Chuva na vidraça

A CHOVER E A NEVAR

A chover e a nevar,
e a raposa a costurar,
a fazer roupinha nova
p’ra amanhã se ir casar.

A chover e a nevar,
e a raposa no quintal
a apanhar as laranjinhas
para o dia de Natal.

(Tradicional)

A chover e a trovejar
e as bruxas a voar.
Quem tiver uma vassoura
as bruxas pode imitar.

A chover e a nevar,
e as bruxas a esquiar.
Quem tiver equipamento
também as pode imitar.

(Acrescentado por António José Ferreira)

Lengalenga é um texto poético de verso curto. A musicalidade, o ritmo e a rima facilitam a memorização. A lengalenga recorre também à repetição de certas palavras e expressões de modo a ser memorizada facilmente. Algumas lengalengas são transmitidas oralmente há séculos, de geração em geração.

As lengalengas são parte da cultura do povo, embora sejam usadas especialmente no universo das crianças. Enriquecem a brincadeira e podem fomentar a criatividade e a música.

INSTRUMENTO SUGERIDO

É fácil criar maracas coloridas e eficazes com duas tampas de amaciador de roupa que encaixem uma na outra. Arranje várias, com a ajuda das crianças, que estarão a reciclar e a habituar-se a práticas sustentáveis. Basta colocar um pouco de arroz numa das tampas e um pouco de cola na parte mais fina da tampa menor. Encaixe, deixe secar e está feita a maraca.

SUGESTÕES

Com ajuda do professor, as crianças podem criar quadras novas, acompanhá-las com percussão, dizê-las com gestos, usar paus de vassoura para esquiar ou para voar.

O professor apresenta o texto no quadro interativo, ou escreve-o em outro tipo de quadro.

Declama com expressividade uma vez, e outra. Pede um ou mais voluntários para recitarem.

Cada uma com a sua maraca, as crianças agitam o instrumento de modo que o som se aproxime do som da chuva.

Depois dizem a lengalenga, marcando a pulsação, em cima e um pouco abaixo.

No final, provocam novamente o som da chuva.

Por 2€ adquira na Loja Meloteca todas as lengalengas.

Chuva na vidraça

Chuva na vidraça

0 comentários

Deixe um comentário

Quer participar?
Deixe a sua opinião!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *