MELOTECA SÍTIO DE MÚSICAS E ARTES
Siga-nosFacebookInstagramLinkedInPinterestTwitterTumblr
> Pré-escola
PRINCIPAL
Galo
Cão
Leão
Lobo

 

FONTES SONORAS

EXPLORAÇÃO E IMITAÇÃO

Mesmo quando está pela primeira vez em contacto com um instrumento ou objeto sonoro, a criança revela revela em geral interesse em produzir sons e explorar formas originais de o fazer.

Ao explorar sons e ritmos, especialmente percussões (por questões de higiene da criança e robustez do instrumento), a criança desenvolve diversas competências e torna-se capaz de identificar visual e auditivamente.

A música contribui para o desenvolvimento cognitivo-linguístico, possibilita o aperfeiçoamento da capacidade motora, ajuda no alívio emocional, contribui para o equilíbrio do sistema nervoso, dá satisfação e prazer, ajuda a criança a ser mais sociável.

É da experiência informal, em casa e na escola, que se passa à educação formal. A música na educação de infância ajuda a criança a ser mais sensível e mais criativa. Escutar, cantar, dançar, tocar e criar são os eixos em torno dos quais gira a música na educação de Infância.

A lei-quadro da educação pré-escolar realça que a ação educativa da escola e da família favorece a "formação e o desenvolvimento equilibrado da criança, tendo em vista a sua plena inserção na sociedade como ser autónomo, livre e solidário” (Ministério da Educação, Portugal, 1997, p. 1).

A descoberta pessoal é enriquecida por sugestões do professor no sentido de o aluno tirar partido das potencialidades sonoras do instrumento.

No pré-escolar, especialmente, a criança não pode ser apenas ouvinte ou espetadora. Fazer percussão com o corpo, manusear objetos sonoros e tocar instrumentos por percussão, direta ou indireta, ajuda a desenvolver a motricidade fina, melhora a autoestima e o gosto pela música.

António José Ferreira

01 de fevereiro de 2017

NEE tocando
TOPO