Orquestra Geração Portugal

Música para todos é uma iniciativa lançada em 2010 pelo Município do Porto, através da Fundação Porto Social, em parceria com o Curso de Música Silva Monteiro e o Agrupamentos de Escolas do Cerco do Porto e do Viso. O principal objetivo do projeto é a promoção do ensino articulado da música a alunos dos 2.º e 3.º Ciclos do Ensino Básico, de Territórios Educativos de Intervenção Prioritária (TEIP) da cidade do Porto, de forma a combater o insucesso e o abandono escolar.

Novos Horizontes – A OCP Solidária no Bairro dos Navegadores é um projeto da Orquestra de Câmara Portuguesa no âmbito dos Contratos Locais de Segurança de Oeiras. O projeto engloba um conjunto de workshops que decorrem nas escolas do Agrupamento de Escolas Aquilino Ribeiro, bem como no centro de convívio do Bairro dos Navegadores. O projeto integra ainda uma Oficina de Instrumentos Musicais, para construção de instrumentos por parte dos alunos. Visa promover o acesso à música e à arte, enquanto ferramentas para o estabelecimento de laços com a comunidade artística, com objetivos de intervenção em contextos de risco, e de inclusão social dos seus participantes. Os formadores são artistas/músicos profissionais e pedagogos com uma experiência única, cuja estratégia passa pelo estabelecimento de relações de proximidade com a população alvo com base em metodologias criativas e de responsabilização do sujeito. O projeto pretende potencializar as capacidades de cada participante, promovendo o acesso à cultura e a integração na sociedade, desenvolvendo a autonomia e a igualdade de oportunidades, criando laços culturais.

A Orquestra Geração é um projeto de intervenção social através da prática orquestral. Foi criada em 2007 na Escola Básica Miguel Torga no Casal de S. Brás na Amadora e encontra-se actualmente instalada em 22 escolas básicas e secundárias nos municípios de Almada, Amadora, Lisboa, Loures, Oeiras, Sesimbra, Vila Franca de Xira (Orquestra de Vialonga) e em Coimbra. O projeto aplica a metodologia do El Sistema criado na Venezuela pelo Dr. José António Abreu (prémio Príncipe das Astúrias e Erasmus). Abrange alunos da pré-primária (Orquestra de Afectos) até ao 12º ano (Orquestra Juvenil Geração). Durante a sua existência tem sido várias vezes galardoado com as seguintes distinções: Prémio Nacional de Professores (inovação) em 2010, em 2013 e 14 foi considerada uma das 50 melhores práticas de intervenção social de toda a União Europeia; em 2017 foi menção honrosa da Fundação Mota Engil e já em 2018 foi considerado o projeto do ano pela AGEAS e recebeu da Assembleia da República a medalha de ouro comemorativa dos 50 anos da Declaração Universal dos Direitos Da Humanidade. A Orquestra Geração é membro do Sistema Europe, de cuja direção faz parte.

Orquestra Geração Portugal
Orquestra Geração Portugal
0 comentários

Deixe um comentário

Quer participar?
Deixe a sua opinião!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *