Lua cheia

Nem mal que sempre dure

A solidão espalhada p’los penedos
Embrulha a alma em folhas de saudade
A noite acorda o sabor dos segredos
E traz nos dedos a cor da vontade

E só a voz da Lua é que me amansa
E me adormece ao canto da gaivota
No fim do mundo o tempo quebra a dança
E o vento lança aromas de outra rota

O Sol acalma como um grão de areia
E dorme enquanto espera a madrugada
Em cada noite escura há uma candeia
Em cada ceia há uma fome adiada

Em cada grito há uma voz calada
Encruzilhada p’lo meio do caminho
Em cada sono há uma alma acordada
Desnorteada como um burburinho

Ouvi dizer o povo e o povo bem o sabe:
“Nem mal que sempre dure, nem bem que nunca se acabe.”

Mal amanhece o horizonte espreita
Enquanto espera pelo raiar do dia
Já se adivinha o calor que se ajeita
E o chão aceita o fim da noite fria

Rir da tristeza, chorar da alegria
Abrir caminhos como um peregrino
Deixar que a vida traga outro dia
Fazer folia a meias com o destino

Ouvi dizer o povo e o povo bem o sabe:
“Nem mal que sempre dure, nem bem que nunca se acabe.”

Nem Mal Que Sempre Dure, Nem Bem Que Nunca se Acabe
Letra e música: Sebastião Antunes
Intérprete: Sebastião Antunes & Quadrilha com Carlos Moisés (in CD “Perguntei ao Tempo”, Sebastião Antunes/Alain Vachier Music Editions, 2019)
Versão original: Quadrilha (in CD “A Cor da Vontade”, Vachier & Associados, 2003)
Outra versão: Quadrilha (in CD “Deixa Que Aconteça: Ao Vivo”, Vachier & Associados/Ovação, 2006)

Sebastião Antunes – voz, guitarras, ukulele e palmas
Carlos Lopes – acordeão, vozes, guitarra e programações
Hugo Ganhão – guitarra baixo
Mário João Santos – bateria e palmas
Nuno Moreno – bateria
Emiliana Silva – violino
Convidados:
Tim – voz (em “Quem Anda ao Mar”)
João Pedro Pais – voz (em “Caixinha de Música”)
Carlos Moisés – voz (em “Nem Mal Que Sempre Dure, Nem Bem Que Nunca se Acabe”)
Paulo Loureiro – piano (em “História da Marianita”)
David Piçarra – guitarra eléctrica (em “Caixinha de Música”, “Doideira”, “Quem Anda ao Mar” e “Nem Mal Que Sempre Dure, Nem Bem Que Nunca se Acabe”)
Ana Caldeira – vozes (em “Doideira”, “Quem Anda ao Mar”, “História da Marianita” e “Nem Mal Que Sempre Dure, Nem Bem Que Nunca se Acabe”)
Ana Lopes, Diogo Lopes e Francisco Lopes – palmas (em “Nem Sequer Dei por Isso”)
Produção – Carlos Lopes e Luís Peixoto
Gravado nos Estúdios Silver Lining (Lisboa), por Francisco Santos, e nos Estúdios Piranha & Chumbinho, por Carlos Lopes
Mistura e masterização – Luís Peixoto

0 comentários

Deixe um comentário

Quer participar?
Deixe a sua opinião!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *