio, O Orfeon Académico de Coimbra. Causas determinantes, objectivos e evolução, Coimbra, Coimbra, FLUC, 1992. Dissertação de Mestrado policopiada.

CARVALHO, Mário Vieira de, Pensar é morrer ou o teatro de S. Carlos na mudança de sistemas sociocomunicativos desde fins do século XVIII aos nossos dias, Lisboa, ICCM, 1993.

Tractado de Canto Mensurable, de Mateus de Aranda. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian 1978. Edição fasimilada com introd. e notas do Cón. José Augusto Alegria.

Tractado de canto llano (1533), de Mateus de Aranda. Lisboa 1962. Edição facsimilada com introdução e notas do Cón. Dr. José Augusto Alegria.

Sobre a evolução das formas musicais, de Fernando Lopes Graça (=Cadernos Culturais Inquérito, 48). Lisboa: Editorial Inquérito 2ª ed. revista e actualizada.

Para uma História do Fado, de Rui Vieira Nery (=Fado 100 anos). Público 2004.

Origens e Segredos da Música Portuguesa Contemporânea. Música em Som e Imagem. De Serralves ao Rivoli, de Paris a Darmstadt, do Monte da Virgem aos Estúdios dos Clérigos, do Teatro às Artes Visuais, de Cândido Lima. Porto: Edições Politema 2003.

O Cântico Greco-latino de Lamas de Moledo (Documento musical arcaico com estrofe e antístrofe em Grego), de Rogério Azevedo. Porto 1955.

Sétimo Suplemento aos Anais do Orpheon Portuense fundado em 1881. Porto 1979.

O ensino e a prática da música nas Sés de Portugal, por José Augusto Alegria (=Biblioteca Breve, Série Música). Lisboa: Instituto de Cultura e Língua Portuguesa1985, 1ª ed.

O Colégio dos Moços do Coro da Sé de Évora, de José Augusto Alegria Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian 1997.

O Canto da Paixão nos Séculos XVI e XVII: A Singularidade Portuguesa, de José Maria Pedrosa Cardoso. Prefácio de Ruy Vieira Nery. Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra. 2006.

Manuscrito 50 da Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra. Vilancicos, romances e chansonetas de Santa Cruz de Coimbra. Século XVII. Parte I. Transcrição, estudo e revisão de Jorge Mata, musicografia de Artur Carneiro. Lisboa: Edições Colibri; Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical Universidade Nova de Lisboa 2008. ISBN 978-972-772-836-7.

Jazz em Cascais. Uma história de 80 anos, de João Moreira dos Santos. Casa Sassetti 2009, 1ª ed. ISBN 978-989-95168-3-1.

História Popular da Música, de Luiz de Freitas Branco (=Biblioteca Cosmos 34/35). Lisboa: Cosmos s.d.

História do Jazz, de José Duarte. Aveiro: Universidade de Aveiro / Sextante Editora 2009, 1ª ed. ISBN 978-989-8093-88-2.

História da Música Ocidental, de Donald J. Grout e Claude V. Palisca. Gradiva 1997, 1ª ed., 2ª tiragem.

História da Capela e Colégio dos Santos Reis de Vila Viçosa, de José Augusto Alegria. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian 1983.

História da Música. Manual do aluno – 2º Ano, de Maria José Borges e José Maria Pedrosa Cardoso. Mem Martins: Sebenta 1999.

História da Música. Manual do aluno – 1º Ano, de Maria José Borges e José Maria Pedrosa Cardoso. Mem Martins: Sebenta 1999.

História Breve da Música Ocidental, de José Maria Pedrosa Cardoso (=Estado da Arte). Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra 2010, 1ª ed. ISBN 978-989-26-0052-9.

Estudos de Musicologia, de João Pedro Alvarenga. Lisboa: Edições Colibri; Centro de História da Arte da Universidade de Évora 2002.

Biblioteca Pública de Évora. Catálogo dos Fundos Musicais, org. José Augusto Alegria, Fundação Calouste Gulbenkian 1977.

Biblioteca do Palácio Real de Vila Viçosa. Catálogo dos Fundos Musicais, org. José Augusto Alegria, Fundação Calouste Gulbenkian 1989.

Biblioteca do Palácio Nacional de Mafra. Catálogo dos Fundos Musicais, org. João M. B. de Azevedo, Fundação Calouste Gulbenkian 1985.

Arquivo das Músicas da Sé de Évora. Catálogo, org. José Augusto Alegria. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian 1973.

DEYRIES, B., LEMERY, D., SADLER, M. (1990). História da Música em Banda Desenhada. Mem Martins: Terramar.

FERNANDES, Cristina, Devoção e Teatralidade. As vésperas de João de Sousa Vasconcelos e a prática litúrgico-musical no Portugla pombalino, Lisboa, Edições Colibri, 2005.

Partilhe
Share on Facebook
Facebook