MELOTECA SÍTIO DE MÚSICAS E ARTES
Siga-nosFacebookInstagramLinkedInPinterestTwitterTumblr
> Músicos
PRINCIPAL
Tocando viola da gamba
Tocando harpa
Tocando piano
Tocando marimba

 

MMARIA JOSÉ MORAIS

BIOGRAFIA

Maria José Morais, foto Lauren Maganete

Maria José Morais (Porto, 30 julho 1953 - Lisboa, 24 março 2016) foi uma das mais conhecidas pianistas internacionais.

Terminou, aos 15 anos, no Conservatório de Música do Porto, o Curso Superior de Piano, com a classificação máxima de 20 valores e louvor, após ter sido criança prodígio e ter, até então, atuado com todas as orquestras da Península Ibérica.

Recebeu uma bolsa de estudo da Fundação Gulbenkian que lhe permitiu continuar os estudos em Paris, no Conservatoire Superieur de Musique (Jeanne-Marie Darré e Nadia Boulanger). Fez, ainda um longo trabalho de aperfeiçoamento em Viena, com S. Neuhaus e em Londres com Fanny Watermann. Durante alguns anos manteve-se afastada dos palcos, dedicando-se a um intenso trabalho artístico e cultural.

Iniciou a sua verdadeira carreira internacional aos 21 anos, com o seu début no carismático Wigmore Hall, em Londres. Poucos meses depois fez a sua estreia na Polónia, em Paris e nos Estados-Unidos.

Laureada em vários concursos internacionais (Leeds, Napoles, Viotti etc), foi membro do Júri de concursos internacionais de Piano, nomeadamente em Portugal, Bélgica e Viena. A sua brilhante carreira mundial passou por numerosos países da Europa, Ásia e Estados Unidos da América, com repetidas aparições nos mais consagrados palcos de Londres, Viena, Salzburgo, Praga, Paris, Londres, Moscovo, S. Petersburgo, Varsóvia, Bruxelas, Budapeste, Baden-Baden, Tóquio, Bangkok e muitos outros.

São também inumeráveis as grandes orquestras com as quais colaborou: Baden-Baden, Munique, Londres, Paris, Tóquio, Osaka, Budapeste, Varsóvia, entre outras. Também colaborou com grupos de música de câmara, como as orquestras de câmara de Viena, Israel, Wallonie, Solistas de Salzburgo, Prague Chamber Orchestra, Quartetos de Cordas Enescu, Travnicek, e outros. Interpretou, em diversas ocasiões, Concertos para Piano e Orquestra de Mozart com Philippe Entremont, ou o Concerto para 2 Pianos e Orquestra de Francis Poulenc, com Gabriel Tacchino.

Editou sete CDs editados, entre eles o Concerto para Piano e Orquestra em Lá menor, de Robert Schumann, com a Filarmonia de Sófia, o Quinteto op.114 “A Truta”, de Schubert, com os Solistas de Salzburgo, para EMI CLASSICS. Chegou a ser a única pianista portuguesa mencionada no Dicionário de Grandes Mulheres de Oxford. Foi candidata a “Woman of the Year”, em 1999 em S. Francisco da Califórnia e lecionou, ocasionalmente master classes em vários países.

Em 2004, Maria José Morais comemorou 30 anos de uma brilhante carreira mundial.

Maria José Morais, foto Lauren Maganete

CONCEITUADAS SALAS ONDE ATUOU

Wigmore Hall (Londres)

Royal Festival Hall (Londres)

Queen Elizabeth Hall (Londres)

Théâtre des Champs-Élysées (Paris)

Salle Gaveau (Paris)

Queen Elizabeth Hall (Antuérpia)

De Single Concert Hall (Antuérpia)

Harvard University Concert Hall (E.U.A)

New Orleans Festival Hall (E.U.A)

Osaka Festival Hall (Osaka)

Bunka Kaikan Concert Hall (Tóquio)

Rudolfinum Concert Hall (Praga)

Bulgaria Great Concert Hall (Sófia)

Chopin Hall (Varsóvia)

Casa Natal de Chopin ( Żelazowa Wola)

Fundação Gulbenkian (Lisboa)

Centro Cultural de Belém (Lisboa)

Teatro Nacional São Luís (Lisboa)

Centro Cultural e de Congressos das Caldas da Rainha (Caldas da Rainha)

Teatro Académico Gil Vicente (Coimbra)

Teatro Rivoli (Porto)

Coliseu do Porto (Porto)

Marinsky Theatre (São Petersburgo)

Cemal Resit Ray Concert Hall (Istambul)

Schloss Mirabel (Salzburgo)

Konzerthause (Viena)

Music Musikverein (Viena)

Beethovensaal (Estugarda)

Weinbrenersaal (Baden-Baden)

Schloss Solms (Baden-Baden)

Herculessaal (Munique)

The Great Concert Hall of the Bank of Ireland (Dublin)

The Great Queen Elizabeth Theater (Singapura)

Place Flagey (Bruxelas)

HTMLArtigo de Maria José Morais sobre César de Morais, compositor, seu pai

TOPO
Maria José Morais ao piano
TOPO
Maria José Morais, concerto
TOPO